Regional uberaba



Baixar 10.63 Mb.
Pdf preview
Página44/309
Encontro13.02.2022
Tamanho10.63 Mb.
#21606
1   ...   40   41   42   43   44   45   46   47   ...   309
Mineiro”, idealizada e concretizada pelo professor Mário Palmério. Inicialmente, a 

Faculdade recebeu alguma resistência, possivelmente, dos dentistas práticos que se 

sentiram ameaçados com a fundação, o que viabilizou a legalização profi ssional.

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DO TRIÂNGULO 

MINEIRO - FUNDADA EM 1947

O fundador e orientador da Faculdade de Odontologia do Triângulo Mineiro 

foi o Prof. Mário de Ascensão Palmério. Ele nasceu em Monte Carmelo-MG a 1° de 

março de 1916. Fez os seus estudos secundários no Colégio Diocesano de Uberaba e no 

Colégio Regina Pacis, de Araguari, licenciando-se em 1933. Em 1935 matriculou-se na 

Escola Militar de Realengo, no Rio de Janeiro. Em 1936 ingressou no Banco Hipotecário 

e Agrícola de Minas Gerais, sendo designado para servir na sucursal de São Paulo.

Sua prática pedagógica teve origem na capital paulista, como professor de 

matemática do Colégio Pan-Americano, mantido pela Escola Paulista de Medicina.

Em 1940 ele fundou em Uberaba o Lyceu do Triângulo Mineiro que, 

funcionou num prédio situado na Rua Cel. Manoel Borges. 

Em 1945, Mário Palmério construiu imponente conjunto de edifícios na 

Av. Guilherme Ferreira, e o Lyceu passou a se chamar Colégio Triângulo Mineiro, 

oferecendo formação direcionada para as áreas Exatas, Biológicas e Humanas, e criou 

a Escola Técnica de Comércio do Triângulo Mineiro.

Mário Palmério sabendo da carência de uma Faculdade de Odontologia 

na Região decidiu criá-la em 1947, conforme noticiou em primeira página o jornal 

Lavoura e Comércio de 05 de agosto de 1947. 

Em 04/03/1948 foi solenemente inaugurada a Faculdade de Odontologia do 

Triângulo Mineiro e instalada nas dependências do Colégio Triângulo Mineiro. O 

decreto nº 24.132, de 27/11/1947, autorizou o funcionamento dessa Faculdade, que 

na prática ocorreu em 1948 e foi reconhecida ofi cialmente em 25/07/1950 através do 

decreto nº 28416. 

Para participar da estruturação do Curso de Odontologia foram convidados, 

inicialmente: Dr. Edmundo Rodrigues da Cunha Filho, Dr. Feliciano Henriques, Dr. 

Paulo Sepúlveda, e em seguida, eles se reuniram com o Dr. Sultam Mattar e Dr. Jorge 

Henrique Furtado. 

Além deles, o professor Dr. Ubiratan Novaes, catedrático de Prótese Buco-

Facial, da Faculdade de Odontologia da Universidade de Minas Gerais, também 

participou da estruturação e da montagem do ensino Odontológico. Sua vinda a 

Uberaba demonstrou o prestígio da organização de Mário Palmério que projetou os 

foros culturais de Uberaba, presenteando-a com a única Escola Superior desta região.




82

A aula inaugural da Faculdade de Odontologia do Triângulo Mineiro ocorreu 

em 03/03/1948, proferida pelo emérito Prof. Ubiratan Novais e contou com a presença 

de autoridades e estudantes. Primou pela distinção, o ambiente que se fez no salão 

nobre da Faculdade de Odontologia. 

A direção da Faculdade fi cou sob a responsabilidade do Dr. Carlos Smith.

O primeiro exame de seleção para os postulantes à Faculdade de Odontologia 

ocorreu em 13/02/1948. Os vestibulandos eram oriundos dos mais variados setores de 

Minas Gerais, Goiás e outros Estados. As bancas examinadoras eram constituídas por 

pessoas de projeção nos círculos científi cos, médicos e odontológicos, entre os quais:

Dr. João Bichuette

Dr. Duarte Miranda

Dr. Tomás Bawden

Dr. Carlos Smith

Dr. Fuad Bichuette 

Dr. José de Abreu 

Dr. Edmundo Rodrigues da Cunha Filho

Dr. Carlos Terra

Dr. Feliciano Henrique

O espaço físico da Faculdade foi planejado e compunha das seguintes salas:

- Sala especial de prótese

- Sala especial de prótese buco-facial

- Laboratório de metalurgia e química aplicadas

- Sala especial de técnica odontológica

- Instituto anatômico

- Laboratório de microbiologia

- Laboratório de higiene

- Laboratório de histologia

- Laboratório de fi siologia

A aparelhagem da Faculdade era moderna e o corpo docente selecionado.

Mário Palmério escolheu fundar o curso de Odontologia embasado nas 

seguintes razões:

Uberaba possui condições culturais necessárias 

ao seu regular funcionamento. E a criação da Faculdade de 

Odontologia representa real necessidade do ponto de vista 

profi ssional, também é de manifesta utilidade de natureza 

cultural.



83

Seria fastidioso enumerar essas condições 

culturais ao alcance de qualquer observador. A real 

necessidade que representa a fundação da Faculdade 

salta, também à vista, limitando-me a citar apenas um 

argumento: o município de Uberaba terá, no máximo, 

50 dentistas em situação regular para uma população de 

cerca de 70.000 almas... E isso em Uberaba, centro que 

oferece condições de conforto que poucas grandes cidades 

poderão oferecer.

Apesar dessas razões que bastariam para 

demonstrar a excelência do serviço que vem prestar a toda 

a grande região do Brasil Central a criação, em Uberaba, 

de uma Escola de Odontologia, muitos foram os meses 

empregados no estudo da questão principalmente, porque 

um fracasso da iniciativa, depois de ter proclamado 

aos quatro ventos, redundaria em desprestígio do 

estabelecimento de ensino que dirijo, fato que, é óbvio, 

tenho o dever de evitar.

16

Nessa época, a Faculdade de Odontologia foi considerada a terceira clínica 



melhor aparelhada do Brasil.

A primeira turma de odontólogos foi diplomada em 1950.





Baixar 10.63 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   40   41   42   43   44   45   46   47   ...   309




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal