Protocolos de Suporte Avançado de Vida


  Instalar acesso venoso. 7



Baixar 4.3 Mb.
Pdf preview
Página124/657
Encontro06.05.2021
Tamanho4.3 Mb.
1   ...   120   121   122   123   124   125   126   127   ...   657
6. 

Instalar acesso venoso.



7. 

Realizar a reposição volêmica, se necessária, conforme protocolo do choque (Protocolo AT4).



8. 

Imobilizar com bandagens ou faixas, envolvendo a mandíbula e o crânio.



9. 

Realizar a mobilização cuidadosa e complementar com a imobilização adequada da coluna cervical, 

tronco e membros, em prancha longa com alinhamento anatômico, sem atraso para o transporte;

10. 

Realizar analgesia.



11. 

Realizar contato com a Regulação Médica para defi nição do encaminhamento e/ou unidade de saúde 

de destino.

Quando suspeitar ou critérios de inclusão

Na presença de trauma direto na face e alguns dos sinais ou sintomas abaixo: 

• 

dor, edema, ferimentos, sangramentos, deformidades, hematomas, equimoses, alterações visuais e de 



abertura bucal;

• 

má oclusão dentária, mordida cruzada, traumas dentários e trismo mandibular;



• 

mobilidade de segmentos ósseos ou crepitações;

• 

irregularidade dos contornos à palpação da mandíbula, das margens orbitárias e do nariz;



• 

perda ou diminuição da acuidade visual, presença de hematomas, diplopia, oftalmoplegia e distopia 

(deslocamento do olho);

• 

aplainamento ou assimetria da face; edema facial e/ou periorbitário;



• 

selamento do dorso nasal, rinorragia ou rinorreia (líquido cerebroespinal); e

• 

impossibilidade de assumir a posição supina (especialmente nas fraturas de mandíbula bilaterais, com 



perda da capacidade de protrusão da língua e obstrução das vias aéreas na posição supina).

Untitled-3   15

05/06/2015   19:49:35



1   ...   120   121   122   123   124   125   126   127   ...   657


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal