Protocolos de Suporte Avançado de Vida


  Monitorizar a oximetria de pulso. 5



Baixar 4.3 Mb.
Pdf preview
Página136/657
Encontro06.05.2021
Tamanho4.3 Mb.
1   ...   132   133   134   135   136   137   138   139   ...   657
4. 

Monitorizar a oximetria de pulso.



5. 

Considerar ventilação sob pressão positiva com BVM com reservatório, caso não mantenha ventilação 

ou oxigenação adequadas.

6. 

Considerar uma via aérea avançada, caso os métodos descritos anteriormente não tenham sucesso em 

manter uma ventilação ou oxigenação adequadas.

7. 

Realizar avaliação secundária (Protocolo AT2).



8. 

Monitorizar o ritmo cardíaco.



9. 

Instalar acesso venoso.



10. 

Realizar a reposição volêmica, se necessária, conforme protocolo do choque (Protocolo AT4 ). 



11. 

Realizar a mobilização cuidadosa e considerar a imobilização adequada da coluna cervical, tronco e 

membros, em prancha longa com alinhamento anatômico, sem atraso para o transporte.

12. 

Realizar contato com a Regulação Médica para defi nição do encaminhamento e/ou unidade de saúde 

de destino.

Quando suspeitar ou critérios de inclusão

Trauma torácico associado obrigatoriamente a sinais de choque descompensado (hipotensão) e alguns dos 

seguintes sinais e sintomas abaixo:

• 

lesões externas na região torácica (equimose, hiperemia ou ferimento local);



• 

dispneia (desconforto respiratório);

• 

taquipneia (FR > 28 IPM) ou bradipneia (FR < 8 IPM); 



• 

hipóxia ou cianose;

• 

respiração superfi cial; 



• 

queixa de dor torácica;

• 

sinais clínicos precoces: murmúrio vesicular alterado (diminuído ou ausente); timpanismo alterado 



(aumentado mas de difícil detecção); e

• 

sinais clínicos tardios: ingurgitamento das veias jugulares externas; desvio da traqueia para o lado 



contralateral à lesão e sinais de choque.

Untitled-3   27

05/06/2015   19:49:45


1   ...   132   133   134   135   136   137   138   139   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal