Protegida pelo Bilionário



Baixar 1.31 Mb.
Pdf preview
Página47/124
Encontro29.07.2021
Tamanho1.31 Mb.
1   ...   43   44   45   46   47   48   49   50   ...   124
Héctor Mitchell
Beatriz não me respondeu.
Liguei dez vezes no sábado entre manhã, tarde e noite e nada.


Infelizmente  eu  tinha  tantos  compromissos  que  não  podia  voltar  para  a
mansão.  Yone  me  tranquilizou,  dizendo  que  ela  tinha  se  esforçado  bastante  no
dia anterior e que tinha tirado o dia para descansar.
Mas então por que ela não me atendeu no domingo inteiro?
— Anda, Bia, me atende — bati o pé com firmeza no chão.
Nada. Absolutamente nada.
Anthony  estava  bem,  a  tal  Hillary  também,  e  ela  dormia  feito  a  bela
adormecida.
Que diabos?!
Na  segunda  eu  estava  pronto  para  ir  à  mansão  averiguar  o  que  tinha
acontecido.
Aí Beatriz me atendeu.
Yone  a  havia  levado  ao  hospital,  ela  estava  desidratada,  muito  mal,
tomando  soro,  não  conseguia  beber  ou  comer  nada,  parecia  que  sua  garganta
estava fechada.
Fui às pressas ao hospital.
Ignorei os compromissos, deixei Alex e o vice-presidente da Mitchell  &
Smith resolverem os problemas e fui ao seu encontro.
Beatriz  estava  pálida,  parecia  que  tinha  perdido  uns  cinco  quilos,  sua
expressão não era a das melhores.
— Posso ficar a sós com ela? — pedi e o médico respeito, tirou Yone e
Hillary da sala. — Você está bem? — segurei em sua mão.
Ela fez que sim.
Fui falar algo, meu lábio tremeu.
Eu não podia perde-la. Que merda. Logo agora que...
Logo  agora  que  eu  havia  aberto  um  pedaço  da  minha  vida,  algo  que
nunca confiei a ninguém desde Serena, ela tinha que me dar um susto desses?
— O que aconteceu?
— Eu não sei — ela falava com dificuldade.
E eu não iria força-la, de jeito nenhum.
—  Bia,  você  não  pode  se  esforçar.  Eu  já  te  falei,  eu  tenho  muitos
empregados por esse motivo, são eles que fazem todo o trabalho. Não precisa...
Ela me interrompeu.
— Eu quis fazer algo especial para o Anthony.
Fiquei sem palavras.


Logo eu que tinha sido preparado para ter todas elas na boca.
— Fiz lasanha à bolonhesa — falei.
A emoção veio, não sei de onde, mas veio.
Eu era quem fazia lasanha à bolonhesa para ele, mas aquilo era há tanto
tempo, há dois anos, eu acho, foi a última vez que fiz...
Era o prato que a mãe dele gostava e vivia comendo durante a gravidez.
— E o que ele achou? — perguntei.
— Ele adorou — ela riu. — Comeu tudo.
Bia fechou os olhos. Era nítido que estava cansada.
Ao  menos  seus  batimentos  cardíacos  mantinham  uma  certa  frequência,
por isso não me preocupei.
— Vou deixá-la descansar — beijei o dorso de sua mão. Depois sua testa.
 Por  favor,  não  seja  cabeça  dura,  me  obedeça.  Não  se  esforce,  ok?  Você  foi
para  um  lugar  onde  o  vento  é  mais  frio  à  noite,  se  esforçou  muito,  descanse  e
tudo ficará bem.
— Obrigada, amor — ela disse e voltou a fechar os olhos.
Amor.
Ser chamado de amor.
A primeira vez depois de muitos anos.
De uma forma genuína, altruísta e inesperada.
Aquilo mexeu comigo muito mais do que ouvir meu nome sair da boca
dele, ter o prazer de vê-la e sentí-la gemer e se entregar a mim...
Foi único.
Fiquei  ali  mais  uma  hora,  foi  o  máximo  que  eu  pude,  até  que  Alex  me
ligou, desesperado, implorando para que eu fosse consertar algumas merdas.
Ossos do ofício.
Era difícil deixa-la na cama do hospital, mas eu sabia que ela estava em
mãos  confiáveis.  O  Dr.  Pietro  foi  meu  colega  na  faculdade,  pegamos  uma
disciplina juntos, eu sabia que podia confiar naquele homem. Seu caráter sempre
foi  muito  íntegro  e  responsável,  mesmo  na  fase  mais  louca  da  vida  de  um
universitário americano.
— Me avise qualquer coisa — eu encarei o homem de jaleco, os cabelos
loiros  lambidos  para  trás.  —  Qualquer  informação  que  fique  entre  mim,  Bia  e
Yone, ok?
— Certo.


Segurei no braço de Pietro.
— Ela está grávida? — arqueei a sobrancelha.
—  Não,  isso  não.  Mas  ainda  estamos  testando  o  sangue  para  algumas
análises — ele disse da forma mais profissional possível.
— Certo. Me mantenha informado.


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   43   44   45   46   47   48   49   50   ...   124


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal