Revista Brasileira de Inteligência e-issn 2595-4717


parte do complexo sistêmico Poder



Baixar 2.33 Mb.
Pdf preview
Página79/83
Encontro02.08.2022
Tamanho2.33 Mb.
#24436
1   ...   75   76   77   78   79   80   81   82   83
RBI16verso23062022

parte do complexo sistêmico Poder 
Público, especifi camente à Administração 
Pública e que objetiva reduzir incerteza 
nesse ambiente. A atividade de “espiar”, 
de conhecer ambientes e personagens 
veladamente, acompanhou a crescente 
complexidade da sociedade, o que levou 
à necessidade de funções específicas 
de produção de conhecimentos em 
ambientes complexos; assim, com essa 
evolução, passou ela a ser essencial na 
gestão de riscos, por meio não somente 
de meros informes, mas introduzindo 
produtos mais amplos e profundos, 
como apreciações e estimativas. Dessa 
necessidade, nasce o que se denomina 
atualmente de atividades de Inteligência, 
as quais tendem a ser agrupadas em 
complexos sistemas organizativos estatais 
comumente chamados de agências de 
Inteligência.
Por fi m, nesses apontamentos teóricos 
básicos, Luhmann afi rma que, em razão 
da complexidade social — a diferenciação 
funcional observada —, não existe, na 
sociedade moderna, um “eixo central”, 
ou um sistema principal, como existia na 
sociedade estratifi cada. Em outros termos, 
11 Tradução livre do autor. Original: “(...) siempre se participa en la producción de los problemas con los que nos 
ocupamos y, en cierto modo, siempre hemos querido lo que no queremos”.
ademais da questão da inexistência de um 
eixo central, o autor aponta que o que 
reconhecemos como problemas sociais 
na sociedade moderna são realidades 
autoproduzidas pelos próprios sistemas 
e que por eles devem ser solucionadas. 
Com efeito, a conclusão de Luhmann é 
que “sempre se participa na produção dos 
problemas com os quais nos ocupamos e
de certo modo, sempre desejamos o que 
não queremos”
11
(2006, p. 123).
Nesse contexto, a Inteligência pode 
ser compreendida como um sistema 
organizativo cuja função é se ocupar 
de problemas específicos em uma 
sociedade funcionalmente diferenciada 
e com complexidade crescente. O operar 
dessas organizações envolve a seleção de 
informações a serem comunicadas, dentre 
as muitas possibilidades existentes, com a 
fi nalidade de reduzir a complexidade. Ao 
mesmo tempo, as decisões relacionadas 
às informações selecionadas ampliam a 
complexidade. Em ambientes de riscos 
crescentes — que são ampliados ao se 
deliberar —, o decidir deve se dar com 
confi ança sistêmica, pois a “qualidade” do 
serviço prestado pela Inteligência é saber 
reduzir essas complexidades (MATUS, 
2012, p. 206), ou incertezas, dentro dos 
limites temáticos estabelecidos pelo Poder 
Público.

Baixar 2.33 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   75   76   77   78   79   80   81   82   83




©historiapt.info 2023
enviar mensagem

    Página principal