Protocolos de Suporte Avançado de Vida



Baixar 4.3 Mb.
Pdf preview
Página300/657
Encontro06.05.2021
Tamanho4.3 Mb.
1   ...   296   297   298   299   300   301   302   303   ...   657
Protocolo Samu 192

Protocolos Especiais

SUPORTE AVANÇADO DE VIDA

Este protocolo foi pautado nas mais recentes evidências científi cas disponíveis. 

Adaptações  são  permitidas  de  acordo  com  as  particularidades  dos  serviços.                 

 

Elaboração: Agosto/2014 



Revisão: Março/2015

2/2

PE2


3. 

Práticas gerais de biossegurança aplicadas ao ambiente pré-hospitalar

• 

Lavar as mãos sempre:



• 

após funções fi siológicas e/ou pessoais: uso do banheiro, alimentação, pentear os cabelos, assoar o 

nariz, fumar;

• 

após procedimentos: ao fi nal de cada atendimento após retirada de luvas, contato com objetos



mobiliário e documentos da ambulância e sempre que se encontrar com sujidade.

• 

Para a lavagem das mãos, dar preferência ao uso de dispensadores de parede com acionamento manual 



e secagem com o uso de papel toalha.

• 

Utilizar saco de lixo branco leitoso para descarte de lixo na ambulância.



• 

Não permitir comer, beber, fumar ou utilizar/aplicar cosméticos dentro da ambulância.

• 

Utilizar o uniforme exclusivamente durante o horário de trabalho, evitando-se seu uso no deslocamento por 



transporte público ou privado, locais de alimentação e outros ambientes.

• 

A limpeza dos óculos de proteção pode ser realizada com água, sabão e hipoclorito de sódio. Não 



utilizar álcool 70%.

4.  

Medidas de prevenção contra acidentes envolvendo sangue e outros fl uidos orgânicos

• 

Ter máxima atenção durante a realização de procedimentos invasivos.



• 

Jamais utilizar os dedos como anteparo durante a realização de procedimento que envolva material 

perfurocortante. 

• 

Nunca reencapar, entortar, quebrar ou desconectar a agulha da seringa.



• 

Não utilizar agulhas para fi xar papéis. 

• 

Desprezar agulhas, escalpes, lâminas de bisturi e vidrarias, mesmo que estéreis, em recipiente próprio. 



• 

Não descartar material perfurocortante em saco de lixo comum, mesmo que seja branco. 

• 

Usar sapatos fechados (não de tecido) para proteção dos pés em locais úmidos, com presença de material 



biológico ou onde haja risco de acidente percutâneo.

PE2 – Regras gerais de biossegurança

Observações:

• 

Os profi ssionais com lesões cutâneas secretantes ou exsudativas devem evitar atividades na intervenção e 



cuidado com paciente.

• 

Todo e qualquer acidente envolvendo o profi ssional do SAMU com ou sem o envolvimento de riscos biológicos, 



deve ser informado imediatamente à Regulação Médica e à gerência do serviço, assim que possível.

• 

Os serviços devem estabelecer rotinas para os casos de acidentes de trabalho de qualquer natureza.



• 

O uso de máscaras faciais individuais do tipo N95 (ou PFF2), com ou sem válvula de exalação, deve 

ser restrita à assistência a pacientes com alta suspeição ou confi rmação de patologia transmitida por 

patógenos menores ou iguais a 5 micra na forma de aerossóis, como por exemplo, tuberculose pulmonar 

bacilífera, infl uenza A (H1N1), SRAG, sarampo ou varicela. Outras circunstâncias ou condições 

epidêmicas podem indicar sua necessidade de uso. Estas máscaras são reutilizáveis e seu tempo de uso é 

avaliado pela sua integridade. 

• 

Considerar as orientações sobre acidentes com material biológico no protocolo próprio.



PE2 – Regras gerais de biossegurança 

SAMU_PE_Avancado.indd   4

30/04/2015   12:54:13


1   ...   296   297   298   299   300   301   302   303   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal