Protocolos de Suporte Avançado de Vida



Baixar 4.3 Mb.
Pdf preview
Página470/657
Encontro06.05.2021
Tamanho4.3 Mb.
1   ...   466   467   468   469   470   471   472   473   ...   657
Protocolo Samu 192

Protocolos de Emergências Pediátricas

SUPORTE AVANÇADO DE VIDA

Este protocolo foi pautado nas mais recentes evidências científi cas disponíveis. 

Adaptações  são  permitidas  de  acordo  com  as  particularidades  dos  serviços.                 

 

Elaboração: Janeiro/2016



APed 

17

APed17 – Choque



3/4

APed17 – Choque

Observações

• 

Considerar os 3 “S” (Protocolos PE1, PE2, PE3).



• 

Atentar para o direito da criança de ter um acompanhante (responsável legal ou outro).

• 

No paciente que apresenta choque compensado associado a cetoacidose diabética, a administração 



rápida de cristaloide pode contribuir para o risco de edema cerebral. Esses pacientes devem receber 

volume de 20 mL/kg em 60 minutos – ver Protocolo APed 24 (Hiperglicemia). 

• 

Pacientes com intoxicação por bloqueadores de canal de cálcio ou bloqueadores ß-adrenérgicos 



podem apresentar disfunção miocárdica e devem receber volume de forma criteriosa, como no choque 

cardiogênico.

• 

Em caso de transporte prolongado e com evidência de choque séptico refratário a fl uidos, considerar a 



administração de uma dose de hidrocortisona: 1 a 2 mg/kg, IV em bolus (dose máxima de 100 mg).

• 

No choque hipovolêmico, considerar, para fi ns de terapêutica, o tipo de volume perdido, ou seja, se 



água e eletrólitos ou sangue. No caso de perda sanguínea, não perder tempo na cena e remover para o 

hospital o mais rápido possível, para que o paciente possa receber concentrado de hemácias.  

• 

Em todas as situações de choque, atentar para a necessidade de monitorização e eventual correção de 



hipoglicemia.      

SAMU_avancado_APPed.indd   41

08/06/2016   08:02:39


1   ...   466   467   468   469   470   471   472   473   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal