Revista Brasileira de Inteligência e-issn 2595-4717


Isomorfismo institucional



Baixar 2.33 Mb.
Pdf preview
Página42/83
Encontro02.08.2022
Tamanho2.33 Mb.
#24436
1   ...   38   39   40   41   42   43   44   45   ...   83
RBI16verso23062022
Isomorfismo institucional: 
ameaças, incertezas e 
moldagens
Vasconcelos (2018) atenta para a 
ocorrência de um isomorfi smo institucional 
no processo de preparação para os 
grandes eventos e nos indica DiMaggio e 
Powell para ajudar a explicar a natureza da 
aproximação das experiências brasileira 
e norte-americana na formação de seus 
centros de integração em inteligência. Ao 
investigar as causas da burocratização e da 
racionalização, os autores se deparam com 
elementos que causam mudanças no meio 
corporativo, tornando organizações mais 
parecidas do que diferentes nos cenários 
competitivos, “sem necessariamente 
as tornar mais eficientes” (DIMAGGIO 
& POWEL, 2005). Tais elementos se 
relacionam a incertezas que inibem a 
prevalência pela variação e levam à busca 
pela sobrevivência na “homogeneidade em 
termos de estrutura, cultura e resultados”.
A base teórica dessa homogeneização 
é identifi cada por DiMaggio e Powell no 
conceito de isomorfismo institucional, 
explorado por Hannan e Freeman 
(1977), Meyer (1979) e Fennel (1980), a 
partir da construção de Hawley (1968) 
(Vasconcelos, 2018 p. 27). Para este último, 
o isomorfi smo
(...) constitui um processo de restrição 
que força uma unidade em uma 
população a se assemelhar a outras 
unidades que enfrentam o mesmo 
conjunto de condições ambientais. Na 
esfera populacional, tal abordagem 
sugere que as características 
organizacionais são modificadas 
na direção de uma compatibilidade 
crescente com as características do 
ambiente; o número de organizações 
em uma população é função da 
capacidade de sustentação do ambiente; 
e a diversidade de configurações 
organizacionais é isomórfica à
diversidade ambiental (apud DIMAGGIO 
& POWEL, 2005, p. 3).
Di Maggio e Powell (2005) avançam 
no aprofundamento da variante 
institucional do isomorfi smo, afi rmando 
sua manifestação em três grupos de 
mecanismos: coercitivos (pressões 
de outras organizações), normativos 
(infl uência de profi ssionais para poderem 
exercer suas funções) e miméticos 
(imitação devido à incerteza).
Para o nosso estudo, isolamos o 
isomorfi smo institucional mimético como 
processo fundamental na formação dos 
Fusion Centers, nos EUA, e dos centros 
de integração empregados nos grandes 
eventos, no Brasil, conforme apontado 
por Vasconcelos (2018). Em ambos os 
casos, como veremos adiante, a imitação 
é induzida pela incerteza, contextualizada 
por March e Olsen (apud DIMAGGIO & 
POWEL, 2005), como a) compreensão 
insufi ciente de tecnologias organizacionais 
e b) metas ambíguas ou incerteza 
simbólica criada pelo ambiente. 
Dimmagio e Powell fi xam quatro hipóteses 


84
Revista Brasileira de Inteligência. Brasília: Abin, nº. 16, dez. 2021
Gustavo Ferreira
preditoras de mudanças isomórficas 
miméticas. As duas primeiras se referem 
ao nível organizacional. As restantes, ao 
nível de campo, como a seguir: 
• 
Q u a n t o m a i s i n c e r t o o 
relacionamento entre meios e 
fins, maior a probabilidade de a 
organização moldar-se em outras 
organizações que considera bem-
sucedidas.
• 
Quanto mais ambíguas as metas 
de uma organização, maior o grau 
em que esta se moldará a outras 
organizações que considera bem-
sucedidas.
• 
Quanto menor o número de 
alternativas visíveis de modelos 
organizacionais em um campo, 
maior a taxa de isomorfi smo nesse 
campo.
• 
Quanto mais incertas são as 
tecnologias ou ambíguas as metas 
de um campo, maior a taxa de 
mudança isomórfi ca.
Vale ressaltar que nossa análise recai 
sobre o processo de formação dos 
centros de integração gestados ao longo 
do ciclo dos grandes eventos. Portanto, o 
presente recorte não contempla análise 
das características essenciais dos órgãos, 
mas sim sua capacidade de atuação 
integrada enquanto constituinte do grupo 
interagências. Desconsideramos qualquer 
efeito da incerteza sobre as instituições 
que compuseram aqueles centros e as 
que compõem outras experiências de 
integração, comando e controle.

Baixar 2.33 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   38   39   40   41   42   43   44   45   ...   83




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal