Protegida pelo Bilionário



Baixar 1.31 Mb.
Pdf preview
Página43/124
Encontro29.07.2021
Tamanho1.31 Mb.
1   ...   39   40   41   42   43   44   45   46   ...   124
Beatriz Rodrigues
Após Héctor voltar para a parte movimentada da cidade, eu terminei de
conhecer a casa. Depois fui ver Yone e perguntar se ela precisava que eu fizesse
algo.
— De jeito nenhum, senhora! Tudo está em ordem!
— Ótimo. Então, em que posso ajudar? — insisti.
— Mas senhora, nós...
 Por  favor,  Yone,  eu  quero  ajudar.  Essa  é  uma  oportunidade  para  que
eu possa conhecê-los.
— Eu não sei bem o que a senhora poderia fazer...
— Bia, lembra? Meu nome é Bia.
— Sim, senhora Bia... bom... eu...
— Yone, enquanto você pensa em algo, me diga uma coisa. Eu não vi o
filho  do  Héctor  no  almoço  e  ele  ainda  não  saiu  do  quarto.  Quando  o  verei?  —
sentei-me diante dela.
—  Bem,  senhora,  o  garoto  Mitchell  não  sai  do  quarto.  Ele  tem  suas
refeições lá dentro.
—  Sério?  —  não  escondi  minha  surpresa.  —  E  vocês  não  acham
estranho?
—  Bom...  tem  sido  assim  por  muito  tempo.  Então  nenhum  de  nós
estranha.
Hum... e o que ele gosta de comer? Eu poderia preparar algo especial
para o jantar dele, o que você acha?
Yone abriu um longo sorriso. Acho que ao perceber minha vontade com
Anthony ela ficou mais segura e feliz em me ter por perto ajudando e era só isso
que eu precisava.
Eu  queria  me  sentir  parte,  me  fazer  presente,  ajudar  no  que  fosse
possível.
Então fomos para a cozinha e eu preparei uma lasanha à bolonhesa bem
suculenta. Como me senti enferrujada, pedi ajuda à minha mãe que prontamente
foi me guiando numa vídeo chamada.
Ela  ficou  completamente  horrorizada  ao  perceber  que  a  cozinha  da
mansão era maior do que nossa casa no interior de Minas.


O lugar era realmente enorme.
Com  forno  a  lenha,  vários  fogões,  geladeiras,  freezers  e  toda  sorte  de
aparato que uma cozinha precisa, parecia que estava equipada para uma festa de
gala com duzentos convidados.
E  assim  seguimos,  minha  mãe  chocada,  eu  me  sujando  toda  e  trocando
figurinhas  com  Yone,  Hillary  sumida,  provavelmente  no  quarto,  e  todos  os
outros funcionários um tanto intimidados pela minha presença no início. Mas eu
os conquistei antes da lasanha sair do forno e é isso o que importa.
No jantar eu me sentei à mesa junto com Hillary e Yone que negou um
milhão de vezes e só se sentou porque eu não parei de insistir. Nenhum sinal de
Anthony.
— Ele não vem — Amanda se sentou à mesa junto com a notícia.
Deus  me  perdoe,  por  favor,  mas  eu  não  conseguia  ir  com  a  cara  dessa
mulher.
— Tudo bem, eu levo para ele — me prontifiquei.
—  Ele  não  quer  —  ela  disse  num  tom  completamente  áspero  e  eu  até
diria  que  deselegante.  —  Ele  não  quer  vê-la  e  mandou  dizer  que  “não  quer
nenhuma merda vinda de você”.
Yone ficou boquiaberta.
—  Ele  é  pré-adolescente,  está  com  os  hormônios  à  flor  da  pele,  vamos
dar  um  desconto  para  o  garoto  —  Amanda  riu  como  se  aquilo  fosse  uma
brincadeira de garoto e provou minha lasanha. — Urgh, ainda bem que ele não
quis isso mesmo, quem fez essa porcaria? — ela se levantou, jogou garfo, lenço
e tudo em cima do prato. — Preciso lavar a boca, licença.
Me encolhi na cadeira, completamente surpresa com a reação.
Havia ficado tão ruim assim?
Hillary não foi corajosa o suficiente para provar, então Yone foi a vítima.
Comeu com medo, mastigou devagar e quando engoliu deixou a palidez de lado
e abriu um sorriso gigantesco.
— Está maravilhoso, senhora... Bia.
— Será que a parte dela não ficou boa? — foi minha vez de provar.
Olha, não foi porque eu cozinhei, devo ressaltar que tive ajuda de mamãe
e a supervisão de Yone. A lasanha estava uma delícia!
— O pessoal não vem jantar? — perguntei à governanta.
Oh, não, senhora... Bia — ela sempre enganchada na minha forma de
tratamento. — Os empregados não podem se sentar à mesa...


— Que horror. Quem disse isso? — perguntei-lhe.
Nos encaramos com demora. Pelo visto ela não sabia a resposta.
— Bom... tem sido assim desde... a idade média? — ela riu. — Desde a


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   39   40   41   42   43   44   45   46   ...   124


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal