Protocolos de Suporte Avançado de Vida


  Instalar acesso venoso. 7



Baixar 4.3 Mb.
Pdf preview
Página145/657
Encontro06.05.2021
Tamanho4.3 Mb.
1   ...   141   142   143   144   145   146   147   148   ...   657
6. 

Instalar acesso venoso.



7. 

Repor volemia rapidamente durante o transporte (Protocolo AT4).



8. 

Realizar a mobilização cuidadosa e considerar a necessidade de imobilização adequada da coluna 

cervical, tronco e membros, em prancha longa com alinhamento anatômico, sem atraso para o 

transporte.



9. 

Realizar contato com a Regulação Médica para defi nição do encaminhamento e/ou unidade de saúde 

de destino.

Quando suspeitar ou critérios de inclusão

Traumatismo torácico penetrante (mais comum) ou fechado, com alguns dos seguintes sinais:

• 

hipotensão arterial;



• 

ingurgitamento de jugular;

• 

abafamento de bulhas cardíacas;



• 

Tríade de Beck: ingurgitamento jugular, hipotensão e abafamento de bulhas;

• 

taquicardia;



• 

sinais de choque, que pioram progressivamente (por diminuição do débito cardíaco pela compressão 

ventricular);

• 

pulso paradoxal (quando a PA sistólica cai mais de 10 mmHg durante a inspiração): pulso radial 



diminui ou desaparece na inspiração;

• 

pressão de pulso reduzida;



• 

diminuição da voltagem no eletrocardiograma;

• 

dissociação eletromecânica (sinais clínicos de choque na ausência de hipovolemia e de pneumotórax 



hipertensivo sugere tamponamento cardíaco); e

• 

AESP.



• 

Considerar os 3 “S” (Protocolos PE1, PE2, PE3).

• 

Considerar a cinemática do trauma e sempre buscar possíveis lesões associadas.



• 

Considerar a realização da pericardiocentese apenas se o tempo de transporte for prolongado e as 

condições de treinamento do profi ssional e disponibilidade de materiais estiverem garantidas.

Observações:

Untitled-3   33

05/06/2015   19:49:50




1   ...   141   142   143   144   145   146   147   148   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal