Professor Peter Mittler



Baixar 80.03 Kb.
Página14/36
Encontro16.06.2020
Tamanho80.03 Kb.
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   36

África do Sul


A África do Sul embarcou numa reestruturação radical de todo o seu sistema educacional, com a finalidade de remover barreiras ao aprendizado e de terminar com as profundas divisões criadas por gerações de apartheid. A inclusão de crianças com deficiências tem sido construída sobre os alicerces desta política e está começando a ser implementada, a despeito de recursos limitados.

As barreiras ao aprendizado e à participação, identificadas pelo governo, incluem pobreza e subdesenvolvimento, falta de acesso a serviços básicos, fatores que colocam as crianças em risco, tais como abuso físico, social, emocional e sexual, HIV/AIDS, violência política, ambientes físicos inacessíveis e inseguros, ausência de serviços de apoio, falta de reconhecimento da deficiência por parte dos pais, violência doméstica, abusos de substância e gravidez na adolescência. Em um dos sites do projeto (Kwazulu Natal Province), 222 das 701 escolas est&ççdil;uma biblioteca.

As crianças deficientes estão, portanto, entre os muitos grupos de crianças marginalizadas que necessitam ser muito mais incluídas em escolas e na sociedade. Os projetos das escolas priorizaram a necessidade de por abaixo barreiras entre o lar e a escola, evitar abuso por drogas e sexual e gravidez na adolescência, bem como identificar e apoiar crianças com dificuldades de aprendizado em estágio bem precoce. A África do Sul está lançando um novo currículo nacional que foi planejado para promover o acesso ao currículo a todas as crianças.

Em uma das áreas de desenvolvimento (Kwazulu-Natal) o Departamento de Saúde e uma ONG começaram um programa de educação inclusiva mas isto não foi sustentado em razão de que o Ministério da Educação não se envolveu nele. Na segunda área (Gauteng) oito escolas e dois Centros de Cuidado Infantil estiveram envolvidos, incluindo duas escolas que anteriormente eram restritas a crianças brancas e que abriram suas portas a todas as crianças do local, incluindo algumas com Síndrome de Down. As escolas em ambas as áreas foram bem apoiadas pelos próprios pais e pela comunidade local - numa escola 600 pais assistiram a reuniões de pais duas vezes por ano e levantaram fundos para construção e equipamento.





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   36


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal