Português: trilhas e tramas, volume 2


A primeira missa no Brasil



Baixar 8.62 Mb.
Página96/546
Encontro13.08.2021
Tamanho8.62 Mb.
1   ...   92   93   94   95   96   97   98   99   ...   546
A primeira missa no Brasil

Candido Portinari

Reprodução autorizada por João Candido Portinari/ Coleção particular



A primeira missa no Brasil, de Candido Portinari, 1948. Têmpera sobre tela, 266 cm × 598 cm. Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), Rio de Janeiro.

6 O que a obra de Portinari tem em comum com a obra de Meirelles?

7 Em que elas são diferentes?

Candido Portinari (1903-1962) nasceu em Brodósqui (SP), filho de imigrantes italianos. Aos 15 anos iniciou a Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro. Logo se destacou e recebeu bolsas e premiações no exterior, viajou para a Espanha, a França e a Itália. Em 1935, foi premiado em Nova York por sua obra Café. Por motivos políticos, em 1948 exilou-se no Uruguai, onde pintou o painel A primeira missa no Brasil. Outros painéis importantes são os da Igreja de São Francisco, na Pampulha (Belo Horizonte-MG), e o famoso Guerra e paz, da ONU. Outras obras são: Tiradentes, São Francisco de Assis, Mestiço, Favelas, O sapateiro de Brodósqui, Meninos e piões, Lavadeiras, Cena rural e Os retirantes. Com foco na temática social, suas obras refletem influências do Surrealismo, do Cubismo e dos muralistas mexicanos. Além de painéis, murais, monumentos e projetos arquitetônicos, destacou-se também nas áreas da poesia e da política.

Daniel Klein


Página 65

Passos largos

Observe agora um cartum do artista contemporâneo Nani.



Nani


A primeira missa, de Nani. Apud: Nani não erra uma!. In: Revista Palavra, Belo Horizonte: Gaia, ano 1, n. 12, abr. 2000. p. 120.



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   92   93   94   95   96   97   98   99   ...   546


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal