Protocolos de Suporte Avançado de Vida



Baixar 12.97 Mb.
Pdf preview
Página509/657
Encontro06.05.2021
Tamanho12.97 Mb.
1   ...   505   506   507   508   509   510   511   512   ...   657
Protocolo Samu 192

Protocolos de Emergências Pediátricas

SUPORTE AVANÇADO DE VIDA

Este protocolo foi pautado nas mais recentes evidências científi cas disponíveis. 

Adaptações  são  permitidas  de  acordo  com  as  particularidades  dos  serviços.                 

 

Elaboração: Janeiro/2016



4/4

APed30 – Manejo da dor

APed30 – Manejo da dor

APed 


30

• 

Ibuprofeno é contraindicado até os 6 meses de idade.



• 

Cetorolaco de trometamina não é recomendado para menores de 2 anos de idade.

• 

Cetorolaco de trometamina: administrar a menor dose efi caz.



• 

Não utilizar ácido acetilsalicílico (AAS) em pacientes com idade abaixo de 12 anos, devido ao risco de 

síndrome de Reye.

• 

Não utilizar paracetamol (acetaminofeno) em pacientes portadores de defi ciência de G6PD; apresenta 



hepatotoxicidade em casos de intoxicação.

• 

Não repetir o mesmo analgésico caso o paciente tenha recebido a última dose há menos de 4 a 6 horas 



(dependendo do intervalo mínimo exigido entre as doses para aquele medicamento).

• 

Não utilizar tramadol em pacientes convulsivos, com trauma cranioencefálico ou em uso de drogas que 



abaixem o limiar convulsivo; deve ser administrado IV diluído lentamente, devido ao risco de vômitos.

• 

A infusão de fentanila deve ser realizada lentamente, devido ao risco de induzir rigidez de caixa torácica 



e laringoespasmo.

• 

Antídoto para opioides: NALOXONA – uma ampola = 1 mL = 0,4 mg.



• 

Dose para reversão do efeito (depressão respiratória) após uso terapêutico do opioide: 0,005 a 

0,01 mg/kg (0,012 a 0,025 mL/kg/dose), via IV/ IO/IM/subcutânea (SC), cada 2 a 3 minutos, 

conforme necessário para o desejado grau de reversão; pode ser repetida dentro de 1 a 2 horas, 

dependendo da quantidade e tipo de opioide administrado.

• 

Dose para casos de overdose conhecida ou suspeitada: inicial de 0,01 mg/kg (0,025 mL/kg), via 



IV/IO/IM/SC; seguida por doses de 0,1 mg/kg (0,25 mL/kg) se a resposta clínica desejada não 

for alcançada.

• 

Fazer analgesia criteriosa em casos de hipotensão.



• 

Considerar a abordagem de cada tipo de agravo conforme protocolo específi co.

SAMU_avancado_APPed.indd   70

08/06/2016   08:02:43



1   ...   505   506   507   508   509   510   511   512   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal