Revista da sociedade portuguesa de medicina interna


P42 SÍNDROME DE GERSTMANN EM DOENTE DEXTRO



Baixar 2.41 Mb.
Pdf preview
Página101/155
Encontro20.06.2021
Tamanho2.41 Mb.
1   ...   97   98   99   100   101   102   103   104   ...   155
P42

SÍNDROME DE GERSTMANN EM DOENTE DEXTRO 

COM AVC DO HEMISFÉRIO DIREITO 

Raquel Sousa Almeida, Carolina Pinheiro, Bruno Maia, Patricia Ferreira, 

Ana Paiva Nunes

Unidade Cerebrovascular, Hospital São José, 

Centro Hospitalar de Lisboa Central

Introdução: O síndrome de Gerstmann (SG) é constituído por 

um conjunto de sintomas caracterizado por acalculia, agrafia, 

agnosia digital e desorientação esquerda-direita. É uma entida-

de rara que ocorre na presença de lesão do lobo parietal no he-

misfério dominante. Apresentamos o caso de um jovem adulto 

dextro, com AVC do hemisfério direito, que se apresentou com 

SG, associado a afasia.

Caso Clínico: Homem de 33 anos, fumador, com anteceden-

tes patológicos conhecidos de hipertensão arterial e história 

prévia de miocardite, foi levado ao Serviço de Urgência após 

activação da Via Verde AVC, por parestesias no membro su-

perior esquerdo, de início súbito, enquanto regressava a casa 

do trabalho. Ao exame neurológico inicial apresentava-se ví-

gil, orientado, colaborante, sem défice de campo visual, sem 

oftalmoparésias, sem assimetria facial, disártrico, com parésia 

do membro superior esquerdo com força muscular de grau 4, 

hemihipostesia esquerda, sem extinção ou disgnosia, totalizan-




45

18º CONGRESSO DO NÚCLEO DE ESTUDOS DA DOENÇA VASCULAR CEREBRAL 

do 3 pontos na escala de NIH. Realizou TC-CE que mostrou 

sinais precoces de isquémia no território da artéria cerebral 

média direita a nível insular e parietal. A AngioTC CE e vasos 

supra aorticos revelou oclusão do ramo M2 direito. Foi iniciada 

terapêutica  fibrinolítica  com  rtPA  aos  252  minutos  de  tempo 

clínica-agulha, seguida de trombectomia aspirativa, com re-

permeabilização completa. Nas primeiras 24h de internamento 

assistiu-se a instalação de afasia motora associada a disgrafia, 

acalculia, agnosia digital esquerda e confusão esquerda-direita. 

Por suspeita de lesão do lobo parietal do hemisfério dominante

foi realizada RM-CE que mostrou lesão isquémica aguda do 

território cortical da divisão inferior da artéria cerebral média 

direita, envolvendo a vertente posterior da insula, face externa 

frontal posterior e parietal e ainda uma pequena zona de enfar-

te recente em topografia calosa anterior paramediana direita.

Discussão e Conclusões: O hemisfério esquerdo é dominante 

em 95-99% dos doentes dextros. O presente caso é raro pela 

apresentação clínica completa de SG, em contexto de lesão do 

hemisfério direito em doente dextro.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   97   98   99   100   101   102   103   104   ...   155


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal