Revista Brasileira de Inteligência e-issn 2595-4717


parte de sua mão de obra para essas



Baixar 2.33 Mb.
Pdf preview
Página52/83
Encontro02.08.2022
Tamanho2.33 Mb.
#24436
1   ...   48   49   50   51   52   53   54   55   ...   83
RBI16verso23062022

parte de sua mão de obra para essas 
iniciativas e, quando o fazem, tendem a 
designar seus agentes públicos da forma 
menos dispendiosa possível. Dessa 
forma, corre-se o risco de os servidores 
indicados para compor o Centro não 
possuírem experiência profissional ou 
mesmo representatividade institucional 
adequadas, elementos tidos como 
essenciais para uma contribuição em nível 
de excelência ao colegiado interagência. 
Os centros, portanto, tornam-se passíveis 
de ser compostos por servidores menos 


98
Revista Brasileira de Inteligência. Brasília: Abin, nº. 16, dez. 2021
Gustavo Ferreira
especializados nos assuntos a que se 
destinam os trabalhos integrados, o que 
tende a gerar baixos níveis de contribuição 
qualifi cada para os resultados esperados. 
Outra razão para os casos de lotação 
inadequada é a possível percepção, 
dentro da agência participante, de que 
os resultados em pouco contribuirão 
para a sua missão institucional ou
ainda, por aparente inefi ciência dessas 
estruturas. Esses sentimentos podem se 
estender, ainda, aos próprios servidores 
especialistas, fazendo-os hesitar ante 
a eventual voluntarismo para compor 
os centros. Para reverter o quadro
portanto, é fundamental que se revejam 
as atuais práticas e política públicas de 
integração, referentes a engajamentos 
intrassistêmicos (Sisbin), interagências 
e motivacionais. Ou seja, é preciso 
que o trabalho integrado represente 
perspectivas vantajosas a todos os 
participantes (centros, órgãos integrantes 
e pessoas designadas), como incremento 
de capacidades institucionais e individuais, 
além do reconhecimento equânime do 
mérito das ações bem-sucedidas.
Considerações finais 
No presente estudo, propusemos-nos 
a investigar as origens do processo de 
formação dos centros de integração 
em inteligência no Brasil a fim de 
compreendermos as características 
atuais dos trabalhos interagências nesses 
ambientes. Ao verifi carmos o seu molde, 
qual seja, a experiência norte-americana 
dos Fusion Centers, vislumbramos alguns 
dos elementos que impõem desafios 
à otimização e à adequação dessas 
estruturas às demandas que hoje se 
apresentam.
Apesar de não termos esgotado o tema, 
foi possível diagnosticar a necessidade de 
reorientação de conceitos e de práticas 
para amplifi car o potencial de efetividade 
de ações eminentemente integradas, 
reverter eventual percepção de baixa 
efetividade e consolidar uma cultura de 
franca cooperação em meio ao Sisbin.
Assim, constatou-se que essa inflexão 
deve abranger debates que envolvam 
abordagem a) de normatização, 
em continuidade aos esforços já 
empreendidos para institucionalização; 
b) de temáticas, demarcando objetos de 
trabalho integrado; c) de metas, agregando 
à atual práxis de evitar/mitigar ações 
adversas a ideia de realizar entregas 
que atendam a necessidades de clientes 
- autoridades; d) de prazos das missões 
para além dos usuais eventos certos, 
determinado o regime de funcionamento, 
se por evento certo ou se continuado no 
tempo; e, por fi m, d) de gerenciamento, 
priorizando a coordenação, planejamento 
e formação de equipes específi cas face à 
corrente autonomia institucional.


Revista Brasileira de Inteligência. Brasília: Abin, nº. 16, dez. 2021
99
Perspectivas e desafi os para o trabalho integrado em centros de Inteligência

Baixar 2.33 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   48   49   50   51   52   53   54   55   ...   83




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal