Regional uberaba



Baixar 10.63 Mb.
Pdf preview
Página22/309
Encontro13.02.2022
Tamanho10.63 Mb.
#21606
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   309
Raphael da Silva, de descendência portuguesa, em 1º de junho de 1824. 

Em 30 de agosto de 1828, D. Pedro I extinguiu os cargos de cirurgião-mor, 

físico-mor e provedor-mor, alterando mais uma vez a responsabilidade pela concessão 

das cartas de licença. As atividades passaram a ser exercidas pelas câmaras municipais 

e justiças ordinárias. O objetivo dessa mudança era descentralizar a concessão de 

licenças, mas esbarrava na falta de profi ssionais capacitados a examinar os candidatos 

em todos os lugares. 

Luiz Antunes de Carvalho, primeiro dentista de origem portuguesa a vir para 

o Brasil, em 1836, registrou sua “Carta” na Secretaria da Câmara Municipal. Foi um 

dos pioneiros da cirurgia buco-maxilar neste país. Luiz Antunes obteve o direito de 

exercer a Odontologia em Buenos Aires. Foi aprovado na Faculdade de Medicina 

do Rio de Janeiro e o primeiro a se registrar, em 1852, na “Junta de Higiene”, criada 

em 1850, em substituição à fi scalização exercida pela Câmara Municipal. Esta Junta 

possibilitou que a medicina tivesse uma enorme evolução principalmente pelas 

medidas saneadoras.

Vários dentistas vindos dos EUA chegaram ao Brasil a partir de 1840 e aos 

poucos suplantaram os colegas franceses. Luiz Burdell foi o pioneiro, seguindo-se 

de Clinton Van Tuye, primeiro a utilizar o clorofórmio em casos excepcionais para 

anestesiar, conforme citou em seu livro Guia dos Dentes Sãos, publicado em 1849.

Somente nos meados do século XIX a Odontologia começou a ser considerada 

como uma ciência extremamente necessária.



38

Em 14 de setembro de 1850 é criada a Junta de Higiene Pública, responsável 

por ações saneadoras e pela regularização de profi ssionais formados em universidades 

estrangeiras. Um ano depois, o decreto nº 828, artigo 28, determinava que médicos, 

cirurgiões, boticários, dentistas e parteiras apresentassem suas cartas de habilitação à Junta.

Nos anos seguintes várias medidas vieram aprimorar o exercício da profi ssão 

de dentista.

Através de um decreto de 15/08/1851, os novos estatutos da Faculdade 

de Medicina do Rio de Janeiro foram aprovados, em 28/04/1854, por proposta do 

seu diretor Dr. José Martins da Cruz Jobim, com o objetivo de melhorar o ensino 

e o combate ao charlatanismo, que existia apesar das exigências determinadas para 

a obtenção da licença de trabalho. Fato que contribuiu para o desenvolvimento da 

profi ssão, principalmente no Rio de Janeiro e São Paulo.

Com o Decreto 1.764, de 14 de maio de 1856, os candidatos a receber os 

títulos de dentista ou dentista aprovado faziam exames nas faculdades de Medicina 

existentes na Bahia ou Rio de Janeiro. Os testes constavam de uma parte prática, 

com a extração de um dente de cadáver e de uma parte teórica dividida em cinco 

grupos de temas: Anatomia, Fisiologia, Patologia e Anomalias dos Dentes, Gengivas 

e Arcadas Alveolares; Higiene e Terapêutica dos Dentes; Descrição dos Instrumentos 

que Compõem o Arsenal Cirúrgico do Dentista; Teoria e Prática de sua Aplicação, e 

Meios de Confeccionar as Peças da Prótese e Ortopedia Dentária. 

Em 1869 surgiu a primeira Revista Odontológica Arte Dentária, através do 

empenho de João Borges Diniz. 



Baixar 10.63 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   18   19   20   21   22   23   24   25   ...   309




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal