Português: trilhas e tramas, volume 2



Baixar 8.62 Mb.
Página511/546
Encontro13.08.2021
Tamanho8.62 Mb.
1   ...   507   508   509   510   511   512   513   514   ...   546
Nas trilhas do texto

Leia, a seguir, um trecho do primeiro capítulo de Como e por que ler o romance brasileiro, livro da educadora Marisa Lajolo. A leitura vai ajudá-lo a se preparar para um seminário sobre um romance do Romantismo brasileiro ou português.



Como e por que leio o romance brasileiro

Marisa Lajolo

Capítulo 1

Não me lembro do que li ontem, mas tenho bem vivo o Robinson inteirinho – o meu Robinson dos onze anos.”



Monteiro Lobato

[...] Leitora apaixonada, fã de carteirinha, me envolvo com os romances de que gosto: curto, torço, roo as unhas, leio de novo um pedaço que tenha me agradado de forma particular. Se não gosto, largo no meio ou até no começo. O autor tem vinte/trinta páginas para me convencer de que seu livro vai fazer diferença. Pois acredito piamente que a leitura faz a diferença. Se não, adeus! O livro volta para a estante e vou cuidar de outra coisa...

Ao terminar a leitura de um romance de que gosto, fico com vontade de dividi-lo com os amigos. Recomendar a leitura, emprestar , dar de presente. Mas sobretudo discutir. Nada melhor do que conversar sobre livros: [...] eu acho uma coisa, meu amigo acha outra, a colega discorda de nós dois... Na discussão, pode tudo, só não pode não achar nada nem concordar com todo mundo. No fim do papo, cada um fica mais cada um, ouvindo os outros. Quem sabe o livro tem mais de um sentido? Como foi mesmo aquele lance? E aquela personagem... vilão ou herói?

Na minha geração e nas minhas relações é assim que se lê romance.

A leitura de romance, no entanto, não é só esta leitura envolvida e vertiginosa. Junto com o suspense, ao lado do mergulho na história, transcorre o tempo de decantação. Enredo, linguagem e personagens depositam-se no leitor. Passam a fazer parte da vida de quem lê. Vêm à tona meio sem aviso, aos pedaços, evocados não se sabe bem por quais articulações...

Vida e literatura enredam-se em bons e em maus momentos, e os romances que leio passam a fazer parte da minha vida, me expressam em várias situações.

[...]

LAJOLO, Marisa. Como e por que ler o romance brasileiro. Rio de Janeiro: Objetiva, 2004. p. 13-14.



Zansky


1 Esse trecho faz parte do primeiro capítulo do livro Como e por que ler o romance brasileiro. Por que a autora usa a primeira pessoa no título desse capítulo?



Compartilhe com seus amigos:
1   ...   507   508   509   510   511   512   513   514   ...   546


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal