Protocolos de Suporte Avançado de Vida



Baixar 4.3 Mb.
Pdf preview
Página70/657
Encontro06.05.2021
Tamanho4.3 Mb.
1   ...   66   67   68   69   70   71   72   73   ...   657
Protocolo Samu 192

Emergências Clínicas

SUPORTE AVANÇADO DE VIDA

• 

Considerar os 3 “S” (Protocolos PE1, PE2, PE3).



• 

A crise convulsiva ou epiléptica pode ser uma manifestação de um processo patológico sistêmico 

reversível ou de uma disfunção inerente ao Sistema Nervoso Central. 

• 

O estado de mal epiléptico é a ocorrência de crises epilépticas prolongadas (acima de 5 minutos) ou 



repetitivas, persistindo por 30 minutos ou mais, que não permitem a recuperação da consciência entre 

os eventos. 

• 

É recomendado que as condutas para estado de mal epiléptico sejam adotadas após 5 minutos 



contínuos de crise ou na ocorrência de duas ou mais crises intermitentes, sem recuperação da 

consciência entre elas, tendo em vista o risco de danos ao SNC.

• 

A “Crise generalizada tônico-clônica” (CGTC) raramente ultrapassa 5 minutos de duração e é a mais 



comum das manifestações.

• 

Anotar sempre a frequência, a duração e as características da crise, quando presenciadas ou obter 



junto aos circundantes e/ou testemunhas quando a crise não for presenciada pela equipe. 

• 

Cuidado com medidas intempestivas para evitar a mordedura da língua e lesões dentárias, com 



consequente hemorragia potencialmente perigosa. 

• 

Cuidados com a administração de Diazepan:  



• 

não diluir; 

• 

não administrar IM; e



• 

não administrar se a crise já tiver cessado e o paciente encontrar-se em período pós-convulsivo.

• 

Cuidados com a administração de Fenitoína: 



• 

utilizar apenas acesso IV de grosso calibre, infusão por via SC ou IM causa necrose; 

• 

infusão muito rápida causa bradiarritmias e hipotensão; 



• 

não deve ser utilizada em conjunto com solução glicosada; e

• 

não administrar dose de ataque em quem já faz uso da droga. Nestes casos utilizar diretamente, 5 



a10 mg/kg. 

• 

Cuidados na administração de Fenobarbital:  



• 

pode causar parada respiratória, hipotensão arterial e bradicardia.

• 

Crises secundárias a lesões neurológicas agudas: Fenitoína 15 a 20 mg/kg/dose (0,3 a 0,4 mL/kg/



dose) IV ou IO diluída em 250ml de solução salina 0,9%. Velocidade máxima de infusão: 50 mg/minuto.

Observações:

AC26

AC26 - Crise Convulsiva no adulto



2/2

AC26 - Crise Convulsiva no adulto

Este protocolo foi pautado nas mais recentes evidências científi cas disponíveis. 

Adaptações  são  permitidas  de  acordo  com  as  particularidades  dos  serviços.                 

 

Elaboração: Agosto/2014 



Revisão: Abril/2015

SAMU_AC_avancado.indd   52

06/05/2015   00:11:27


1   ...   66   67   68   69   70   71   72   73   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal