Problemas e soluções no transporte público e na mobilidade clipping cidade Verde



Baixar 0.55 Mb.
Página17/39
Encontro17.03.2020
Tamanho0.55 Mb.
1   ...   13   14   15   16   17   18   19   20   ...   39
Leia mais notícias de Cidades
O Bilhete Único pode ser adquirido nos postos de conveniência do Banco de Brasília (BRB). Também é possível utilizar os outros cartões que já eram usados pelos passageiros, como o Passe Livre Estudantil, Vale Transporte, Especial para Portador de Necessidade Especial ou o Cartão Cidadão.
O serviço de integração está disponível nos dias de semana, das 8h às 17h; aos sábados, das 8h à meia-noite, e aos domingo e feriados, das 6h à 0h.
Tags: integração duas semanas ônibus
Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Thalyta Faria
De que adianta se já fez esse tanto de viagens, mais a qualidade é vergonhoso. O trageto de ônibus que antes era feito em 55 min agora se faz no mínimo 1h35min. Não sei de onde eles tiraram que essa INTEGRAÇÃO iria ajudar a população. Pelo que entendi, a única coisa que está se dando bem é o bolso.

=
Integração entra em funcionamento hoje

Sete novas linhas de ônibus começam a operação no DF nesta segunda-feira, com o intuito de diminuir os custos e o tempo de viagens de 40 mil passageiros


  • Notícia Gráfico

» MARA PULJIZ



Publicação: 21/01/2013 04:00


res20130120200246724838a.jpg ¬




"O GDF precisa fixar nos coletivos e nos terminais a escala com as linhas que farão parte desse sistema integrado. As empresas devem cumprir os horários determinados" Sheila Ayala Macedo, moradora do Guará

 
A partir de hoje, cerca de 40 mil usuários do transporte público do Distrito Federal contam com um novo sistema de integração. Sete linhas de ônibus foram criadas para atender passageiros de Taguatinga e Ceilândia, com destino ao Plano Piloto, Guará, Núcleo Bandeirante e Octogonal. Haverá também uma linha para a Rodoviária Interestadual. Quem pegar mais de dois coletivos por dia, poderá usar o segundo pelo valor da primeira passagem. O custo será de, no máximo, R$ 3. O bilhete deve ser usado em um espaço limite de duas horas entre uma viagem e outra. A ideia é economizar tempo e dinheiro. 

De segunda a sexta-feira, os veículos circularão das 8h às 17h. Aos sábados, das 8h à meia-noite e, nos domingos e feriados, das 6h à meia-noite. Três linhas são expressas e seguirão pela Estrada Parque Taguatinga (EPTG), sem paradas durante a viagem. Com isso, a expectativa é usar o corredor exclusivo e desafogar as marginais da via. Eles seguirão para o Plano Piloto e os passageiros poderão descer no Eixinho Sul, W3 Sul e W3 Norte. Na volta, o percurso será inverso. Outra linha seguirá pelas marginais da avenida, onde é permitido o embarque e o desembarque em terminais e pontos de parada. O ônibus sairá de Taguatinga, com parada no complexo da Polícia Civil, ao lado do Parque da Cidade. 

A auxiliar administrativa Bruna Oliveira, 21 anos, mora em Ceilândia e trabalha em Taguatinga, mas quase todos os dias precisa ir ao Plano Piloto. Para ela, a integração é muito bem-vinda. “Pego dois ônibus para ir e voltar. Gasto, em média, R$ 10 por dia e, com a integração, devo gastar metade”, faz as contas. No entanto, ela ressalta que os horários precisam ser diferenciados. “Os ônibus demoram demais para passar. Se continuar do mesmo jeito, não vai fazer tanta diferença.”

Para a dona de casa Sheila Ayala Macedo, 52 anos, ainda falta informação. “O GDF precisa fixar nos coletivos e nos terminais a escala com as linhas que farão parte desse sistema integrado. Ainda não vi nada disso. As empresas também devem cumprir os horários determinados”, opina. Moradora do Guará, ela gasta R$ 2,50 para ir à Taguatinga e outros R$ 2 para chegar em Ceilândia. Com a novidade, pretende pedir o cartão, chamado bilhete único, para usufruir do benefício. “Espero que essa integração realmente funcione e não seja uma tentativa frustrada de melhorar o transporte”, destaca.

Equilíbrio

Segundo o diretor técnico do DFTrans, Lúcio Lima, com o novo sistema, o passageiro vai economizar, em média, 20 minutos. “Quem ficava até 40 minutos em Ceilândia esperando um ônibus para o Plano Piloto poderá ir ao centro de Taguatinga, onde os ônibus passarão a cada nove minutos”, explica. Ele admite que a integração, porém, não vai ser sinônimo de conforto. “Temos carros extremamente lotados no horário de pico e, após isso, muito vazios, com até 10 passageiros. Com essa nova modalidade, queremos o equilíbrio da oferta e da demanda. Transportar entre 50 e 75 pessoas num ônibus é uma lotação aceitável”, diz.

Além de propagandas institucionais, divulgação nos meios de comunicação, panfletos também serão distribuídos pelo DFTrans, ao longo da semana. A partir das 8h de hoje, funcionários com coletes orientarão os passageiros sobre a integração. Lúcio Lima também garante que os terminais estarão devidamente sinalizados, com placas e escalas com horários e linhas.

=
Integração do transporte coletivo começa nesta segunda no Distrito Federal

Cerca de 40 mil pessoas, que saem de Ceilândia e Taguatinga com destino ao Plano Piloto, Guará I e II, Octogonal, Núcleo Bandeirante e Rodoviária Interestadual, podem ser beneficiadas com a medida
Agência Brasília

Publicação: 20/01/2013 16:14 Atualização:



Começa a funcionar, na segunda-feira (21/1), o novo sistema de integração do transporte coletivo do Distrito Federal. A medida beneficia cerca de 40 mil usuários das 57 linhas de ônibus que fazem o trajeto Ceilândia e Taguatinga com destino ao Plano Piloto, Guará I e II, Octogonal, Núcleo Bandeirante e Rodoviária Interestadual. A partir de agora, o passageiro pagará, pela duas viagens, apenas o valor correspondente ao bilhete do percurso mais longo (ligação), desde que a troca de ônibus seja feita em até duas horas.
Antes, o passageiro dessas linhas - que utilizava dois ônibus para chegar a seu destino - pagava pelo menos R$ 2 pelo menor trecho (circular) e R$ 3, no percurso mais longo (ligação). Agora, ele gastará, no máximo, R$ 3 pelas duas viagens. O prazo para desembarcar do primeiro coletivo e embarcar no segundo é de duas horas. Inicialmente, o serviço ficará disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; aos sábados, das 8h à meia-noite; e aos domingos e feriados, das 6h à meia-noite.
A expectativa é que, após a avaliação do sistema, o atendimento seja ampliado, inclusive nos horários de pico. A integração só vale entre um circular e uma das novas linhas de ligação. Os ônibus que fazem parte do novo sistema serão identificados no painel frontal dos veículos.
"Este é o primeiro momento da integração do transporte público do GDF, de ônibus para ônibus. A medida antecipa o que está previsto na licitação do novo Sistema de Transporte Público Coletivo (STPC), que permitirá a renovação da frota e a integração de todo o sistema", afirma o secretário de Transporte, José Walter Vazquez.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   13   14   15   16   17   18   19   20   ...   39


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal