Praça Dr. Augusto Gonçalves



Baixar 316.7 Kb.
Pdf preview
Página6/26
Encontro29.10.2019
Tamanho316.7 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26
Secretário de Saúde explica situação e garante 

que problema será resolvido até final de junho

gada, a partir de segunda-feira, 

3, a validade dos documentos, 

conforme permite a legislação 

do  setor  e  “até  o  final  do  mês 

de junho todas elas estarão 

com os alvarás liberados, com 

validade até 31 de março de 

2020”, garantiu. Conforme 

Fernando Meira, “o problema 

existe devido a várias questões 

que estão sendo solucionadas”. 

Lembrou que a demanda tem 

aumentado e no caso do alvará 

em questão é necessário que o 

Município tenha um fiscal com 

curso superior, o que ainda não 

ocorre nos quadros da prefeitu-

ra, e voltou a afirmar que esta 

questão “está sendo equacio-

nada”. Ainda de acordo com o 

secretário, no próximo ano o 

problema não deverá se repetir.

segUraNça

Ruas são asfaltadas

no Bairro de Lourdes

Estão sendo asfaltadas 

no Bairro de Lourdes as ruas 

Eduardo de Morais e José Ro-

mão. A obra atende reivindica-

ção antiga dos moradores da 

região, que enfim veem seus 

pedidos atendidos. Os recursos 

para o asfaltamento foram con-

seguidos pelo vereador Antônio 

José de Faria Júnior, o Antônio 

Da Lua, junto ao deputado fede-

ral Paulo Abi-Ackel. Conforme 

constatado, o asfaltamento está 

sendo realizado em duas cama-

das, o que garante qualidade 

ao serviço, conforme técnicos 

da área.

Há poucos dias foi realizada 

obra de asfaltamento também 

na região do Bairro Padre Eustá-

quio. Agora o atendimento está 

sendo feito aos moradores do 

Lourdes. Segundo o secretário 

de Infraestrutura, Rosse An-

drade,  afirmou  recentemente, 

outras ruas serão asfaltadas na 

cidade nas próximas semanas 

e a operação tapa-buracos tem 

sido acelerada, com parceria da 

Prefeitura e SAAE.

asFalto

Recursos levantados por 

vereador atendem reivindicação 

antiga dos moradores

Repasse direto aos municípios pronto para votação

Um dos assuntos mais co-

mentados pela mídia e nos 

meios políticos nos últimos 

meses foi a retenção de recur-

sos destinados aos municípios, 

que teve início na adminis-

tração de Fernando Pimentel 

e se estendeu aos primeiros 

meses do Governo Zema. Um 

projeto que está tramitando na 

Assembleia Legislativa pode 

colocar um fim ao problema e 

já está pronto para ser votado 

em segundo turno, no ple-

nário daquela casa. Trata-se 

do Projeto de Lei de número 

499/19, de autoria do deputado 

Hely Tarquínio, aprovado em 

primeiro turno e que recebeu 

algumas modificações para ser 

colocado em segunda votação. 

Conforme a proposta, os recur-

sos destinados aos municípios, 

como o ICMS e a quota parte do 

IPVA,  devem  ser  repassados 

automaticamente aos municí-

pios pelo agente centralizador. 

Assim, esperam os deputados, 

que os municípios não possam 

mais ser prejudicados como 

foram durante o período em 

que ocorreram as retenções.



Projeto pode acabar com problemas como o criado na 

administração de Pimentel, que prejudicou os 853 municípios mineiros

nova ponte de acesso àquele 

local.

Segundo o secretário mu-



nicipal de Desenvolvimento, 

Diógenes Lopes Nogueira de 

Sousa Vilela,  a  sondagem  do 

terreno deve ser iniciada em 

60 dias pois o prazo para que 

a indústria comece a sua pro-

dução na cidade é janeiro do 

próximo ano. Ainda de acordo 

com as informações, o Muni-

cípio e os responsáveis pela 

empresa devem fazer o anúncio 

oficial do empreendimento no 

segundo semestre deste ano. 

Diógenes explica também que 

nos próximos dias nova visita 

dos empresários será feita ao 

município para outros encami-

nhamentos que são necessários 

para a implantação da indústria.

Além dessa indústria, outros 

empreendimentos estão sendo 

buscados para se instalarem na 

cidade, conforme o secretário. 

Na semana passada a repor-

tagem divulgou informações 

da construção de nova loja do 

Rena Supermercados e da pos-

sibilidade de abertura de outra 

loja do ABC e instalação de uma 

unidade do Supermercado Dia. 

E também de postos de combus-

tíveis da Rede ABC, sendo um 

deles no Alto do Rosário, que 

estão sendo negociados junto à 

administração municipal.

Fim das reteNçÕes?

O terreno para a construção das instalações industriais no DI já recebeu terraplanagem



Folha

povoitauna.com

4

geral


itaúna | sábado, 1º de junho de 2019 | edição 1335


geral

itaúna | sábado, 1º de junho de 2019 | edição 1335

Folha

povoitauna.com



5

Acusação contra Otacília 

Barbosa foi esquecida?

Quando foi divulgado o áudio feito 

pelo vereador Iago Souza (Pranchana) 

apontando possível corrupção na dis-

puta pela Mesa da Câmara, em 2018, 

três pontos importantes foram levan-

tados: 1) Lequinho teria feito proposta 

de vantagem financeira para que Iago 

não votasse; 2) Otacília Barbosa teria 

oferecido assessoria jurídica a Iago 

para auxiliar em ação que ele era réu 

na Justiça Eleitoral; 3) Gláucia Santia-

go seria a beneficiada e teria avisado 

a Iago que Lequinho iria procurá-lo. 

Depois de os áudios terem sido divul-

gados, surgiram as denúncias, que 

foram aceitas e estão sendo apuradas 

pelo Conselho de Ética da Câmara. 

O fato, porém, é que o foco passou a 

ser a primeira acusação, envolvendo 

Lequinho, e a denúncia contra a ve-

readora Otacília foi “esquecida”. Por 

qual motivo?

Também as atitudes dos vereado-

res envolvidos na questão apontam 

para certa “defesa” da vereadora, que 

em momento algum tem sido ques-

tionada por sua suposta participação, 

a não ser nos embates entre ela e o 

vereador Iago “Pranchana”. Otacília 

ofereceu vantagem a Iago para mudar 

seu voto? Na gravação divulgada, a 

conversa entre ela e Iago deixa dúvi-

das. Também não está claro o motivo 

pelo qual ela entrou na conversa com 

Iago e Lequinho. 

Quem  fez  a  ligação?  Ela  sabia  da 

proposta feita por Lequinho a Iago? 

cÂmara

Apuração das denúncias divulgadas em áudio na disputa da Mesa da Câmara 

caminha lentamente e Conselho de Ética trata caso com pouca seriedade. 

Atos da vereadora não são questionados e foco muda sem justificativa aparente

Essas e outras perguntas que devem 

ser respondidas pela apuração, não 

são sequer comentadas nos momentos 

em que a questão é tratada na Câmara. 

Há também a denúncia de Iago 

contra Otacília, em que a vereadora é 

acusada de ocupar dois cargos, o de 

procuradora municipal concursada e 

vereadora, e de receber os dois ven-

cimentos. 

Até o momento, pouco se fala so-

bre o assunto, tanto na Comissão de 

Ética quanto na Casa Legislativa. No 

inquérito que está sendo desenvolvido 

pelo Ministério Público, pelo fato de 

estar sob sigilo, não se sabe se essas 

questões são abordadas.






Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   26


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal