Protocolos de Suporte Avançado de Vida



Baixar 12.97 Mb.
Pdf preview
Página500/657
Encontro06.05.2021
Tamanho12.97 Mb.
1   ...   496   497   498   499   500   501   502   503   ...   657
3. 

Instalar acesso vascular [intravenoso (IV)/intraósseo (IO)] em caso de vômitos incoercíveis ou sinais de 

desidratação ou choque.

4. 

Na presença de desidratação: administrar solução cristaloide 50 mL/kg, via IV; infundir em 1 hora; pode 

ser repetido caso persistam sinais de desidratação.

5. 

Na presença de choque: administrar solução cristaloide IV/IO, 20 mL/kg; infundir em 5 a 20 minutos, 

repetindo enquanto persistirem sinais de choque. 

6. 

Iniciar abordagem terapêutica medicamentosa, no caso de vômitos incoercíveis:

• 

Ondansentrona: dose de 0,1 mg/kg (0,05 mL/kg) via IV nas crianças com até 40 kg de peso; em > 40 



Kg = 4 mg, via IV. Infundir lentamente (2 a 5 minutos). Apresentação: 2 mg/mL.

• 

Dimenidrinato: atenção à medicação disponível, se de uso IV ou intramuscular (IM); a dose preconizada 



para uso IV é de 1,0 mg/kg/dose (0,3 mL/kg/dose), máximo de 30 mg = 10 mL = uma ampola

atentando para apresentação para uso IV. Infundir lentamente (em 2 a 5 minutos).



7. 

Em caso de vômitos sanguinolentos, associação de uma dose de protetores gástricos:

• 

Omeprazol: uso IV exclusivo; apresentação após diluição: 4 mg/mL;



• 

Não utilizar em < 10 kg ou < 1 ano de idade;  

• 

De 10 a 20 kg de peso = 10 mg = 2,5 mL; 



• 

> 20 kg = 20 mg = 5 mL;

• 

Infundir lentamente (em 2 a 5 minutos).



• 

Ranitidina: 

• 

> 1 mês a 14 anos = 3 mg/kg/dose, via IV, máximo de 50 mg/dose (2 mL). Apresentação: 25 mg/



mL (uma ampola = 2 mL);

• 

Infundir lentamente (em 2 a 5 minutos).



APed28 – Vômitos

SAMU_avancado_APPed.indd   65

08/06/2016   08:02:42


1   ...   496   497   498   499   500   501   502   503   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal