Resumo de filosofia – capítulo 4 Ciência: conhecimento das causas



Baixar 19.06 Kb.
Página2/5
Encontro08.07.2022
Tamanho19.06 Kb.
#24178
1   2   3   4   5
Resumo de filosofia
Documento
A essência para Aristóteles

Aristóteles declara nesse texto que a ser, em sua essência, é antes de tudo substância. Substância é, então, aquilo que faz uma coisa ser o que é; e que permanece enquanto suas propriedades ou qualidades mudam As propriedades são contingentes, mas a substância é necessária. Vejamos de maneira mais detida esse conceito, Uma laranja, por exemplo, pode ter casca grossa e enrugada, ter cor mais ou menos esverdeada, ter sementes ou ser mais ou menos doce. Com o tempo, é possível que essas qualidades se alterem, e a fruta se torne amarelada, murcha ou apresente um sabor diferente. No entanto, algo se manterá enquanto esse ser (laranja) existir sua substância. A característica principal de qualquer coisa que existe e ser uma substância, apresentar uma unidade essencial à qual todas as qualidades secundárias se referem. Outro exemplo: se você fosse descrever as características de determinado sujeito chamado João, diria que ele é alto, magro, tem olhos pretos, não tem barba, é simpático, tem espirito jovem etc. Descreveria, dessa maneira, as qualidades físicas, morais e de personalidade de João. Mas a simples soma de todas essas características não teria como resultado o João que você conhece e se esforçou para descrever.



Causa material e causa formal

Tudo o que vemos no mundo que nos rodeia é formado de matéria. A matéria, então, é a substância ou a causa das coisas visíveis. Mas a matéria sozinha, pura, é indeterminada, não tem forma definida. Ela precisa ser conformada para dar origem a um ser ou a uma substância, assim como uma massa de modelar, que precisa ser delineada para adquirir determinada forma a de um carrinho, a de um boneco ou a de uma casa. Então, há outra causa, além da matéria (causa material), que é condição fundamental para a existência das coisas e que determina a matéria, dando-lhe qualidades: trata-se da causa formal. A forma é o principio que determina e individualiza a matéria. Assim, por exemplo, para uma mesa de madeira existir, é preciso que a madeira adquira a forma de mesa. A substância mesa depende da matéria (madeira) e da forma (mesa) para ser. A matéria madeira é o substrato da forma mesa. Já a forma mesa é a determinação da matéria madeira. O mesmo se pode dizer de qualquer realidade sensível, isto é, que é percebida pelos órgãos dos sentidos. Substrato: base, fundamento, Informe: nesta caso, sem forma determinada Qualquer coisa concreta tem matéria e forma. Dessa maneira, os seres naturais e os criados pelo ser humano são compostos de forma e matéria. Sem a matéria, as coisas sensíveis não existiriam. Já sem a forma, a matéria seria indeterminada, inconformada, e não existiriam as substâncias ou os seres individuais.




Baixar 19.06 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal