Português: trilhas e tramas, volume 2



Baixar 8.62 Mb.
Página317/546
Encontro13.08.2021
Tamanho8.62 Mb.
1   ...   313   314   315   316   317   318   319   320   ...   546
Passos largos

Resolva no caderno as questões a seguir.



1 (Enem/2010 – adaptada)

O trecho a seguir faz parte do Capítulo 117 (intitulado “O Humanitismo”) de Memórias póstumas de Brás Cubas. Aqui a personagem Quincas Borba (que mais tarde dará título a outro romance de Machado de Assis) apresenta a sua filosofia de vida, a “Humanitas”:

[...] Quincas Borba mal podia encobrir a satisfação do triunfo. Tinha uma asa de frango no prato, e trincava-a com filosófica serenidade. Eu fiz-lhe ainda algumas objeções, mas tão frouxas, que ele não gastou muito tempo em destruí-las.

– Para entender bem o meu sistema, concluiu ele, importa não esquecer nunca o princípio universal, repartido e resumido em cada homem. Olha: a guerra, que parece uma calamidade, é uma operação conveniente, como se disséssemos o estalar dos dedos de Humanitas; a fome (e ele chupava filosoficamente a asa do frango), a fome é uma prova a que Humanitas submete a própria víscera. Mas eu não quero outro documento da sublimidade do meu sistema, senão este mesmo frango. Nutriu-se de milho, que foi plantado por um africano, suponhamos, importado de Angola. Nasceu esse africano, cresceu, foi vendido; um navio o trouxe, um navio construído de madeira cortada no mato por dez ou doze homens, levado por velas, que oito ou dez homens teceram, sem contar a cordoalha e outras partes do aparelho náutico. Assim, este frango, que eu almocei agora mesmo, é o resultado de uma multidão de esforços e lutas, executadas com o único fim de dar mate ao meu apetite.

MACHADO DE ASSIS. Memórias póstumas de Brás Cubas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1975.

mate: arremate, fim.

A filosofia de Quincas Borba – a Humanitas ou Humanitismo – contém princípios que, conforme a explanação da personagem, consideram a cooperação entre as pessoas uma forma de:





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   313   314   315   316   317   318   319   320   ...   546


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal