Protocolos de Suporte Avançado de Vida



Baixar 12.97 Mb.
Pdf preview
Página488/657
Encontro06.05.2021
Tamanho12.97 Mb.
1   ...   484   485   486   487   488   489   490   491   ...   657
Protocolo Samu 192

Protocolos de Emergências Pediátricas

SUPORTE AVANÇADO DE VIDA

Este protocolo foi pautado nas mais recentes evidências científi cas disponíveis. 

Adaptações  são  permitidas  de  acordo  com  as  particularidades  dos  serviços.                 

 

Elaboração: Janeiro/2016



Quando suspeitar ou critérios de inclusão

• 

Cetoacidose diabética: glicemia capilar > 200 mg/dL associada a um ou mais dos seguintes sinais 



clínicos: fadiga, náuseas, vômitos, hálito cetônico, polidipsia, poliúria, sinais clínicos de desidratação, 

taquicardia, taquipneia ou respiração de Kussmaul, dor abdominal (frequente), alteração do nível de 

consciência.

• 

Estado hiperosmolar hiperglicêmico: paciente sabidamente diabético com glicemia > 600 mg/dL, com 



história de uso irregular de medicação e/ou transgressão de dieta com sintomas menos exuberantes

com predomínio de poliúria e polidipsia, podendo apresentar alteração variável do nível de consciência 

(confusão a coma).

Conduta 


1. 

Realizar impressão inicial e avaliação primária (Protoclo APed2) com ênfase para:

• 

Avaliar responsividade;



• 

Avaliar o padrão respiratório (taquipneia, respiração de Kussmaul);

• 

Avaliar estado hemodinâmico (sinais clínicos de desidratação ou choque);



• 

Avaliar sinais vitais;

• 

Avaliar consciência (progressiva redução do nível de consciência).



2. 

Realizar avaliação secundária (Protocolo APed3), com ênfase para:

• 

Realizar entrevista SAMPLE e identifi car possiveis causas;



• 

Avaliar glicemia capilar;

• 

Monitorar ritmo cardíaco, oximetria de pulso e sinais vitais.






Compartilhe com seus amigos:
1   ...   484   485   486   487   488   489   490   491   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal