Revista Brasileira de Inteligência e-issn 2595-4717



Baixar 2.33 Mb.
Pdf preview
Página28/83
Encontro02.08.2022
Tamanho2.33 Mb.
#24436
1   ...   24   25   26   27   28   29   30   31   ...   83
RBI16verso23062022
pipeline
3
de dados que gere conhecimentos 
analíticos, prescritivos, explicativos ou 
preditivos, que transforma conhecimento 
em actionable intelligence para a tomada 
de decisão.
Na primeira seção, destaca-se a 
importância da adoção de métodos 
efi cientes de reunião de dados de fontes 
abertas, com vistas a dedicar maior tempo 
do esforço do analista de Inteligência 
ao pensamento crítico com a aplicação 
de técnicas acessórias para a produção 
de conhecimentos. A maior fração dos 
dados coletados de plataformas digitais 
de redes sociais classifi ca-se no conceito 


Revista Brasileira de Inteligência. Brasília: Abin, nº. 16, dez. 2021
57
Ciência de dados e produção de conhecimentos de Inteligência: potencial da análise de dados de redes 
sociais digitais para a atividade de Inteligência
de Big Data
4
. A primeira seção termina 
com a constatação da necessidade de 
automação da coleta e da análise de dados 
para proporcionar melhores resultados à 
produção de conhecimentos.
A segunda seção inicia-se com uma 
exposição da atribuição legal da 
Inteligência nacional para a identifi cação 
de ameaças e oportunidades para o Estado 
brasileiro. Em seguida, desenvolve-se a 
ideia da coleta de dados como prioritária 
para alcançar essa fi nalidade e defi ne o 
ramo da Inteligência de fontes abertas 
(Open Source Intelligence – OSINT) que 
trata de dados oriundos de redes sociais 
digitais, qual seja, Social Media Intelligence
(SOCMINT). Essa seção termina com 
a discussão acerca da importância de 
acompanhar o mais amplo espectro de 
objetos de interesse, com vistas a manter 
a vantagem competitiva ante os demais 
atores que difundem informações para 
contribuir com o Processo Decisório 
Nacional.
A terceira seção expõe algumas das 
principais técnicas da Ciência de Dados 
para a análise de dados de redes sociais 
aplicáveis à produção de conhecimentos 
de Inteligência. Entre as modalidades 
analíticas de dados capazes de suprir 
as necessidades da Inteligência, lista-
se (de forma não-exaustiva) a léxica, 
a de conexões em rede social (Social 
4 Big Data é uma nova geração de tecnologias e arquiteturas projetadas para extrair economicamente valor de 
volumes muito grandes de uma ampla variedade de dados, permitindo a captura, descoberta e análise em alta 
velocidade (GANTZ; REINSEL, 2011).
5 Consciência situacional envolve compreender como informações, eventos e ações podem impactar o estado 
de coisas de um ambiente crítico, tanto imediatamente quanto prospectivamente. A consciência situacional 
favorece a tomada de decisão com uma visão do evento ou da conjuntura na forma de um sistema de 
informações, com entradas e saídas, em que se pode perceber como o ajuste de variáveis do ambiente pode 
adequar esse “sistema” com antecipação para evitar resultados indesejáveis. É especialmente vantajoso 
valer-se do conceito em áreas complexas e dinâmicas, como no controle de tráfego aéreo, em operações de 
infraestruturas críticas, em centrais de comando e controle e em serviços de emergência.
network analysis), a de sentimentos, a de 
georreferenciamento e a de geoinferência. 
Esta parte fi nda com a apresentação das 
técnicas de automação do processamento 
de dados organizados no repositório 
de dados, em representação a frações 
de interesse coletadas, com foco nos 
mecanismos de Inteligência Artifi cial.
A quarta seção aponta algumas 
abordagens práticas de inteligência de 
dados de redes sociais digitais viabilizadas 
por técnicas da Ciência de Dados. 
Os exemplos abarcam aplicações no 
acompanhamento da ação de objetos de 
interesse para a atividade de Inteligência 
e na satisfação de consciência situacional
5
acerca de eventos ou estados de coisas 
que sugiram ameaça ou oportunidade 
para a manutenção da ordem social e para 
a segurança do Estado e da sociedade. 
Aplicações que subsidiam o combate ao 
terrorismo, à espionagem e à interferência 
externa são apresentadas.
Por fi m, os autores do estudo se posicionam 
acerca da hipótese de trabalho, a partir 
das evidências, conforme apreciação 
das abordagens práticas de inteligência 
de dados de redes sociais digitais que 
empregaram técnicas da Ciência de Dados 
para solucionar demandas comuns no 
cotidiano da atividade de Inteligência. 
Conclui-se com considerações sobre o 
impacto de outras novas tecnologias no 


58
Revista Brasileira de Inteligência. Brasília: Abin, nº. 16, dez. 2021
Daniel Fugisawa de Souza e David Ricardo Damasceno do Bomfi m
âmbito da análise de dados de redes 
sociais e sobre o aperfeiçoamento do 
uso sistemático de técnicas da Ciência 
de Dados para subsidiar a atividade de 
Inteligência.

Baixar 2.33 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   24   25   26   27   28   29   30   31   ...   83




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal