Programa de Gestão Integrada de Águas e da Paisagem


Tabela 3‑1 - Porte da Empresa



Baixar 3.75 Mb.
Página20/158
Encontro08.10.2019
Tamanho3.75 Mb.
1   ...   16   17   18   19   20   21   22   23   ...   158
Tabela 3‑1 - Porte da Empresa

Indicadores Financeiros

Instalações

Receita Oper. Liq. (R$ mil)

441.472

Laboratórios

02

Despesas de Expl. (R$/mil)

222.666

ETAs

89

Lucro Liquido (R$/mil)

32.410

ETEs

77

Ativos Totais (R$/mil)

1.979.524

Elevatórias Água

260

Indicadores Operacionais

Água

Esgotos

Elevatórias Esgotos

223

Ligações

528.491

134.170

Reservatórios

216

Ext. Rede

(km)


6.963

1.654

Centro de Controle

01

Municípios Atendidos

52

23

Empregados Efetivos

1.391

População Atendida (hab)

2.120.422

939.774







Cobertura Urbana (%)

100

53







Tratamento de Esgotos (%)

-

39







Fonte: CESAN

Sua estrutura organizacional é composta ao nível de governança por um Conselho Fiscal (3 membros efetivos) e um Conselho Administrativo (6 membros efetivos) indicados pelo acionista majoritário. Em nível executivo a empresa possui um Presidente e 4 Diretorias (Relações com o Cliente, Operação Metropolitana, Operação do Interior e Meio Ambiente).

Na Presidência estão subordinadas as funções de planejamento estratégico, captação de recursos, licitação, auditoria, comunicação, relações institucionais e assuntos jurídicos.

A Diretoria de Relações com o Cliente engloba os processos de comercialização dos serviços, de atendimento ao cliente e relações com as comunidades, a Tecnologia de Informação, os processos financeiros e contábeis, recursos humanos e logística, juntando na verdade a gestão empresarial com a gestão do relacionamento com os clientes.

As Diretorias de Operação da Região Metropolitana e do Interior abrangem os processos de produção, tratamento e distribuição de água, incluindo a manutenção de redes e unidades operacionais e de gestão de perdas. O processo de expansão dos sistemas (projeto, obras e orçamento) está subordinado a Diretoria de Operação do Interior, embora, na prática, englobe essas atividades para todo o estado.

A Diretoria de Meio Ambiente compreende os processos de licenciamento, outorga e gestão de resíduos e recursos hídricos, educação ambiental, controle de qualidade, pesquisa e toda a operação e manutenção do sistema de coleta e tratamento de esgotos.

Os serviços de manutenção de redes, expansão dos sistemas, operação e manutenção de elevatórias e estações de tratamento de esgotos, vigilância, limpeza, leitura e entrega de contas, atendimento telefônico do Call Center são terceirizados e a CESAN faz a gestão dos contratos e acompanhamento do seu desempenho.

Em termos dos cuidados ambientais com seus processos e serviços a empresa possui uma estrutura claramente definida, com uma Diretoria especifica para tratar deste assunto, dividida em unidades gerenciais voltadas para os aspectos de licenciamento, outra para a gestão de resíduos e dos recursos hídricos de interesse da empresa e outra para a educação ambiental, todas subordinadas a uma Gerência de Meio Ambiente. Nestas unidades, além da parte “burocrática” do processo de licenciamento e outorga, são criados os planos de monitoramento da qualidade da água dos corpos receptores de esgotos, os planos de destinação de lodos e resíduos das estações de tratamento.

O monitoramento e controle de qualidade dos processos de abastecimento de água e esgotamento sanitário são gerenciados pela Gerência de Gestão e Controle de Qualidade e executados por 2 laboratórios, certificados ISO 9001:2008, subordinados à mesma Diretoria de Meio Ambiente. Nestas unidades serão feitas as análises biológicas e físico-químicas para o monitoramento dos resultados decorrentes das intervenções do Programa.

O sistema de esgotamento sanitário é gerenciado também na Diretoria de Meio Ambiente, pela Gerência de Coleta e Tratamento de Esgotos, onde estão subordinadas a Divisão de Operação de Esgotos, Divisão de Manutenção de Esgotos, Divisão de Suporte aos serviços e uma Divisão de Adesão de Esgotos, voltadas a induzir os moradores a efetuar a ligação dos esgotos quando a rede coletora é disponibilizada.



A Figura a seguir apresenta a estrutura da Diretoria de Meio Ambiente apontando as unidades com atividades relacionadas ao Programa.



Fonte: CESAN

Figura 3‑4 - Estrutura da Diretoria de Meio Ambiente da CESAN

As questões de perdas no sistema de abastecimento de água são tratadas na Diretoria de Operação Metropolitana por intermédio da Divisão de Suporte Operacional e Gestão de Perdas, subordinada à Gerência de Engenharia de Serviços e na Diretoria de Operações do Interior, por intermédio da Divisão de Desenvolvimento e Gestão de Perdas, subordinada a Gerência de Engenharia de Serviços do Interior. Desta forma, a empresa acredita dar maior agilidade às intervenções e controle de perdas nos sistemas de abastecimento.

Os projetos e obras são gerenciados na Gerência de Expansão, unidade subordinada à Diretoria de Operações do Interior. São na maior parte serviços contratados junto à empresas de engenharia e gerenciados pela Gerência de Expansão por intermédio de suas unidades subordinadas, Divisão de Projetos e Divisão do Obras Sul e Divisão de Obras Norte.





    1. Compartilhe com seus amigos:
1   ...   16   17   18   19   20   21   22   23   ...   158


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal