Protocolos de Suporte Avançado de Vida



Baixar 4.3 Mb.
Pdf preview
Página46/657
Encontro06.05.2021
Tamanho4.3 Mb.
1   ...   42   43   44   45   46   47   48   49   ...   657
SUPORTE AVANÇADO DE VIDA

Protocolo Samu 192

Emergências Clínicas

1/2

AC16 - Choque

AC16 - Choque

Este protocolo foi pautado nas mais recentes evidências científi cas disponíveis. 

Adaptações  são  permitidas  de  acordo  com  as  particularidades  dos  serviços.                 

 

Elaboração: Agosto/2014 



Revisão: Abril/2015

AC16


Quando suspeitar ou critérios de inclusão: 

Reconhecimento dos sinais e sintomas.

SINAIS

HIPOVOLÊMICO



NEUROGÊNICO

CARDIOGÊNICO

SÉPTICO

Temperatura da pele

fria, úmida, pegajosa

quente, seca

fria, úmida, pegajosa

fria, úmida, pegajosa

Coloração pele

pálida, cianose

rosada

pálida, cianose



pálida, rendilhada

Pressão arterial

normal ou diminuída

normal ou diminuída

normal ou diminuída

normal ou diminuída

Nível de Consciência

alterado


alerta, lúcido, 

orientado

alterado

alterado


Enchimento Capilar

> 2 seg


normal: < 2 seg

> 2 seg


> 2 seg

Frequência Cardíaca

aumentada

diminuído

aumentada

aumentada

Critérios e tipos de choque:

CLASSE I


CLASSE II

CLASSE III

CLASSE IV

Quantidade de 

sangue perdido 

(% volume)



< 750 mL 

(< 15%)


750-1500mL 

(15-30%)


1500-2000mL 

(30-40%)


> 2000mL 

(> 40%)


Frequência cardíaca

< 100

100-120


120-140

> 140


Frequência 

ventilatória

14-20

20-30


30-40

>35


PA arterial

normal


normal

diminuída

diminuída

SNC/estado mental

ansiedade discreta

ansiedade leve

ansiedade, confusão

confusão, letargia

Classificação do choque hipovolêmico:

Conduta


1.

  Realizar avaliação primária (Protocolo AC1) com ênfase para: 

• 

avaliar responsividade;



• 

manter via aérea pérvia;

• 

estabilizar coluna cervical, se suspeita de trauma; e



• 

identifi car e controlar sangramentos, se necessário (considerar compressão, torniquete, imobilização de 

pelve e membros, se necessário).

SAMU_AC_avancado.indd   31

06/05/2015   00:11:22



Protocolo Samu 192

Emergências Clínicas

SUPORTE AVANÇADO DE VIDA

2.

  Realizar avaliação secundária (Protocolo AC2) com ênfase para:

• 

Coletar história SAMPLA;



• 

Monitorizar oximetria de pulso, ritmo cardíaco e sinais vitais;

• 

Posicionar o paciente de forma compatível com a modalidade do choque, visando à melhora da 



sintomatologia e controle de danos;

• 

Realizar a prevenção de hipotermia: manter temperatura adequada da ambulância, remover roupas 



molhadas e usar manta térmica ou cobertor; e

• 

Tentar identifi car a causa do choque e iniciar tratamento específi co.



3.

  Instalar acesso venoso periférico ou considerar punção intraóssea (IO) após 2 tentativas sem sucesso. 

Na impossibilidade da IO, realizar dissecção venosa ou punção de jugular externa.

4.

  Realizar abordagem medicamentosa:

• 

oferecer O



2

 suplementar sob máscara não reinalante se SatO

2

 < 94%; e



• 

repor volemia com solução cristaloide isotônica, com o objetivo de manter pressão sistólica > 80 mmHg. 

No TCE considerar manter a pressão sistólica >90mmHg.

5.

  Realizar contato com a Regulação Médica para defi nição de encaminhamento e/ou unidade de saúde 

de destino.

• 

Considerar os 3 “S” (Protocolos PE1, PE2, PE3).



• 

No APH, a conduta mais segura diante de um paciente traumatizado em choque é considerar a causa 

do choque como hemorrágica, até prova em contrário.

• 

Dar preferência à veia safena na dissecção venosa.



• 

No choque hipovolêmico secundário ao trauma, a reposição volêmica deverá ser administrada com 

solução cristaloide aquecida a 39°, preferencialmente. 

• 

O ringer lactato é a solução cristaloide de 1ªescolha, seguido da solução salina 0,9%.



• 

A presença de sinais infl amatórios sistêmicos (temperatura corporal >38,3° ou < 36°, FC>90bpm, 

FR>20irpm), associada a suspeita de foco infeccioso, determina o diagnóstico de sepse. O choque séptico 

é a associação da sepse com sinais de hipoperfusão, não sendo obrigatória a presença de hipotensão.

Observações:

2/2

AC16 - Choque

Este protocolo foi pautado nas mais recentes evidências científi cas disponíveis. 

Adaptações  são  permitidas  de  acordo  com  as  particularidades  dos  serviços.                 

 

Elaboração: Agosto/2014 



Revisão: Abril/2015

AC16


AC16 - Choque

SAMU_AC_avancado.indd   32

06/05/2015   00:11:22


1   ...   42   43   44   45   46   47   48   49   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal