Revista Brasileira de Inteligência e-issn 2595-4717


partir das relações entre três elementos



Baixar 2.33 Mb.
Pdf preview
Página10/83
Encontro02.08.2022
Tamanho2.33 Mb.
#24436
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   83
RBI16verso23062022

partir das relações entre três elementos 
— situação, comportamento e crenças 
— que compõem o que eles denominam 
triângulo do confl ito.
These three elements, then, can each be 
the root of confl ict: the situation people 
find themselves in, the behaviour they 
demonstrate, or the beliefs and perceptions 
they hold about each other. Confl ict can 
begin at any of these points on the triangle. 
Once conflict begins from one point, 
however, it quickly spreads to the others. 
Indeed the three points become mutually 
reinforcing elements in the confl ict. We 
can then more accurately portray them 
as interconnected, and reinforcing in both 
directions (HARRIS e REILLY, 1998, p.45).
A avaliação da natureza dos conflitos 
nos quais agências governamentais 
estadunidenses atuam segue um 
protocolo unifi cado desde 2008, quando 
o governo dos EUA estabeleceu uma 
estrutura de trabalho comum denominada 
Interagency Confl ict Assessment Framework
(ICAF). Em linhas gerais, o ICAF orienta 
a formação de um time de analistas de 
diferentes agências que, na fase inicial, 
deve elaborar um produto, denominado 
Diagnóstico de Confl itos, que descreva 
separadamente o contexto do confl ito; 
as principais queixas e fontes de 
resiliência social e institucional; os drivers 
5 Muitas outras instituições governamentais de diferentes países e ONG internacionais desenvolveram seus 
próprios CAF. Embora os termos e processos específi cos possam variar em alguma medida, a maioria gira 
em torno da identifi cação de quatro elementos principais: fatores que dividem ou conectam as partes, atores, 
drivers do confl ito e da paz, e indicadores da trajetória futura do confl ito (LEVINGER, 2013).
e fatores mitigadores de confl itos; e as 
oportunidades para aumentar ou diminuir 
confl itos (U.S. GOVERNMENT, 2008). Em 
2012, a Agência dos Estados Unidos 
para o Desenvolvimento Internacional 
(USAID) divulgou uma nova versão de seu 
próprio Conflict Assessment Framework
(CAF)
5
, em que o diagnóstico da situação 
é determinado a partir da identifi cação e 
da descrição das dinâmicas do confl ito e 
suas trajetórias.
Nesse modelo, surge a fi gura dos gatilhos 
(triggers), que são ações ou eventos capazes 
de desencadear quase imediatamente 
atos violentos. Eleições muito disputadas 
ou contestadas e ataques terroristas são 
exemplos de possíveis eventos gatilho. 
Anticipating triggers can be valuable 
because they represent decisive moments 
at which conflict dynamics could escalate or 
de-escalate. Yet, sometimes the trigger will 
be impossible to predict, even though it may 
seem clear in retrospect why a particular 
occasion proved to be influential” (USAID, 
2012, p. 32). A identifi cação de possíveis 
“situações gatilho” é particularmente 
importante para a Inteligência, visto 
que um dos seus principais objetivos é 
a antecipação de ameaças ou riscos. A 
análise do contexto de confl itos também 
serve, em muitos casos, a decisores em 
nível tático ou operacional.
O nível operacional está bastante 
interligado com o nível estratégico, 
e, portanto, compartilha algumas 
atividades. Entre as principais ações no 
nível operacional estão: o conhecimento 
das forças do confl ito, incluindo seus 


21
Revista Brasileira de Inteligência. Brasília: Abin, nº. 16, dez. 2021
Análise de confl itos aplicada à produção de conhecimentos de Inteligência: um estudo exploratório
objetivos e sua capacidade militar; a 
disposição das populações vulneráveis; 
e a função e presença de atores 
internacionais na região, como ONG e 
diplomatas (XAVIER, 2011, p.155).
Outra ferramenta típica da análise de 
conflitos que auxilia na identificação 
de ameaças à paz são as Early Warning 
Watchlists: “Early warning can be concerned 
with the monitoring and analysis of early 
signals of potential confl ict, the escalation 
of violence and impending humanitarian 
disasters. Based on this analysis, it can 
help to stimulate early action” (OECD, 
2001). O monitoramento sistemático de 
fatores causadores ou influenciadores 
de conflitos em determinados países, 
sobretudo aqueles com graves fragilidades 
institucionais, permite a uma série de 
organizações identifi carem regiões com 
maior risco de erupção de violência. 
Existem diversas ONG
6
, think tanks
e empresas privadas que divulgam 
periodicamente listas de observação 
(watchlists) para alertar formuladores de 
políticas (policymakers) sobre ameaças à 
paz e à segurança internacional (LEVINGER, 
2013). Disponíveis em fontes abertas, 
esses relatórios são fontes adicionais de 
dados para a Inteligência. O conceito de 
early warning ainda pode ser adaptado e 
aplicado a outras situações específi cas, 
com a seleção e monitoramento de 
determinadas fontes de dados que 
possam indicar previamente tendência de 
aumento de tensões entre partes de um 
confl ito latente.
Algumas ferramentas da análise de 
6 Watchlists produzidas por ONG incluem, entre outras, o Political Instability Task Force Report, produzido por um 
consórcio de instituições acadêmicas com fi nanciamento da Agência Central de Inteligência (CIA) dos EUA 
(LEVINGER, 2013).
confl itos foram desenvolvidas para auxiliar 
o trabalho de especialistas em negociação 
ou mediação de conflitos. Levinger 
(2013) destaca, nesse campo, a análise 
narrativa (narrative analysis), método 
que busca avaliar discursos subjetivos 
das partes rivais sobre suas queixas e 
desejos, expressos por diferentes meios. 
A fi nalidade da técnica não é encontrar 
a verdade objetiva ou imparcial sobre o 
confl ito, mas compreender as percepções 
subjetivas dos atores que influenciam 
ou moldam decisões e ações das partes 
em litígio. Com isso, mediadores e 
negociadores têm instrumentos para 
compreender de maneira mais empática 
e intuitiva a dinâmica de um conflito. 
Levinger defende que, por meio da 
narrativa dos atores representativos de 
cada ente, é possível compreender e 
identifi car melhor motivações e potenciais 
cursos de ação, para além das condições 
ou situações objetivas das partes.
A análise narrativa contribui também 
para a identificação de posições, 
interesses e necessidades das partes em 
confl ito. Esses três conceitos compõem 
outra ferramenta muito utilizada por 
negociadores e mediadores para planejar 
suas estratégias de abordagem. Trata-se 
do modelo de confl ito em camadas, ou 
“cebola do confl ito” (confl ict layer model 
ou confl ict onion) (GTZ, 2001; WOOCHER, 
2011; LEVINGER 2013).
Nesse modelo, a camada mais externa 
representa as posições defendidas pelas 
Baixar 2.33 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   83




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal