Português: trilhas e tramas, volume 2



Baixar 8.62 Mb.
Página339/546
Encontro13.08.2021
Tamanho8.62 Mb.
1   ...   335   336   337   338   339   340   341   342   ...   546
Passos largos

1 Releia a epígrafe da abertura deste capítulo:

O Romantismo era a apoteose do sentimento; o Realismo é a anatomia do caráter. É a crítica do homem. É a arte que nos pinta a nossos próprios olhos – para nos conhecermos, para que saibamos se somos verdadeiros ou falsos, para condenar o que houver de mau na nossa sociedade.

Eça de Queirós

A afirmação de Eça de Queirós reúne alguns princípios básicos do Realismo. Dentre as alternativas, registre no caderno as que estão em conformidade com as definições do romancista português:



a) O Realismo foi marcado por um forte espírito crítico e assumiu uma atitude mais combativa diante dos problemas sociais contemporâneos.

b) Em oposição à idealização romântica, o escritor realista procurou descobrir a verdade de suas personagens, dissecando-lhes o comporta mento.

c) O autor realista retratou com fidelidade a psicologia da personagem, demonstrando um interesse maior pelas fraquezas humanas e pelos dramas existenciais.

d) As preocupações psicológicas da prosa de ficção realista levaram o romancista a uma conscientização do próprio “eu” e à manifestação de sua mais profunda interioridade.

e) O sentido de observação e análise vigente no Realismo exigiu do escritor uma postura racional e crítica diante das contradições do homem enquanto ser social.

2 (Unesp/1992)

Leia o soneto de Antero de Quental:





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   335   336   337   338   339   340   341   342   ...   546


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal