Redalyc. O teste de 1rm para prediçÃo da carga no treino de hipertrofia e sua relaçÃo com número máximo de repetiçÕes executadas



Baixar 74.66 Kb.
Pdf preview
Página14/14
Encontro03.06.2021
Tamanho74.66 Kb.
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14
Brazilian Jo

urnal of Bio

m

otricity

, v. 5, n. 3, p. 168-174, 2011 (ISSN 1981-6324) 

174 

 

exercise testing and prescription. 4ed. USA; 2003. 



BERGER, A. R. Optimum repetitions for the development of strength. Research Quarterly

v. 33, p. 334-338, 1962. 

BRZYCKI, M. Strength testing: predicting a one-rep max from reps-to-fatigue. Journal of 

Physical Education, Recreation and Dance, v. 64, p. 88-90, 1993. 

CHAGAS, M. H.; BARBOSA, J. R. M.; LIMA, F. V. Comparação do número máximo de 

repetições realizadas a 40 % e 80% de uma repetição máxima em dois diferentes 

exercícios na musculação entre os gêneros masculino e feminino. Revista Brasileira de 

Educação Física Especializada, v. 19, p. 5-12, 2005. 

DIAS, R. M. R.; CYRINO, E. S.; SALVADOR, E. P.; CALDEIRA, L. F. S.; NAKAMURA, F. 

Y.; GURJÃO, A. L. D. Influência do processo de familiarização para a avaliação da força 

muscular em testes de 1-RM. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 11, p. 317-

325, 2005. 

FLECK, S. J.; KRAMER, W. J. Fundamentos do Treinamento de Força Muscular, 2003. 

HOEGER, W. W. K.; BARETTE, S. L.; HALE, D. F.; HOPKINS, D. R. Relationship 

between repetitions and selected percentages of one repetition maximum: a comparison 

between untrained and trained males and females. Journal of Applied Sport Science 

Research, v. 1, p. 11-13, 1987. 

MARX, J. O.; RATAMESS, N. A.; NINDL, B. C.; GOTSHALK, L. A.; VOLEK, J. S.; DOHI, 

K. Low-volume circuit versus high-volume periodized resistance training in women. 

Medicine and Science in Sports and Exercise, v. 33, p. 635-643, 2001. 

MAZINI FILHO, M. L.; RODRIGUES, B. M.; REIS, A. C. R. S.; ZANELLA, A. L.; PACE 

JÚNIOR, R. L.; MATOS, D. G. Análise do teste de uma repetição máxima no exercício 

supino para predição da carga. Brazilian Journal of Biomotricity, v. 4, p. 57-64, 2010. 

PEREIRA, M. I. R.; GOMES, P. S. C. Testes de força e resistência Muscular: 

confiabilidade e predição de uma repetição máxima – revisão e novas tendências. Revista 

Brasileira de Medicina do Esporte, v. 9, p. 325-335, 2005. 

SILVA, C. H.; REZENDE, L. S.; FONSECA, M. A. V.; PIRES, N. M. S. Critérios de 

prescrição de exercícios através de 1 RM. Revista Digital Vida & Saúde, v. 1, p. 12-17, 

2002. 

SIMÃO, R.; MONTEIRO, W.; ARAÚJO, C. G. S. Potência muscular máxima na flexão do 



cotovelo unilateral e bilateral. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 7, p. 157-162, 

2001b. 


SIMÃO, R.; POLY, M. A.; LEMOS, A. Prescrição de exercícios através do teste de uma 

repetição máxima (T1RM) em homens treinados. Fitness & Performance Journal, v. 3, p. 

47-52, 2004. 

SIMÃO, R.; VIVEIROS, L. E.; LEMOS, A. Treinamento de força – adaptações neurais e 

hipertróficas. Revista Baiana de Educação Física, n. 2, p. 39-44, 2001a. 

UGRINOWITSCH, C.; BARBANTI, V. J.; GONÇALVES, A.; PERES, B. A. Capacidade dos 

testes isocinéticos em predizer a “performance” no salto vertical em jogadores de vôlei. 

Revista Paulista de Educação Física, v. 14, p. 172-183, 2000. 

WILLARDSON, J. M.; BURKETT, L. N. The effect of rest interval length on bench press 

performance with heavy vs light loads. J Strength Cond Res, v. 20, p. 396-399, 2006. 





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal