Protocolos de Suporte Avançado de Vida



Baixar 12.97 Mb.
Pdf preview
Página449/657
Encontro06.05.2021
Tamanho12.97 Mb.
1   ...   445   446   447   448   449   450   451   452   ...   657
Protocolo Samu 192

Protocolos de Emergências Pediátricas

SUPORTE AVANÇADO DE VIDA

Este protocolo foi pautado nas mais recentes evidências científi cas disponíveis. 

Adaptações  são  permitidas  de  acordo  com  as  particularidades  dos  serviços.                 

 

Elaboração: Janeiro/2016



APed 

12

1/1

APed 12 – Algoritmo geral da RCP pediátrica – Suporte avançado de vida

APed 12 – Algoritmo geral da RCP pediátrica – Suporte avançado de vida

Fonte: Adaptado de AHA Guidelines 2015. Part 12. Pediatric ALS. Circulation 2015;132(suppl 2):p. S532 e AHA Guidelines 2015. Part 11. 

Pediatric BLS. Circulation 2015;132(suppl 2): p. S522.

Monitorar e 

prosseguir no 

atendimento

Respiração 

presente, 

com pulso

Sem respiração 

ou 


gasping,  

com pulso

Sem respiração ou 

gasping,  

com pulso

Sim


Choque

1

2



3

4

5



7

6

8



12

11

10



9

Choque


Choque

Não


Não

Não


Não

Sim


Sim

Sim


Parada respiratória (APed 6)

- Administrar insufl ações com 

dispositivo BVM: uma insufl ação 

a cada 3 a 5 segundos (12 a 20 

insufl ações/min).

- Após instalar via aérea avançada: 

uma insufl ação a cada 3 segundos 

(20 insufl ações/min).

- Manter as insufl ações e verifi car 

pulso a cada 2 minutos. 

- Realizar compressões torácicas 

se o pulso permanecer ≤ 60 bpm 

com sinais de perfusão inadequada, 

apesar da oxigenação e ventilação 

adequadas.

- Na ausência de pulso, iniciar RCP.

Energia do choque para 

desfi brilação:

- 1º choque: 2 J/kg; 2º choque: 4 J/

kg; choques subsequentes: > 4 J/kg, 

máximo 10 J/kg ou carga do adulto.

Drogas:


- Epinefrina, IV/IO:

0,01 mg/kg (0,1 mL/kg da 

concentração 1:10.000), máx. 1 mg/

dose.


Repetir cada 3 a 5 min.

- Amiodarona IV/IO:

5 mg/kg (máx. 300 mg/dose) em 

bolus. Pode ser repetida até duas 

vezes para FV/TVSP refratária.

- Lidocaína IV/IO:

Bolus de ataque: 1 mg/kg.

Manutenção: sucessiva ao 

bolus, 20 

a 50 mcg/kg/min. Repetir 

bolus se 

a infusão contínua iniciar mais de 15 

minutos após o 

bolus inicial.

Via aérea avançada:

- intubação traqueal ou dispositivos 

supraglóticos.

- após VA avançada instalada: 

administrar uma insufl ação a cada 6 

segundos (10/min) e compressões 

torácicas contínuas (100 a 120/min).

Causas reversíveis de PCR: 6H e 

5 T.

RCE:


- monitorar pulso e pressão arterial.

Paciente não responde (irresponsivo)

Verifi car se não há respiração ou se 

apresenta somente 

gasping e verifi car pulso 

(simultaneamente).

É possível palpar o pulso em 10 segundos?

Iniciar RCP

- Administrar oxigênio

- Instalar monitor/desfi brilador

Ritmo

chocável?



Ritmo

chocável?

Ritmo

chocável?



Ritmo

chocável?

Ritmo

chocável?



FV/TVSP

RCP 2 min

Acesso vascular

IV/IO


RCP 2 min

- Epinefrina cada 3 a 5 min

- Considerar VA avançada

RCP 2 min

- Amiodarona ou lidocaína 

- Tratar causas reversíveis

RCP 2 min

- Tratar causas reversíveis

- Assistolia/AESP: ir p/ 10 ou 11

- Ritmo organizado: checar pulso

- Pulso presente (RCE): cuidados 

pós-ressuscitação (APed 11).

RCP 2 min

- Acesso vascular, IV/IO

- Epinefrina cada 3 a 5 min

- Considerar VA avançada

Assistolia/

AESP


Ir para 5 

ou 7


SAMU_avancado_APPed.indd   33

08/06/2016   08:02:38




SAMU_avancado_APPed.indd   34

08/06/2016   08:02:38



1   ...   445   446   447   448   449   450   451   452   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal