Revista Brasileira de Inteligência e-issn 2595-4717



Baixar 2.33 Mb.
Pdf preview
Página27/83
Encontro02.08.2022
Tamanho2.33 Mb.
#24436
1   ...   23   24   25   26   27   28   29   30   ...   83
RBI16verso23062022
obtenção e análise de 
dados e informações e de produção 
e difusão de conhecimentos, dentro 
e fora do território nacional, relativos 
a fatos e situações de imediata ou 
potencial infl uência sobre o processo 
decisório, a ação governamental, a 
salvaguarda e a segurança da sociedade 
e do Estado.
A definição legal do ramo Inteligência 
destaca a produção de conhecimentos 
relativos a situações de potencial infl uência 
sobre o Processo Decisório. A investigação 
de padrões e relações de fenômenos, 
bem como a elaboração de modelos 
preditivos, que pertencem ao conjunto 
de análises provenientes da aplicação de 
métodos da Ciência de Dados, permitem 
produzir conhecimentos de Inteligência. 
Essa semelhança reside em uma ideia 
comum a ambas as atividades: o conceito 
de 
actionable intelligence.
No contexto da Ciência de Dados, 
actionable intelligence refere-se à 
capacidade de predição de cenários e 
de diagnóstico de uma situação que 
permita a ação de um decisor, com vistas 
a alcançar algum resultado desejado, e 
não uma mera descrição do passado e da 
atualidade. Na atividade de Inteligência, 
actionable intelligence apenas ressalta 
que o conhecimento a ser difundido para 
o cliente sirva de fato para a tomada de 
decisão. A principal expectativa do decisor 
para o produto de Inteligência, que destaca 
essa atividade das demais, guarda relação 
direta com a capacidade de apresentar 
perspectivas futuras, ou seja, predizer 
cenários que possam estimular ações no 
tocante ao Processo Decisório. Logo, a 
Ciência de Dados tem um grande potencial 
para oferecer um conjunto de métodos e 
técnicas essenciais para a produção de 
conhecimentos de Inteligência.
Este estudo apresenta possibilidades 
da aplicação de técnicas da Ciência de 
Dados na análise de dados de redes 
sociais, especialmente aquelas voltadas à 
capacidade de automação por mecanismos 
de Inteligência Artifi cial para a produção 
de conhecimentos de Inteligência.
A investigação sobre as possíveis 
aplicações das técnicas da Ciência de 
Dados para a satisfação das necessidades 
da Inteligência de Estado visa a determinar 
o impacto do uso das técnicas da Ciência 
de Dados na produção de conhecimentos 
da atividade de Inteligência, em especial na 
necessidade de análise de dados de redes 
sociais.


56
Revista Brasileira de Inteligência. Brasília: Abin, nº. 16, dez. 2021
Daniel Fugisawa de Souza e David Ricardo Damasceno do Bomfi m
Este ensaio se justifi ca pela necessidade 
de consolidar, na comunidade brasileira de 
Inteligência, o aperfeiçoamento constante 
de métodos, técnicas e ferramentas de 
coleta e análise de dados, sobretudo 
aqueles coletados em plataformas 
digitais de rede social, que estão entre 
as fontes abertas mais volumosas em 
dados de interesse para a atividade de 
Inteligência. A otimização da análise das 
frações coletadas em fontes abertas 
confere eficiência na preparação e 
no processamento dos dados. Com a 
automação dessas etapas, o analista de 
Inteligência pode dedicar mais tempo de 
trabalho à aplicação de técnicas acessórias 
fundamentais de análise, ainda distantes 
de serem automatizadas integralmente 
por tecnologias de computação cognitiva
1
.
Para cumprir com o objetivo exposto, 
conduziu-se uma pesquisa qualitativa 
de revisão sistemática da literatura — 
artigos científi cos, livros e periódicos — 
sobre Ciência de Dados (em especial no 
contexto da Big Data Analytics
2
) e Teoria 
da Inteligência. A escolha da bibliografi a 
obedeceu a três critérios: (1) relevância 
histórica (pela evolução conceitual ou 
pela atualidade e pela aplicabilidade 
do conhecimento do livro ou artigo); (2) 
relevância acadêmica medida pelo número 
de citações e (3) relevância para a doutrina 
1 A computação cognitiva abrange áreas como Ciência da Computação, Ciência da Informação, cognição e 
inteligência no sentido de investigar as estruturas e os processos internos componentes do processamento 
de informações do cérebro e do funcionamento da inteligência natural (WANG et alii, 2010). A computação 
cognitiva se baseia na simulação das capacidades cognitivas humanas, a partir de algoritmos de Aprendizagem 
de Máquina herdados do campo da Inteligência Artifi cial, assim como na reprodução (imitação) do raciocínio 
humano (ANANTHANARAYANAN et alii, 2011).
2 Big Data Analytics abrange técnicas que tornam efetiva a mineração de uma quantidade expressiva de dados 
produzidos em alta latência e consumidos em diversos formatos, normalmente em tempo real. As técnicas 
buscam promover modelagem, visualização, predição e otimização.
3 Pipeline de dados é a sequência de fases do processamento de dados, iniciada pela ingestão de um fl uxo de 
dados e seguida do processamento contínuo de várias etapas, que será abandonada quando a informação 
gerada esteja na forma desejada.
de Inteligência e para a produção do 
conhecimento de Inteligência. Na pesquisa 
bibliográfi ca, investigaram-se aspectos 
conceituais e abordagens práticas da 
Inteligência de fontes abertas voltadas 
para a análise de dados de redes sociais 
digitais. 
A hipótese de trabalho deste artigo 
é de que a associação de técnicas de 
Ciência de Dados é capaz de oferecer 
um novo paradigma para a produção 
de conhecimentos de Inteligência. Ao se 
considerar o volume e a variedade de 
dados a serem processados por meio 
de uma infraestrutura específi ca, seria 
possível estabelecer uma sequência de 
requisitos a serem satisfeitos em um 

Baixar 2.33 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   23   24   25   26   27   28   29   30   ...   83




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal