Programa de Gestão Integrada de Águas e da Paisagem



Baixar 5.32 Mb.
Página144/158
Encontro17.03.2020
Tamanho5.32 Mb.
1   ...   140   141   142   143   144   145   146   147   ...   158

ESTRUTURA DO PEA


O Programa de Educação Ambiental deve ser estruturado em ações interdependentes e complementares, assim definidas:

  • Linha de Ação 1 – Educação Ambiental para a Proteção da infraestrutura de Saneamento instalada – tem como público de referencia a população dos Municípios que utilizarão a estrutura instalada ou residente no entorno das áreas dessa intervenção; deve estar associado ao programa de incentivo à ligação intradomiciliar de esgotos da CESAN

Objetivos Específicos: Prover Comunicação, Divulgação e Intercâmbio de iniciativas na Área Sanitária e Ambiental, voltadas aos objetivos do Programa para todas as bacias afetadas e, por extensão, para a população urbana dos municípios.

Atividades



  1. Disponibilizar informações sobre o PEAS para que a equipe de comunicação social faça a divulgação das ações do programa;

  2. Realizar levantamento para posterior divulgação de trabalhos realizados na área ambiental e educacional, entre todos os setores envolvidos, que possam ser incluídos em link com a rede nacional e outras redes de Educação Sanitária e Ambiental.

  1. Elaborar calendário de eventos e suas respectivas pautas para datas comemorativas ambientais para divulgação e troca de experiências em Educação Sanitária e Ambiental, que tenham como abrangência os municípios afetados/beneficiados pelas ações do Programa, especialmente com obras de saneamento, além de divulgação coletiva das ações de incremento do Programa FLORESTAR e do Plano Metropolitano de Drenagem Urbana.

  • Linha de Ação 2 - Educação Ambiental Local - voltada para a população diretamente afetada nas áreas onde ocorrerão as intervenções e seu entorno;

Objetivo

Divulgação de ações vinculadas a aspectos de educação sanitária e ambiental relacionadas ao objeto das obras, visando incorporar novos hábitos relativos à conservação dos sistemas de saneamento e drenagem implantados, conservação das áreas de proteção permanente, valorização do entorno dos cursos d’água saneados e de outros elementos associados às obras, como a importância das ETEs e EEs na integração da paisagem das localidades cidade.

Atividades


    1. Elaborar material, em conjunto com a equipe do PCS, que demonstre a importância dessa recuperação para a qualidade de vida da população dos municípios, apontando ações de conservação e manutenção.

    2. Elaborar calendário de eventos e suas respectivas pautas para datas comemorativas ambientais para divulgação e troca de experiências em Educação Ambiental e Sanitária para a população específica.



      1. Compartilhe com seus amigos:
1   ...   140   141   142   143   144   145   146   147   ...   158


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal