Portugues ling int vol3 pnld2018 capa al pr indd


Rede social pode prever desempenho



Baixar 39.74 Mb.
Pdf preview
Página238/273
Encontro07.02.2022
Tamanho39.74 Mb.
#21486
1   ...   234   235   236   237   238   239   240   241   ...   273
Linguagem Interacao 3 MP 0019P18013 PNLD2018
Rede social pode prever desempenho 

profissional, diz pesquisa

Pense duas vezes antes de postar qualquer item 

em seu perfil nas redes sociais. O conselho, repetido à 

exaustão por consultores de carreira por aí, acaba de 

ganhar um 

status, digamos, mais científico. De acor-

do com resultados da pesquisa, uma rápida análise 

do perfil nas redes sociais pode prever o desempe-

nho profissional do candidato a uma oportunidade 

de emprego. Para chegar a essa conclusão, uma equi-

pe de pesquisadores da Northern Illinois University, 

University of Evansville e Aubum University pediu a 

um professor universitário e dois alunos para anali-

sarem perfis de um grupo de universitários.

Após checar fotos, postagens, número de ami-

gos e interesses por 10 minutos, o trio considerou 

itens como consciência, afabilidade, extroversão, 

estabilidade emocional e receptividade. Seis meses 

depois, as impressões do grupo foram comparadas 

com a análise de desempenho feita pelos chefes 

dos jovens que tiveram seus perfis analisados. Os 

pesquisadores encontraram uma forte correlação 

entre as características descritas a partir dos da-

dos da rede e o comportamento dos universitários 

no ambiente de trabalho.

Disponível em: .  

Acesso em: 29 fev. 2012 (adaptado).

As redes sociais são espaços de comunicação e in-

teração  on-line que possibilitam o conhecimento 

de aspectos da privacidade de seus usuários. Se-

gundo o texto, no mundo do trabalho, esse conhe-

cimento permite

a) 

identificar a capacidade física atribuída ao can-



didato.

b)  


certificar a competência profissional do candidato.

c) 


controlar o comportamento virtual e real do 

candidato.

d) 

avaliar informações pessoais e comportamen-



tais sobre o candidato.

X

e) 



aferir a capacidade intelectual do candidato na 

resolução de problemas.

Linguagem_Interacao_LP_V3_PNLD2018_342a358_ENEM.indd   348

26/05/16   10:21




349

QUESTÕES DO ENEM

5

XAVIER, C. Quadrinho quadrado. Disponível em:  



. Acesso em: 5 jul. 2009.

Tendo em vista a segunda fala do personagem en-

trevistado, constata-se que:

a) 


o entrevistado deseja convencer o jornalista a 

não publicar um livro.

b) 

o principal objetivo do entrevistado é explicar o 



significado da palavra motivação.

c) 


são utilizados diversos recursos da linguagem 

literária, tais como a metáfora e a metonímia.

d) 

o entrevistado deseja informar de modo objeti-



vo o jornalista sobre as etapas de produção de 

um livro.

e) 

o principal objetivo do entrevistado é eviden-



ciar seu sentimento com relação ao processo de 

produção de um livro.

X

6

Lugar de mulher também é na oficina. Pelo 



menos nas oficinas dos cursos da área automoti-

va fornecidos pela Prefeitura, a presença feminina 

tem aumentado ano a ano.

De cinco mulheres matriculadas em 2005, a 

quantidade saltou para 79 alunas inscritas neste 

ano nos cursos de mecânica automotiva, eletrici-

dade veicular, injeção eletrônica, repintura e funi-

laria. A presença feminina nos cursos automotivos 

da Prefeitura — que são gratuitos — cresceu 1 480% 

nos últimos sete anos e tem aumentado ano a ano.

Disponível em: .  

Acesso em: 27 fev. 2012 (adaptado).

R

eprodução/Enem, 20



09.

Na produção de um texto, são feitas escolhas re-

ferentes a sua estrutura, que possibilitam inferir o 

objetivo do autor. Nesse sentido, no trecho apre-

sentado, o enunciado “Lugar de mulher também é 

na oficina” corrobora o objetivo textual de:

a) 

demonstrar que a situação das mulheres mu-



dou na sociedade contemporânea.

X

b) 



defender a participação da mulher na socieda-

de atual.

c) 

comparar esse enunciado com outro: “lugar de 



mulher é na cozinha”.

d) 


criticar a presença de mulheres nas oficinas dos 

cursos da área automotiva.

e) 

distorcer o sentido da frase “lugar de mulher é 



na cozinha”.

7

TEXTO I



Logo depois transferiram para o trapiche o 

depósito dos objetos que o trabalho do dia lhes 

proporcionava. Estranhas coisas entraram então 

para o trapiche. Não mais estranhas, porém, que 

aqueles meninos, moleques de todas as cores e de 

idades as mais variadas, desde os nove aos dezes-

seis anos, que à noite se estendiam pelo assoalho 

e por debaixo da ponte e dormiam, indiferentes 

ao vento que circundava o casarão uivando, indi-

ferentes à chuva que muitas vezes os lavava, mas 

com os olhos puxados para as luzes dos navios, 

com os ouvidos presos às canções que vinham das 

embarcações...

AMADO, J. Capitães da areia. São Paulo: Companhia das Letras, 2008 

(fragmento).

TEXTO II


À margem esquerda do rio Belém, nos fundos 

do mercado de peixe, ergue-se o velho ingazeiro 

— ali os velhos são felizes. Curitiba os considera 

animais sagrados, provê as suas necessidades de 

cachaça e pirão. No trivial contentavam-se com as 

sobras do mercado.

TREVISAN, D. 35 noites de paixãocontos escolhidos.  

Rio de Janeiro: BestBolso, 2009 (fragmento).

Sob diferentes perspectivas, os fragmentos citados 

são exemplos de uma abordagem literária recorren-

te na literatura brasileira do século XX. Em ambos 

os textos:

Linguagem_Interacao_LP_V3_PNLD2018_342a358_ENEM.indd   349

26/05/16   10:21




350

QUESTÕES DO ENEM

a) 

a linguagem afetiva aproxima os narradores dos 



personagens marginalizados.

b) 


a ironia marca o distanciamento dos narradores 

em relação aos personagens.

c) 

o detalhamento do cotidiano dos personagens 



revela a sua origem social.

d) 


o espaço onde vivem os personagens é uma 

das marcas de sua exclusão.

X

e) 


a crítica à indiferença da sociedade pelos mar-

ginalizados é direta.

8


Baixar 39.74 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   234   235   236   237   238   239   240   241   ...   273




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal