Protocolos de Suporte Avançado de Vida



Baixar 4.3 Mb.
Pdf preview
Página25/657
Encontro06.05.2021
Tamanho4.3 Mb.
1   ...   21   22   23   24   25   26   27   28   ...   657
Protocolo Samu 192

Emergências Clínicas

SUPORTE AVANÇADO DE VIDA

Este protocolo foi pautado nas mais recentes evidências científi cas disponíveis. 

Adaptações  são  permitidas  de  acordo  com  as  particularidades  dos  serviços.                 

 

Elaboração: Agosto/2014



Revisão: Janeiro/2016

Quando suspeitar ou critérios de inclusão

Paciente irresponsivo ao estímulo, com respiração agônica ou ausente, sem pulso central palpável.

Conduta


1. 

Checar a responsividade (tocar os ombros e chamar o paciente em voz alta).



2. 

Se não responsivo, verifi car a respiração e o pulso simultaneamente. ATENÇÃO: Checar pulso central 

(carotídeo) em até 10 segundos.

3. 

Posicionar o paciente em decúbito dorsal em superfície plana, rígida e seca.



4. 

Providenciar maletas de drogas e de vias aéreas.



5. 

Se respiração ausente ou gasping e: 

• 

Pulso PRESENTE: abrir via aérea e aplicar uma insufl ação a cada 5 a 6 segundos (10 a 12/min) e 



verifi car a presença de pulso a cada 2 minutos. Seguir o protocolo AC4 (Parada respiratória no adulto); 

• 

Pulso AUSENTE: iniciar ciclos de ressuscitação cardiopulmonar (RCP).



6. 

Iniciar RCP pelas compressões torácicas, mantendo ciclos de:

• 

30 compressões efi cientes (na frequência de 100 a 120/min, deprimindo o tórax em 5 a 6 cm com 



completo retorno) 

• 

Duas insufl ações efi cientes (de 1 segundo cada e com visível elevação do tórax), inicialmente com bolsa 



valva-máscara com reservatório e oxigênio adicional.

7. 

Assim que o desfi brilador estiver disponível, posicionar as pás de adulto do desfi brilador no tórax 

desnudo e seco do paciente.

8. 

Interromper as compressões torácicas para a análise do ritmo.



9. 

Se ritmo CHOCÁVEL [fi brilação ventricular (FV)/ taquicardia ventricular sem pulso (TVSP)]:

• 

Solicitar que todos se afastem do contato com o paciente;



• 

Desfi brilar: choque único na potência máxima do aparelho (360 J no monofásico e 200 J no bifásico);

• 

Reiniciar imediatamente a RCP após o choque, com ciclos de 30 compressões para duas insufl ações por 2 



minutos;

• 

Após 2 minutos de compressões e insufl ações, checar novamente o ritmo. Se persistir a FV/TVSP, reinicie 



pelo item 9 e siga o Protocolo AC6 (FV/TVSP) para manejo específi co; e

• 

Manter os ciclos de RCP initerruptamente até chegar ao hospital ou a vítima apresentar sinais de circulação 



(respiração, tosse e/ou movimento).

10. 

Ritmo NÃO CHOCÁVEL (assistolia, atividade elétrica sem pulso):

• 

Reiniciar RCP imediatamente após a análise do ritmo (30 compressões para duas insufl ações), por 2 minutos;



• 

Checar novamente o ritmo; e

• 

Confi rmado ritmo não chocável, iniciar Protocolo AC7 (Assistolia) ou Protocolo AC8 (AESP) para manejo 



específi co.

1/2

AC5 – PCR e RCP adulto (Guidelines AHA 2015) 

AC5

AC5 – PCR e RCP adulto 



(Guidelines AHA 2015) 

SAMU_avancado_AC.indd   1

01/09/2016   02:39:29


1   ...   21   22   23   24   25   26   27   28   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal