Rabasa Musica de Cabo Verde Rabasa (Cabo Verde)



Baixar 24.86 Kb.
Página1/4
Encontro13.12.2019
Tamanho24.86 Kb.
  1   2   3   4

Rabasa Musica de Cabo Verde
Rabasa (Cabo Verde)
Rabasa é um expoente típico da diáspora cabo-verdiana. Os elementos do grupo habitam há já vários anos nos arredores do porto holandês de Roterdão. Ali começou o sucesso de um grupo cada vez mais solicitado nos pódiums e festivais internacionais.
Rabasa toca vários géneros de música cabo-verdiana de uma forma calorosa. O som ora comovente ora dançante de bonitas vozes características é acompanhado a instrumentos acústicos, tais como a guitarra, o cavaquinho, o acordeão e a percussão.
Rabasa toca música fortemente enraizada nas tradições musicais cabo-verdianas, com base nas quais ao longo dos anos tem vindo a desenvolver um som próprio dentro da música cabo-verdiana. O repertório leva o ouvinte pelos diversos géneros de música cabo-verdiana, da morna melancólica até ao funaná.
Rabasa
Os irmãos João, Jorge, Tó e Angelito Ortet, todos residentes em Roterdão, saem de uma família agrícola da pequena povoação de Rui Vaz na ilha de Santiago e formam o núcleo da banda. Inspirados pelos irmãos mais velhos, Lindo e Emanuel, começaram a fazer música desde tenra idade. Tocavam música e faziam teatro na igreja e aprendiam os segredos da profissão com os seus irmãos e ao tocar juntamente com os mais velhos da povoação.
Em Cabo Verde, ir buscar água, fonte de vida, para muita gente é um ritual diário. Os irmãos Ortet também tinham de andar muitos quilómetros todos os dias da sua casa situada num cume, num magnífico ambiente verde, à fonte de água. Rabasa é o nome de uma velha fonte de água perto de Rui Vaz. Esta fonte de água teve um papel importante na infância dos irmãos Ortet. O nome Rabasa é, por isso, símbolo da fonte rica de tradições musicais cabo-verdianas que formam a base e inspiração para o repertório de Rabasa.
Rabasa também provém de Roterdão. O aspecto multicultural desta cidade reencontra-se na ocupação da banda, da qual, além dos irmãos Ortet, fazem parte a cantora Terezinha Fernandes, oriunda de S. Lourenço dos Órgãos (Santiago), o jovem talentoso músico Cabo-Verdiano Paulo Bouwman, o trompetista Kabiné Traoré (Tagus), oriundo da Guiné Conakry e o percussionista nascido em Roterdão, Hans de Lange. No passado, Tagus tocou durante vários anos na banda de música legendária Les Ambassadeurs com, entre outros, Salif Keita. Hans tem uma rica experiência em tocar música cabo-verdiana. Durante muito tempo tocaram com Américo Brito e acompanham, entre outros, Bana, Ildo Lobo, Luis Morais, Manuel d’ Novas, Djozinha por ocasião dos seus concertos na Holanda. Hans actua também muitas vezes com Splash, um dos grupos mais conhecidos de música pop Caboverdeana e ainda com Gil Semedo, o mais popular cantor de música pop de Cabo Verde. O Paulo é guitarrista de formação tendo concluído recentemente os seus estudos no conservatório de Roterdão - Holanda. É um músico muito solicitado na música cabo-verdiana, tendo actuado, entre outros com Dina Medina, Tito Paris e ainda Lilian Vieira. É também elemento integrante da Orquestra Nacional de Cabo Verde.

A banda

João Ortet Voz, Cavaquinho, Guitarra, Ferrinho

Tó Ortet Voz, Guitarra baixo

Jorge Ortet Voz, Guitarra, Harmónica

Angelito Ortet Voz, Acordeão diatónico, Percussão

Terezinha Fernandes Voz, Percussão

Kabiné Tagus Traoré Trompete

Paulo Bouwman Voz, Guitarra

Hans de Lange Bateria e percussão




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal