Qualificação da atenção a hipertensos e diabéticos na esf mariano Gonzaga de Oliveira no município de Rio Branco, ac laércio Medeiros Silva Júnior



Baixar 1.8 Mb.
Encontro30.06.2021
Tamanho1.8 Mb.

Qualificação da atenção a hipertensos e diabéticos na ESF Mariano Gonzaga de Oliveira no município de Rio Branco, AC

Laércio Medeiros Silva Júnior


UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

UNIVERSIDADE ABERTA DO SUS

DEPARTAMENTO DE MEDICINA SOCIAL

Orientadora: Mariangela Soares


Introdução

  • Caracterização do nosso município
    • Número de habitantes.
    • Características territoriais (dificuldades de acesso).
    • Economia.
    • História.

Introdução

  • Serviços de Saúde
    • Número de hospitais
      • 5 hospitais (HC, HUERB, MBH, INTO e Hospital da Criança)
    • Número de UBS Tradicionais e ESF.
      • 64 com ESF e 10 Tradicionais
  • A ESF Mariano Gonzaga de Oliveira

Introdução

  • Importância da ação programática na qual fiz a intervenção.
    • O projeto de intervenção foi criado para intervir em pacientes com duas importantes DCNT; a hipertensão arterial sistêmica e o diabetes mellitus, conseguindo ao final do projeto, gerar mais qualidade de vida para o paciente e seus familiares, evitando as temíveis complicações destas doenças.
  • Situação da ação programática em nossa UBS antes da intervenção.
    • Não realizada cadastro do HIPERDIA;
    • Baixa cobertura aos portadores de HAS e DM;
    • Equipe desmotivada
      • Alta rotatividade de médicos;
      • Poucas ações em saúde;
      • Ausência de visitas domiciliares.

Melhorar a atenção aos adultos portadores de Hipertensão Arterial Sistêmica e/ou Diabetes Mellitus na ESF Mariano Gonzaga de Oliveira.


Objetivos

1. Ampliar a cobertura à hipertensos e/ou diabéticos.

2. Melhorar a adesão do hipertenso e/ou diabético ao programa.

3. Melhorar a qualidade do atendimento aos usuários do HIPERDIA.

4. Melhorar o registro das informações.

5. Mapear os usuários de risco.

6. Promover a saúde realizando ações de promoção aos usuários e seus familiares.

Definição do foco após análise situacional e diálogo com a equipe.

  • Definição do foco após análise situacional e diálogo com a equipe.
  • Projeto: Definição de metas, indicadores, ações e logística.
  • 12 semanas.
  • As ações garantiram:
    • Qualificação da prática clínica: capacitação da equipe.
    • Engajamento público: orientações, grupos, atividades extramuros.
    • Monitoramento e avaliação: utilização da ficha-espelho e planilha digital para coleta e análise dos dados.
    • Organização e gestão do serviço: modificações no processo de trabalho e acolhimento aos usuários.

Metodologia

Algumas ações específicas:


Metodologia

Meta 1: Ampliar a cobertura para 50% em cada um dos grupos

Resultados

Dos 455 hipertensos residentes na área, 246 foram cadastrados e acompanhados.

54,1% dos hipertensos

81,3% dos diabéticos

Dos 155 diabéticos residentes na área, 126 foram cadastrados e acompanhados.



Meta 2: Buscar 100% de faltosos às consultas programadas.

Resultados

100% dos hipertensos e diabéticos faltosos receberam visitas domiciliares dos ACS.

Meta 3.1: Realizar exame clínico apropriado a 100% dos cadastrados.

69,9% dos hipertensos

71,4% dos diabéticos

Meta 3.2: Garantir a 100% dos cadastrados a realização de exames complementares em dia.

Resultados

69,1% dos hipertensos

66,7% dos diabéticos



Meta 3.3: Garantir tratamento medicamentoso da Farmácia Popular.

Resultados

Conseguimos garantir tratamento medicamentoso para 96,3% dos hipertensos e para 95,2% dos diabéticos cadastrados.

Meta 4: Manter registro das informações adequado para todos os cadastrados.

75,6% dos hipertensos

76,2% dos diabéticos

Meta 5: Mapear risco cardiovascular em 100% dos usuários.

Resultados

67,1% dos hipertensos

69,0% dos diabéticos



Meta 6.1: Garantia de avaliação odontológica a 10% dos hipertensos e a 20% dos diabéticos.

Resultados

59,3% dos hipertensos

55,6% dos diabéticos



Metas 6.2 a 6.4: Garantir orientação nutricional, atividade física e riscos do tabagismo.

Resultados



Foram devidamente atingidas
    • Importância da intervenção para a equipe, para o serviço e para comunidade.
    • Avaliação do nível de incorporação da intervenção à rotina do serviço.
    • Mudanças que pretendo realizar para viabilizar a continuidade após o término do curso.

Discussão
    • O desenvolvimento do curso em relação às minhas expectativas iniciais.
    • O significado do curso para a minha prática profissional.
    • Aprendizados mais relevantes.

Considerações finais

Obrigado!


Catálogo: p2k -> biblioteca -> tccs -> apt
apt -> Aluna: Francine Dadona Neves Orientadora: Alexandra da Rosa Martins
apt -> Melhoria da assistência ao pré-natal e puerpério na ubs otaciana Maria do Nascimento na cidade de Água Branca-pi
apt -> Melhoria da atençÃo a prevenção do Câncer de Colo de Útero e Controle do Câncer de Mama, na ubs décio vignoli das neves, rio grande/RS
apt -> Universidade Aberta do sus unasus universidade Federal de Pelotas Especialização em Saúde da Família Modalidade a Distância (ead) Turma 5
apt -> Atenção ao Pré-natal e Puerpério na Estratégia Saúde da Família em Tailândia, Pará
apt -> Atenção à saúde do hipertenso
apt -> Melhoria da Qualidade da atenção ao Pré- natal e Puerpério no Centro de Saúde no Município de Angical-Ba
apt -> Universidade Federal de Pelotas. Dra. Ana Laura silva perez


Compartilhe com seus amigos:


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal