Português: trilhas e tramas, volume 2


A lírica amorosa de Gregório de Matos



Baixar 8.62 Mb.
Página123/546
Encontro13.08.2021
Tamanho8.62 Mb.
1   ...   119   120   121   122   123   124   125   126   ...   546
A lírica amorosa de Gregório de Matos

A poesia lírico-amorosa de Gregório de Matos reflete as contradições e as consequências do sentimento amoroso e aborda temas como a transitoriedade da vida e os conflitos gerados pelos sentimentos amorosos. A morte e o tempo estão entre os temas mais recorrentes no Barroco, aparecendo tanto na obra de Gregório de Matos quanto na do padre Antônio Vieira.



Passos largos

1 Observe ao lado a reprodução da pintura do artista espanhol Juan de Valdés Leal. In Ictu Oculi, em latim, significa “Em um piscar de olhos”. A pintura tematiza a transitoriedade da vida. O esqueleto representa a morte, que apaga a vela, símbolo da vida. O pé esquerdo pisa em um globo terrestre, alertando que a morte não poupa ninguém. Aparecem ainda objetos que metaforizam o poder, a cultura e a riqueza que, diante da morte, nada significam. Relacione a obra de Juan de Valdés Leal a estes versos de um dos sonetos de Gregório de Matos:

Hospital de la Santa Caridad, Sevilha



In Ictu Oculi (1673), de Juan de Valdés Leal (1635-?). Hospital da Caridade, Sevilha (Espanha).

[...]
Goza, goza da flor da mocidade,


Que o tempo trota a toda ligeireza,
E imprime em toda a flor sua pisada.

Oh não aguardes, que a madura idade


Te converta em flor, essa beleza
Em terra, em cinza, em pó, em sombra, em nada.

MATOS, Gregório de. DIMAS, Antônio. Gregório de Matos – Literatura comentada. 2. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1988. p. 112.





Compartilhe com seus amigos:
1   ...   119   120   121   122   123   124   125   126   ...   546


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal