Programa Viver Consciente



Baixar 213.92 Kb.
Página1/19
Encontro11.10.2019
Tamanho213.92 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   19

RELAXAMENTO CRIATIVO E CONTOS-ENSINAMENTO NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E REDUÇÃO DA ANSIEDADE E DEPRESSÃO
CACURO, Roberto1

NOGUEIRA, J.G. Sarraf2

LIMA, Silvia R.R.3

COLOMBINI-NETTO, Massimo4

BUSANI, M. Mariana5
Resumo
Situações cotidianas presentes no trabalho, como a competitividade e o medo do desemprego, podem gerar tensão e ameaça direta (em termos bio-psico-sociais) ou indireta (via significado simbólico) à integridade de uma pessoa. As reações a esses estímulos suscitam angústia, frustração ou enfrentamento, que compõem os transtornos emocionais relacionados à ansiedade e à depressão que alimentam o chamado estresse. A atenção a esses transtornos desempenha importante papel na prevenção de riscos laborais e nos índices de absenteísmo e produtividade, inibindo ainda a vulnerabilidade às patologias psicossomáticas. Aqui examinamos os efeitos da aplicação de técnicas de relaxamento, elaboração da imaginação e auto-observação junto aos colaboradores de uma empresa do setor de gestão da saúde. Analisou-se dois grupos com doze indivíduos cada, em cinco reuniões de duas horas semanais. O grupo experimental (GE) teve adesão voluntária, e foi submetido à técnica do relaxamento criativo e ao trabalho com contos-ensinamento. O grupo controle (GC) foi escolhido de forma aleatória. Os grupos foram submetidos ao Inventário de Depressão de Beck (BDI-II) e ao Inventário de Ansiedade de Beck (BAI) nos momentos inicial e final. Foram realizadas análises estatísticas de freqüências das alternativas das questões e dos escores dos instrumentos.
Os dados das variáveis quantitativas foram apresentados como média e desvio padrão. Ao final o GE foi qualitativamente avaliado quanto à percepção dos benefícios alcançados em termos de utilidade, aumento do bem-estar e auto-percepção. O trabalho se fundamenta nos estudos de H.Benson com os conceitos de relaxation response; na técnica de relaxamento e elaboração da imaginação de E.Herrero Lozano; e nos contos-ensinamento tratados por I.Shah como instrumentos simbólicos que propiciam a redução dos padrões superficiais de pensamento e conduta ensejando a auto-observação. Como resultado, observou-se diminuição dos indicadores de ansiedade (35%, p<0,05) e depressão (25%, p<0,05) no GE, enquanto que a variação no GC foi nula; a avaliação qualitativa do GE atingiu a média global de 7 (escala de 0 a 10).




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   19


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal