Protocolos de Suporte Avançado de Vida


  Considerar analgesia (Protocolo AC37). 7



Baixar 4.3 Mb.
Pdf preview
Página149/657
Encontro06.05.2021
Tamanho4.3 Mb.
1   ...   145   146   147   148   149   150   151   152   ...   657
6. 

Considerar analgesia (Protocolo AC37).



7. 

Realizar imobilizações necessárias:

• 

 na suspeita de lesão na coluna, imobilizar na posição supina (decúbito dorsal), alinhada e neutra, sobre 



prancha rígida (ou dispositivo similar de mesma fi nalidade), iniciando pela estabilização e alinhamento 

manual da cabeça (se não houver contraindicação) . Essa estabilização deve ser mantida durante todo o 

tempo até a colocação do fi xador de cabeça;

• 

 o alinhamento da cabeça está contraindicado e deve ser interrompido quando ocorrer piora da dor 



referida, piora do padrão respiratório, resistência voluntária ao movimento, início ou aumento de défi cit 

neurológico e espasmos dos músculos do pescoço. Nesses casos, imobilizar a cabeça na posição 

encontrada; e

• 

 paciente que se encontra dentro de veículo:



• 

realizar a retirada rápida se paciente grave, cena insegura ou necessidade de acesso a outro 

paciente com lesões mais graves ou em PCR (Protocolo AC5);

• 

utilizar equipamento de retirada tipo KED quando indicado ; e



• 

após a retirada, imobilizar em prancha longa . 

Quando suspeitar ou critérios de inclusão

Mecanismo de trauma sugestivo e presença de alguns sinais ou sintomas como:

• 

impacto violento na cabeça, pescoço, tronco ou na pelve por qualquer mecanismo (p. ex. agressões, 



encarceramento em escombros de desabamento);

• 

aceleração ou desaceleração repentina, inclinação lateral do pescoço ou tronco (p. ex., colisões de 



veículos motorizados em velocidade moderada a alta, atropelamento de pedestre, explosão);

• 

qualquer tipo de queda, especialmente em idosos;



• 

ejeção ou queda de veículo motorizado ou outro dispositivo de transporte (patinete, skate, bicicleta, 

moto etc.);

• 

acidente em águas rasas (p. ex. mergulho ou surfe);



• 

lesão na cabeça, com qualquer alteração do nível de consciência;

• 

dano signifi cativo no capacete;



• 

lesão contusa importante no tronco;

• 

fratura por impacto ou outro tipo de desaceleração nas pernas ou quadril;



• 

lesão na área da coluna (p. ex., ferimentos penetrantes);

• 

presença de dor ou sensibilidade na região da coluna;



• 

défi cit ou sintoma neurológico: paralisias, parestesia, paresia (fraqueza), défi cit neurológico abaixo do 

nível da lesão, priapismo;

• 

presença de deformação anatômica da coluna; e



• 

paciente cuja informação não é confi ável: embriaguez, presença de lesões mais dolorosas que desviem a 

atenção (fraturas, queimaduras), barreiras de comunicação (idioma, surdez, pouca idade, etc.), paciente 

psiquiátrico e portadores de Doença de Alzheimer ou outra doença degenerativa neuromuscular.

Untitled-3   39

05/06/2015   19:49:53



1   ...   145   146   147   148   149   150   151   152   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal