Ra uma vez, em um reino muito distante, um rei e uma rainha que tinham tudo o que precisavam, mas viviam



Baixar 14.69 Kb.
Pdf preview
Encontro08.10.2019
Tamanho14.69 Kb.


E

ra uma vez, em um reino muito distante, um rei e uma 

rainha que tinham tudo o que precisavam, mas viviam 

tristes porque não tinham filhos.

Ano após ano, eles esperavam a chegada de um filho ou de 

uma filha, mas nada acontecia.



A bela adormecida

A_Bela_Adormecida.indd   1

10/02/11   16:14



Em uma tarde ensolarada, a rainha foi passear perto de um 

rio que passava atrás do palácio. Ela estava triste porque não con-

seguia parar de pensar no desejo de ser mãe.

De repente, uma rã encantada apareceu e, olhando para a 

rainha, disse:

— Anime-se, majestade, o seu desejo em breve se realizará. 

Daqui a um ano, a senhora será mãe de uma linda menininha.

A rainha ficou surpresa ao ouvir uma rã falante, mas apegou- 

-se àquela profecia.

A_Bela_Adormecida.indd   2

16/02/11   11:53



Um ano depois, a profecia se cumpriu e a rainha tornou-se 

mãe de uma graciosa menina. Todo o reino se alegrou com o nas-

cimento da princesinha.

O rei ficou tão feliz que resolveu comemorar o nascimen-

to da filha, oferecendo uma grande festa. Muitas pessoas foram 

convidadas, entre elas, as fadas do reino.

As fadas compareceram a festa e, usando a varinha mágica, 

cada uma presenteou a menina com um dom: 

— Você será a mais bela de todo o reino — disse a primei-

ra, girando a varinha.

— Não haverá em todo o mundo pessoa mais justa que você 

— disse a segunda.

A_Bela_Adormecida.indd   3

10/02/11   16:15




Todos estavam muito alegres quando, inesperadamente, apa-

receu uma bruxa. Ela não havia sido convidada para a festa. Sen-

tindo-se desprezada, lançou uma maldição sobre a princesa:

— Ao completar quinze anos, você ferirá o dedo em um tear 

e morrerá! 

Uma das fadas que ainda não havia presenteado a princesa 

tentou anular o encantamento, mas não conseguiu:

— Não consigo quebrar essa maldição, posso apenas mo-

dificá-la. A princesa não morrerá, mas dormirá para sempre se o 

encantamento não for quebrado.

A_Bela_Adormecida.indd   4

10/02/11   16:15




Imediatamente, o rei mandou destruir todos os teares do rei-

no e proibiu a princesa de sair do palácio. A princesa jamais foi 

avisada sobre a maldição que fora lançada.

No dia em que a princesa completou quinze anos, a bruxa se 

disfarçou de velhinha e apareceu secretamente na mais alta torre 

do castelo, levando com ela um belo tear encantado.

A_Bela_Adormecida.indd   5

10/02/11   16:15




Entediada por não fazer nada, a princesinha ouviu um baru-

lho na torre e resolveu subir a escada que levava até lá. Ao en-

trar, ficou curiosa com a presença da velhinha e fascinada pelo 

tear, pois nunca havia visto um. Mal tocou no tear e feriu o dedo, 

conforme a maldição.

No mesmo instante, a jovem princesa sentiu um grande de-

sejo de dormir. Ela correu até o quarto e caiu num sono profundo. 

Em instantes, aquela sensação de sono se espalhou pelo palácio 

e todos adormeceram.

A_Bela_Adormecida.indd   6

10/02/11   16:15



O tempo passou. Em volta do castelo cresceu uma mata ex-

tensa cheia de espinhos. Nas aldeias vizinhas, a história da princesa 

era repassada de pai para filho. Algumas pessoas tentavam chegar 

ao castelo, mas a barreira de mato e espinhos as impedia.

Um dia, um jovem príncipe de um reino distante passava pela 

redondeza e ficou sabendo da história da princesa. Corajoso que 

era, resolveu ir até o castelo. Com habilidade, o príncipe abriu ca-

minho pela mata, entrou no castelo e, ao ver a bela princesa dor-

mindo, apaixonou-se por ela. Não resistindo, beijou-a e, no mes-

mo instante, a princesa e todo o reino acordou.

A_Bela_Adormecida.indd   7

10/02/11   16:15




  O rei e a rainha trocaram as roupas empoeiradas pelo tem-

po e correram à procura da filha e a encontraram chorando de fe-

licidade e emoção. Conversando, entenderam que o beijo apai-

xonado do príncipe havia quebrado o encantamento lançado pela 

bruxa malvada.

  O príncipe pediu a mão da princesa em casamento e ela 

aceitou. Poucos dias depois, o casamento foi celebrado. Daque-

le dia em diante, todos eles viveram felizes para sempre.

A_Bela_Adormecida.indd   8

10/02/11   16:15





Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal