Presidenta: deputada zeidan lula vice-presidente: deputado jair bittencourt relator: deputado max lemos



Baixar 1.27 Mb.
Página61/81
Encontro30.06.2021
Tamanho1.27 Mb.
1   ...   57   58   59   60   61   62   63   64   ...   81
Indicadores de Continuidade

ENEL RJ - Ano (2018)

CONJUNTO

CÓDIGO

Nº DE CONSUMIDORES

DECTOT

FECTOT

Alcântara

13015

71.342

9,84

8,16

Angra dos Reis

13016

44.969

21,26

11,54

Araruama

13017

25.141

18,41

12,01

Areal

13018

15.903

59,25

27,84

Arraial do Cabo

13019

14.460

14,99

13,93

Arsenal

13020

54.245

10,27

5,6

Augusto Vieira

13021

37.753

17,97

12,56

Bacaxa

13022

50.663

17,11

10,67

Barra Alegre

13023

2.378

34,18

9,28

Barracão dos Mendes

13024

5.742

57,53

21,27

Bingen

13025

28.422

15,07

11,6

Bom Jardim

13026

18.114

23,25

9,54

Búzios

13027

28.079

19,33

13,49

Cabo Frio

13028

50.762

14,3

10,7

Cachoeira de Macacu

13029

8.076

25,59

10,11

Cambuci

13030

8.856

24,1

8,15

Campos Elíseos

13031

49.495

16,91

8,19

Cedaema

13097

3.621

51,9

17,62

Conceição de Macabu

13032

11.685

52,24

16,47

Cruzamento

13033

17.374

21,87

9,53

Distribuidora de Campos

13034

81.895

5,28

4,28

Entroncamento Araruama

13035

36.467

17,02

9,04

Fagundes

13036

1.192

40,09

14,61

Galo Branco

13037

63.462

6,23

4,26

Goitacazes

13038

23.278

9,28

6,43

Gradim

13039

9.565

5,4

4,55

Guarus

13040

32.979

14,12

11,98

Guaxindiba

13041

66.170

11,54

5,55

Icaraí

13042

45.731

9,01

6,16

Iguaba

13043

24.834

17,96

8,96

Imboassica

13044

25.963

10,85

6,97

Ingá

13045

36.907

9,68

4,41

Inoa

13046

38.657

24,42

10,25

Itaipava

13047

20.100

33,69

14,1

Italva

13048

10.385

33,62

12,51

Itamarati

13049

37.107

14,95

7,63

Itambi

13050

24.753

15,7

8,58

Itaorna

13051

13.895

24,95

18,64

Itaperuna

13052

51.950

21,48

13,49

Itatiaia

13053

21.452

36,23

16,47

Jacuacanga

13054

25.324

54,5

20,05

Macabu

13055

14.776

43,67

15,41

Macaé

13056

56.132

18,56

12,26

Mambucaba

13057

35.644

47,75

17,56

Marica

13058

49.288

27,13

12,15

Mombaca

13059

39.770

9,81

9,04

Muriqui

13060

35.324

38,96

18,45

Natividade

13061

21.559

30,63

13,56

Neves

13099

17.033

9,67

4,72

Nossa Senhora da Ajuda

13062

45.170

11,1

7,97

Outeiros

13063

1.268

57,02

11,19

Palatinato

13064

41.779

9,46

5,31

Papucaia

13065

7.755

16,27

5,69

Parada Angélica

13066

74.290

18,11

9,77

Parada Modelo

13067

16.892

32,66

12,71

Piratininga

13068

44.220

22,5

12,65

Pontinha

13069

24.917

43,32

15,71

Portão do Rosa

13070

45.795

9,56

5,92

Porto do Carro

13071

68.195

18,16

17,97

Porto Real

13072

7.990

12,75

5,63

Retiro Saudoso

13073

50.390

15,26

8,3

Rio Bonito

13074

18.439

17,62

6,48

Rio da Cidade

13075

18.946

26,28

13,6

Rio das Ostras

13076

57.323

12,02

10,2

Rocha Leão

13077

9.169

48,99

28,32

Santa Clara

13078

11.123

29,07

12,61

Santa Cruz da Serra

13079

47.118

15,95

11,73

Santo Antônio de Pádua

13080

53.389

19,02

8,94

São Fidelis

13081

14.554

17,5

6,01

São Lourenco

13082

29.558

8,64

4,26

São Pedro da Aldeia

13083

32.817

15,79

11,12

Saturnino Braga

13084

21.803

28,55

13,2

Serrinha

13085

1.186

126,57

20,63

Sete Pontes

13086

55.959

9,09

4,32

Silva Jardim

13087

13.384

62,81

26,86

Tamoios

13088

41.391

31,79

18,78

Tanguá

13089

12.159

20,36

10,7

Teresópolis

13090

41.167

35,81

15,94

Trombetas

13091

52.228

10,21

6,35

Ururai

13092

10.114

21,68

8,07

Val de Palmas

13098

26.426

16,84

11,24

Venda das Pedras

13093

47.738

12,77

4,3

Vila Nova

13094

28.867

39,91

15,75

Vila Verde

13095

22.455

12,77

11,19

Zona Sul

13096

48.520

20,55

11,61

TOTAL DE CONJUNTOS: 85

CONSUMIDORES: 2.653.166

Os indicadores são passíveis de alterações após fiscalização da ANEEL

Eventual ausência de informação indica inadimplência do concessionário/permissionário.

Fonte: Sítio eletrônico da ANEEL, 2019, Disponível em: https://www2.aneel.gov.br/aplicacoes/indicadores_de_qualidade/decFecSegAnual.cfm?ano=2018®IAO=SE&DISTRIBUIDORA=383&tipo=d



Observando os dados da ANEEL pode-se chegar à um panorama mais pormenorizado da atuação da companhia no estado, como por exemplo, a média de tempo total (DECTOT) em que regiões dos Conjuntos Elétrico ficaram com fornecimento de energia elétrica abaixo da média da concessionária (14), são estes: Alcântara, Arsenal, Distribuidora de Campos, Galo Branco, Goitacazes, Gradim, Guaxindiba, Icaraí, Imboassica, Ingá, Mombaca, Neves, Nossa Senhora da Ajuda, Palatinato, Portão do Rosa, Porto Real, Rio das Ostras, São Lourenço, Sete Pontes, Trombetas, Venda das Pedras e Vila Verde. Vinte e dois (22) dos oitenta e cinco (85) conjuntos da Enel tiveram performance melhor que a média geral da concessionária apenas em, aproximadamente, 25,9 % dos conjuntos.
O FECTOT, a média total de vezes que um grupo de consumidores ficou sem o fornecimento de energia acima de 3 minutos, abaixo da média da distribuidora (8,1) em 2018 se localizam nos conjuntos elétricos de: Arsenal, Distribuidora de Campos, Galo Branco, Goitacazes, Gradim, Guaxindiba, Icaraí, Imboassica, Ingá, Itamarati, Neves, Nossa Senhora da Ajuda, Palatino, Papucaia, Portão do Rosa, Porto Real, Rio Bonito, São Fidelis, São Lourenço, Sete Pontes, Trombetas, Ururai e Venda das Pedras. Vinte e três (23) conjuntos elétricos que receberam os melhores serviços da Enel, cerca de 27,1% do seu total.
Sendo assim, observado os fatores de média de tempo que um Conjunto Elétrico ficou sem energia e a frequência que isto ocorreu, temos estas regiões como exemplo de bom serviço prestado pela continuidade: Arsenal (Niterói), Distribuidora de Campos (Campos dos Goytacazes), Galo Branco (São Gonçalo), Goitacazes (Campos dos Goytacazes), Gradim (São Gonçalo), Guaxindiba (São Gonçalo), Icaraí (Niterói), Imboassica (Macaé), Ingá (Niterói), Neves (São Gonçalo), Nossa Senhora da Ajuda (Macaé), Palatinato (Petrópolis), Portão do Rosa (São Gonçalo), São Lourenço (Niterói), Sete Pontes (São Gonçalo), Trombetas (Teresópolis) e Venda das Pedras (Itaboraí). 17 Conjuntos, apenas 20% do total. Ou, em número absoluto de consumidores destas regiões, 750.466 dos 2.653.166, cerca de 28,29% da população atendida.
Desta maneira, segundo os dados da agência reguladora sobre 2018, tem-se um serviço bem prestado em diversas regiões compreendidas pelos Conjuntos Elétricos de São Gonçalo, setores de Niterói, Macaé e Campos dos Goytacazes, assim como algumas áreas cobertas em Petrópolis, Teresópolis e Itaboraí.
Observando o inverso sobre o DECTOT da Enel em 2018, temos sessenta e três (63) conjuntos elétricos acima da média (14) que a concessionária expôs no percurso desta Comissão Parlamentar de Inquérito. Entretanto, torna-se ainda mais ilustrativa a quantidade de Conjuntos Elétricos que apresentaram índices cinquenta por cento (50%) acima, ou seja, indicador de 21 ou mais, que são estes: Angra dos Reis, Barra Alegre, Barracão dos Mendes, Bom Jardim, Cachoeira de Macacu, Cambuci, Cedaema, Conceição de Macabu, Cruzamento, Fagundes, Inoa, Itaipava, Italva, Itaorna, Itaperuna, Itatiaia, Jacuacanga, Macabu, Mambucaba, Maricá, Muriqui, Natividade, Outeiros, Parada Modelo, Piratininga, Pontinha, Rio da Cidade, Rocha Leão, Santa Clara, Saturnino Braga, Serrinha, Silva Jardim, Tamoios, Teresópolis, Ururai e Vila Nova. Somente neste estado de índices muito acima da média apresentada para população nas audiências públicas dessa comissão, alcance-se o chocante número de trinta e seis (36) Conjuntos Elétricos, cerca de 42,36% do total.
Observando o FECTOT, encontramos que sessenta e dois (62) Conjuntos Elétricos se encontram acima da média de 8,1 apresentada pela Enel. Sendo que as regiões com atendimento mais críticos, com média 50% acima, ou seja, 12,15 ou mais, são: Arraial do Cabo, Augusto Vieira, Barracão dos Mendes, Búzios, Cedaema, Conceição de Macabu, Fagundes, Itaipava, Italva, Itaorna, Itaperuna, Itatiaia, Jacuacanga, Macabu, Macaé, Mambucaba, Marica, Muriqui, Natividade, Parada Modelo, Piratininga, Pontinha, Porto do Carro, Rio da Cidade, Rocha Leão, Santa Clara, Saturnino Braga, Serrinha, Silva Jardim, Tamoios, Teresópolis e Vila Nova. Trinta e um (31) Conjuntos Elétricos, 36,47% com média cinquenta por cento acima dá geral da concessionária. Percebe-se que a população fluminense tem que conviver com maior frequência com a metade pior do fornecimento de energia, do que as que tem números melhores que a média.
Utilizando da mesma metodologia em que se cruzou os melhores Conjuntos Elétricos da Enel, agora utilizando os dados dos piores (DECTOT 21 e FECTOT 12,15 ou mais), temos: Barracão dos Mendes (parte de Nova Friburgo), Cedaema (Araruama), Conceição de Macabu, Fagundes (Paraíba do Sul e Areal), Itaipava (Petrópolis), Italva, Itaorna (Angra dos Reis), Itaperuna, Itatiaia, Jacuacanga (Angra dos Reis), Macabu (Santa Maria Madalena), Mambucaba (Paraty), Maricá, Muriqui (Mangaratiba), Natividade, Parada Modelo (Guapimirim), Piratininga (Niterói), Pontinha (São João da Barra), Rio da Cidade (Petrópolis), Rocha Leão (Casimiro de Abreu), Santa Clara (São Francisco de Itabapoana), Saturnino Braga (Campos dos Goytacazes), Serrinha (Campos dos Goytacazes), Silva Jardim, Tamoios (Cabo Frio), Teresópolis, Vila Nova (Cardoso Moreira). Portanto, 27 dos 85 conjuntos, 31,76% de serviços prestados muito piores que a média, mediante 20% que no ano de 2018 ficaram melhor, um dado preocupante.

Deste modo, vemos que os serviços prestados pela Enel, pormenorizado pelos dados da ANEEL, são piores nos municípios de Nova Friburgo, Araruama, Conceição de Macabu, Três Rios, Petrópolis (setores), Italva, Angra dos Reis, Itaperuna, Itatiaia, Santa Maria Madalena, Paraty, Maricá, Mangaratiba, Natividade, Guapimirim, Niterói (setores), São João da Barra, Casimiro de Abreu, São Francisco de Itabapoana, Campos dos Goytacazes (setores), Cabo Frio e Cardoso Moreira.


Após esta análise do DECTOT e FECTOT dos serviços prestados pela ENEL, será feita a leitura dos dados da LIGHT, concessionária que tem por responsabilidade uma das maiores quantidades de clientes no país. A média do DEC da concessionária foi de 7,78 e de seu FEC, 4,44. Números apresentados melhores que o da ENEL, entretanto, será buscado dissecar onde se encontram os maiores problemas de fornecimento da empresa. A tabela segue abaixo com o verde representando os melhores índices e o vermelho os piores:




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   57   58   59   60   61   62   63   64   ...   81


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal