Protegida pelo Bilionário



Baixar 1.31 Mb.
Pdf preview
Página114/124
Encontro29.07.2021
Tamanho1.31 Mb.
1   ...   110   111   112   113   114   115   116   117   ...   124
Mitchell  &  Smith  ou  ser  o  novo  bilionário  do  pedaço.  Daí  o  Grande  Templo
tentará  cooptá-lo,  ele  sentirá  o  peso  do  poder  e  vai  viver  girando  whisky  no
copo,  assistindo  strippers  dançarem  diante  dele,  perguntando-se  por  que  a  vida
perdeu  todas  as  cores...  até  ser  pai...  ou  conhecer  uma  mulher  que  mexa  com
ele...
— Credo. Que medo de sua perspectiva de que estamos todos fadados a
repetir as merdas dos nossos pais — Ethan riu.
— Às vezes nos tornamos piores do que eles — Geoffrey pontuou.
—  Não  se  depender  de  mim  —  assegurei.  —  O  meu  filho  vai  ter  uma
família  que  o  ame,  que  o  faça  se  sentir  capaz  de  enfrentar  o  mundo  lá  fora  e
acima de tudo ele aprenderá a ser independente.
— E sobre a Bia? — Ethan puxou o copo de whisky e levou à boca. —
Você  trouxe  a  família  dela  para  cá...  não  tem  medo  de  que  ela  vá  embora  com
eles?
— Após tudo isso não conseguiria imaginar nada melhor do que ela ter a
família por perto. Sei que assim ela irá se recuperar rápido. E, bom, se ela quiser
ir  embora  com  eles...  acho  que  me  cabe  respeitar  a  decisão  dela.  E  talvez  ir
embora também.
— Haha! Agora você está exagerando — Geoffrey bebeu também.
— Exagero seria viver mais um dia sem essa mulher.
Desde o dia em que Bia chegou em minha vida ela mudou tudo.
Eu  só  não  sabia  ou  estava  preparado  de  que  em  troca  de  protege-la  de
todos os perigos, seria ela a me proteger de todos os meus fantasmas.
E me dar coragem o suficiente para encarar os maiores desafios.
— Você já parou para pensar que está há mais ou menos sete meses sem
ir ao La Chica ou outros clubes? — Ethan sorriu. — Não era você que dizia ter
alergia a casamentos? Que sequer conseguia imaginar viver uma semana com a
mesma  mulher,  veja  lá  a  vida  toda?  O  que  aconteceu  com  esse  homem,  hein,
Héctor?


Cocei  o  queixo  e  por  um  instante  me  permiti  olhar  para  trás.  Homens
como eu só olhavam para frente, nunca para o passado, mas naquele momento se
fez necessário.
Vi cada cena em minha memória e não havia arrependimento.
Bia havia sido a minha escolha mais antiprofissional, pois eu deveria ter
escolhido uma mulher por quem eu jamais sentiria algo profundo. Entretanto, eu
não  fazia  ideia  de  que  esse  sentimento  me  tomaria  de  assalto  e  me  traria  os
melhores dias da minha vida desde Anthony.
—  Eu  me  apaixonei  —  murmurei.  —  E  quando  a  gente  se  apaixona,  o
tempo passa rápido... ainda parece que foi ontem que a vi pela primeira vez e a
buscava dia após dia com sede, com fome, com saudade e vontade, como se ela
fosse o último fôlego civilizado em meio a barbárie...
— Ok, para mim já chega, estou meio enjoado desse papo — Geoffrey se
levantou e começou a andar pela biblioteca.
— Então você parou de fugir e ter medo dos seus próprios sentimentos?
—  Ethan  provocou.  Para  um  ex-agente  secreto  do  governo  até  que  ele  era  um
bom psicólogo. — Você tinha medo de cometer os mesmos erros dos seus pais e
viver infeliz em um relacionamento falido...
— Eu percebi, uma hora, que se tomasse decisões diferentes das deles eu
não precisaria ter medo. O medo nos prende aos erros do passado — era o que
eu tinha a dizer. — E estou ocupado demais pensando no futuro. E pela primeira
vez não é o meu futuro ou o da empresa, mas o da minha família. Toda ela.
—  Muito  bem  —  Ethan  se  levantou.  —  Um  homem  apaixonado  é  um
homem com propósito. Tenho quase certeza que um dos Pais disse isso...
Enquanto  Ethan  se  afastava  em  direção  a  saída  eu  parei  para  meditar
naquela frase.
Era exatamente esse o sentimento que eu tinha agora.
Pela primeira vez eu sentia algo inusitado, genuíno e transcendente.
Toda aquela dor e todo o amor que eu sentia se encontravam e formavam
um novo sentimento.
Bia  me  deu  muito  mais  do  que  shows  particulares,  bons  momentos  de
conversa e amor...
Bia me deu propósito.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   110   111   112   113   114   115   116   117   ...   124


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal