Prática social de escrita gênero poético – parlendas e poesias plano de aula ciclo de alfabetizaçÃO



Baixar 40.01 Kb.
Página1/4
Encontro09.06.2020
Tamanho40.01 Kb.
  1   2   3   4

PRÁTICA SOCIAL DE ESCRITA GÊNERO POÉTICO – PARLENDAS E POESIAS

PLANO DE AULA CICLO DE ALFABETIZAÇÃO

SEGUNDA-FEIRA


1º MOMENTO – RODA DE LEITURA (30 min)

 A professora faz a leitura da parlenda chamando atenção para as rimas; 

  Após a leitura, os alunos irão comentar, oralmente, o que acharam da parlenda.

LÁ EM CIMA DO PIANO TEM UM COPO DE VENENO QUEM BEBEU MORREU O CULPADO NÃO FUI EU LÁ NA RUA VINTE E QUATRO A MULHER MATOU UM GATO COM A SOLA DO SAPATO O SAPATO ESTREMECEU A MULHER MORREU O CULPADO NÃO FUI EU


2º MOMENTO – FESTIVAL DE PLS (palavras/letras/sílabas) (60 min)

  A professora faz uma leitura coletiva da parlenda colada no mural;

  Os alunos colam no caderno a poesia com algumas palavras em destaque.
LÁ EM CIMA DO PIANO TEM UM COPO DE VENENO QUEM BEBEU MORREU O CULPADO NÃO FUI EU LÁ NA RUA VINTE E QUATRO A MULHER MATOU UM GATO COM A SOLA DO SAPATO O SAPATO ESTREMECEU A MULHER MORREU O CULPADO NÃO FUI EU
  Cada dupla receberá um envelope com as sílabas das palavras em destaque para reconstruir as palavras;

  Os alunos colam no caderno as sílabas formando as palavras destacadas;

   Registrar, ao lado, o número de letras;

   Fazer a contagem de sílabas;

  Leitura das palavras e discussão coletiva do número de letras e sílabas;

  Oralmente, falarão outras palavras que rimem com as destacadas;

  Escolher um escriba para o grupão. Fazer num mural.

TERÇA-FEIRA
1º MOMENTO – RODA DE LEITURA (30 min)

  Leitura realizada pela professora da poesia O MENINO AZUL – Cecília Meireles.

  Leitura coletiva da poesia colada no caderno (professora e alunos).
O MENINO AZUL - Cecília Meireles

O menino quer um burrinho para passear. Um burrinho manso, que não corra nem pule, mas que saiba conversar. O menino quer um burrinho que saiba dizer o nome dos rios, das montanhas, das flores,- de tudo o que aparecer. O menino quer um burrinho que saiba inventar histórias bonitas com pessoas e bichos e com barquinhos no mar. E os dois sairão pelo mundo que é como um jardim apenas mais largo e talvez mais comprido e que não tenha fim. (Quem souber de um burrinho desses, pode escrever para a Rua das Casas, número das Portas, ao Menino Azul que não sabe ler.)

2º MOMENTO – POLE (prática de oralidade, leitura e escrita) - (60 min)

  Os alunos pintam as palavras da poesia que inicie com a letra “M”;

  Fazem a leitura das palavras pintadas;

  Registram a quantidade de letras e sílabas de cada palavra pintada.


QUARTA-FEIRA
1º MOMENTO – RODA DE LEITURA (30 min)

 Leitura realizada pela professora da poesia A BONECA – Olavo Bilac;

 Leitura coletiva da poesia colada no caderno (professora e alunos).



Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal