Revista Brasileira de Inteligência e-issn 2595-4717



Baixar 2.33 Mb.
Pdf preview
Página22/83
Encontro02.08.2022
Tamanho2.33 Mb.
#24436
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   83
RBI16verso23062022
Considerações finais
O risco de um colapso ambiental que 
arrastaria consigo a economia rural, 
fruto da inabilidade da governança 
agroambiental em promover caminhos 
conciliatórios, justifica plenamente 
uma revisão na forma de cooperação 
intersetorial no Brasil, por mais difícil 
que seja a tarefa. O melhor momento e a 
estratégia organizacional mais adequada 
para empreender a transformação 
deverão ser objetos de análises mais 
acuradas em estudos futuros. A presente 
pesquisa, de sua parte, não desconsidera 
a dimensão e a complexidade desse 
desafi o, mas entende que é vital que o 
país pense sobre como realizará esse 
salto rumo à cooperação intersetorial e à 
mudança no enfoque dos problemas, ao 
unir, em um propósito sinérgico, aqueles 
que protegem o meio ambiente, os que 
produzem commodities agropecuárias e os 
pesquisadores da agroecologia. O combate 
a alvos como incêndios fl orestais, grilagem, 
invasões de terras públicas e poluição 
ambiental, em razão de seu caráter 
predatório e por serem responsáveis pela 
imensa perda de biomassa e cobertura 
vegetal no Brasil, interessa a todos os 
atores da cena agroambiental; portanto, 
há uma extensa pauta de ações comuns a 
serem empreendidas imediatamente.
Uma agenda comum, que inclua a 
prevenção, a detecção, a identifi cação, 
a obstrução e a neutralização de 
distúrbios ambientais, deve contemplar 
os órgãos de proteção, que são aptos e 
legitimados a atuar na repressão dos 
ilícitos, os pesquisadores de centros de 
estudo e universidades, que possuem 
grande capacidade de análise de dados 
e, fi nalmente, o agro organizado, que tem 
condições de contribuir na capacitação 
do produtor rural para uma mudança de 
paradigma rumo à agricultura sustentável.
Essas três frentes comporiam o esquema 
geral de proteção agroambiental, que 
teria na instituição do Subsistema de 
Inteligência Agroambiental (Sisagram) seu 
locus de integração, ou seja, uma instância 
organizacional apta e vocacionada para 
realizar a função de concatenar, processar 
e difundir elementos de análise que hoje 
se encontram dispersos em um novo 
campo da governança que pode ser 
definido como agroambiente. Reunir 
pesquisadores, produtores rurais e 
agentes de proteção ambiental em uma 
instância analítica destinada a conhecer 
ameaças e vulnerabilidades comuns 
teria o condão de ampliar os horizontes 
prospectivos e romper com a lógica 
fragmentária que atualmente impede 
a solução de problemas que emergem 
no espaço em que meio ambiente e 
agronegócio se encontram. A inflexão 
conceitual não implicará pôr um freio à 
expansão agropecuária ou comprometer 
os ecossistemas, mas, sim, planejar sua 
gestão sobre bases convergentes e se valer 
de métodos e abordagens renovadas, o 
que inclui a remodelagem das instituições 
públicas correspondentes para torná-las 
qualifi cadas a orientar o próximo ciclo 
de desenvolvimento social e crescimento 
econômico do país.
O Brasil, possuidor de um imenso 
ecossistema e líder na produção de 
alimentos no mundo, encontra-se em 
condições favoráveis para conduzir a 


Revista Brasileira de Inteligência. Brasília: Abin, nº. 16, dez. 2021
46
Daniel Almeida de Macedo
Nova Revolução Agrícola, caracterizada 
pela sinergia dos segmentos produtivo 
e ambiental. Para isso, faz-se necessário 
conceber um modelo integrado de 
governança no Brasil. Do contrário, o 
perigo que se apresenta é o colapso do 
ecossistema sobre o qual repousam 
s i m u l t a n e a m e n t e f l o r a , f a u n a , 
comunidades e estruturas de produção 
alimentar. No cerne dessa ameaça, 
está a crescente desconexão entre os 
segmentos do agronegócio e da proteção 
do meio ambiente, um óbice que pode ser 
superado com a instituição do Sisagram. 
A persistência do descompasso e da 
segmentação das respectivas políticas, por 
outro lado, tem o potencial de causar, já 
nas próximas décadas, profundos danos 
à economia, aos biomas e ao bem-estar 
das pessoas.

Baixar 2.33 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   83




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal