Portugues ling int vol3 pnld2018 capa al pr indd


exsurgir:   levantar-se,  erguer-se. 9



Baixar 39.74 Mb.
Pdf preview
Página192/273
Encontro07.02.2022
Tamanho39.74 Mb.
#21486
1   ...   188   189   190   191   192   193   194   195   ...   273
Linguagem Interacao 3 MP 0019P18013 PNLD2018
exsurgir:

 

levantar-se, 



erguer-se.

9.   Com essa questão, você auxilia os alunos a autoavaliarem as próprias produções textuais. O 

momento da socialização será muito importante, pois provavelmente cada aluno terá observado 

aspectos diversos dos demais. Em todo caso, ajude-os a formularem conclusões para o empre-

go das conjunções e para as reformulações.

45

50

55



60

65

70



75

80

85



7. b) Espera-se que os alunos 

relacionem esse trecho ao pro-

vérbio “Mais vale um pássaro 

na mão do que dois voando.” 

e que percebam que, grafan-

do a letra 

e com maiúscula, o 

autor obtém o efeito de ênfa-

se na adição (queremos o pás-

saro da mão + os dois que es-

tão voando, ou seja, queremos 

tudo) e confere um tom humo-

rístico à sua fala.

Linguagem_Interacao_LP_V3_PNLD2018_258a284_U4_C7.indd   281

26/05/16   10:20



282

CAPÍTULO 7  CORRESPONDÊNCIA FORMAL ARGUMENTATIVA

capaz de, por meio delas, apoiar ou mesmo construir relações de sentido 

argumentativo no texto. Após essa análise e com base no que você aprendeu 

sobre essas conjunções, responda no caderno:

a) 


O que você mudaria quanto ao uso dessas conjunções?

b) 


O que manteria? Por quê?

Compartilhe com os colegas as conclusões a que você chegar.

Práticas de linguagem

I. Produção oral

Mesa-redonda (I)

A mesa-redonda é uma forma complexa de 

comunicação oral na qual vários participantes 

mantêm entre si níveis diversos de interação 

verbal. Ela combina características de três gê-

neros orais formais que você já estudou: a lei-

tura em voz alta, a exposição oral e o debate 

regrado.


Neste capítulo, vamos retomar os gêneros 

orais a partir dos quais a mesa-redonda se 

constitui. Será preciso gravar as três etapas do 

trabalho proposto a seguir. As gravações serão 

retomadas no próximo capítulo.

1  


  Leitura em voz alta:

a) 


Retome a conversa que seu grupo teve com o especialista realizada na 

atividade da seção “E a conversa chega ao fim” da Unidade 3. Releia aten-

tamente suas anotações sobre essa conversa e, com base nas informações 

obtidas dela, produza um ensaio sobre o cotidiano e as formas de atuação 

profissional de seu entrevistado.

b) 


Na data combinada com o professor, prepare a leitura em voz alta de seu 

texto. Se preciso, retome o que você já sabe sobre leitura em voz alta e 

entoação expressiva.

c) 


Você e os colegas vão organizar uma sessão de leitura em voz alta dos 

textos. Não se esqueça de que cada um de vocês vai desempenhar dois 

papéis nessa sessão: o de leitor e o de ouvinte:



no papel de leitor, fique atento ao sentido de seu próprio texto e tente, 

por meio dos recursos orais, ser o mais claro possível, de modo que to-

dos possam compreender o que você lê.



no papel de ouvinte, preste muita atenção ao que os colegas lerem 

em voz alta e tome nota das principais informações e dos argumentos 

contidos no texto lido. Preste também atenção naquilo que não ficar 

claro para você, anote as dúvidas que tiver, o que não compreendeu da 

leitura, etc.

Fernando Pilatos/Gazeta Press

Cena do programa 

Mesa-redonda futebol 

debate, da TV Gazeta/

Fundação Cásper Líbero, 

em São Paulo, em 2007, 

com a participação 

especial de Pelé. O 

formato do programa 

segue a estrutura do 

gênero mesa-redonda.

 A mesa-redonda é um gênero oral formal e público, muitíssimo com-

plexo, que exige dos participantes o domínio de muitas competências 

orais: a leitura em voz alta, a tomada da palavra, a atenção ao discurso 

oral produzido por outrem, a tomada de notas, as formas complexas 

de diálogo, etc. Por essa razão, preferimos apresentá-lo no fim do últi-

mo volume da coleção. Semelhante ao que ocorre no debate, na me-

sa-redonda predomina a atividade discursiva da argumentação: desse 

modo, ao estruturarem as propostas de produção oral aqui sugeridas, 

os alunos poderão valer-se de tudo o que vêm aprendendo sobre argu-

mentação. Será necessário gravar os resultados para posterior avaliação.

Linguagem_Interacao_LP_V3_PNLD2018_258a284_U4_C7.indd   282

26/05/16   10:20




283

UNIDADE 4  MUNDO DO TRABALHO (II)

2  

  Exposição oral:



a) 

Reúna-se com alguns colegas e discutam:



as principais ideias dos textos lidos;



os aspectos anotados por todos do grupo;



os problemas que surgiram durante as leituras.



b) 

Organizem uma exposição oral a partir dessa discussão.

c) 

Com a ajuda do professor, façam a exposição para a turma apresentando o 



resultado da discussão. Se preciso, relembrem as características da exposi-

ção oral.

3  

  O debate regrado:



Com a ajuda do professor, organizem um pequeno debate regrado — o pro-

fessor poderá ser o mediador — para pôr em discussão as ideias apresenta-

das nas exposições orais. Escolham um membro de cada grupo para debater.

II. Produção escrita

Correspondência argumentativa: o exemplo da carta 

de motivação para encaminhamento de currículo

Conforme vimos na seção “Linguagem e texto”, 

há muitos tipos de correspondência argumentativa: 

a de elogio (texto 1) é apenas um deles. Outro tipo, 

por exemplo, é a carta de motivação para encami-

nhamento de currículo: nela, um candidato a uma 

vaga de emprego tenta convencer o responsável pela 

seleção de pessoal de que tem as características que 

a empresa requer.

No Capítulo 5, você organizou dados de sua vida 

escolar e eventualmente profissional por meio de 

um currículo. Retome essa produção de texto para 

desenvolver as atividades aqui propostas.

1  

 Suponha que uma empresa qualquer de sua região esteja recrutando jovens 



talentos para um programa de estágio de férias remunerado. Para a seleção 

dos candidatos, a empresa solicitou os seguintes documentos:



cópia do currículo, com dados e informações atualizados;



cópia de certificados de conclusão de cursos escolares e extraescolares 



realizados;



carta de motivação para encaminhamento do currículo e dos documen-

tos, escrita pelo próprio candidato, apresentando as razões pelas quais 

deseja participar do estágio de férias.

2  


 Providencie a cópia do currículo e dos certificados pedidos. Organize estes 

últimos de forma cronológica seguindo a ordem pela qual são citados em seu 

currículo.

 Quanto à avaliação dessa produção, consulte 

o item sobre avaliação que consta da primeira 

parte do Manual do Professor.

Eduardo Aniz

elli/F


olhapress

Mural com vagas de 

estágio na Faculdade 

de Economia e 

Administração da 

Universidade de São 

Paulo, em 2009.

Linguagem_Interacao_LP_V3_PNLD2018_258a284_U4_C7.indd   283

26/05/16   10:20



284

CAPÍTULO 7  CORRESPONDÊNCIA FORMAL ARGUMENTATIVA

3  

  Redija a carta para encaminhamento do currículo levando em conta os seguin-



tes passos:

a) 


Trata-se de uma carta formal; portanto, o nível da linguagem empregada 

deve ser formal.

b) 

Uma carta se inicia pela indicação do local e da data. No espaço do papel, 



essa informação fica alinhada a partir da margem esquerda ou à direita.

c) 


Embaixo da data, indique o nome da empresa e, na próxima linha, seu 

endereço completo.

d) 

Em seguida, é usual o emprego de uma fórmula de evocação. No texto 1, 



por exemplo, usou-se Prezados Senhores.

e) 


Como se trata de uma carta de motivação para participação em um progra-

ma de estágio, inicie o texto com algumas informações essenciais:



no primeiro parágrafo, anuncie o objetivo da carta; em seguida, apre-



sente-se comentando um pouco suas habilidades e interesses;



nos parágrafos seguintes, utilize as informações de seu próprio currí-

culo a fim de tentar convencer a empresa de que você reúne as qua-

lidades necessárias ao estágio. Ressalte seus pontos fortes e explique 

o que a empresa ganharia se, eventualmente, engajasse você como 

estagiário;



encerre a carta agradecendo a oportunidade de estágio oferecida pela 

empresa e colocando-se à disposição dela caso você seja escolhido.

f) 

Elabore o fecho de cortesia. Nas cartas formais, em geral, usa-se a expres-



são  atenciosamente e, em seguida, a assinatura do remetente (no caso, 

você).


Releia sua carta e verifique se não deixou escapar nenhum 

problema de linguagem. Esteja atento a:



pronomes de tratamento e fórmulas de polidez;



aspectos sintáticos da linguagem formal ligados à concordância, 



regência e colocação;



uso das formas de modalização para marcar sua posição pessoal 

em relação à oportunidade de estágio oferecida;



uso dos conectores lógico-relacionais que expressem as 



diferentes circunstâncias;



coerência dos argumentos apresentados: verifique se suas 

habilidades listadas na carta são condizentes com as informações 

de seu currículo.

Se houver algum problema, reescreva o trecho em questão.

4  

  Compare sua carta com as dos colegas e converse com eles sobre essas pro-



duções. O professor poderá auxiliar você a melhorar seu texto. Assim, quando 

precisar produzir ou enviar uma carta desse tipo, poderá valer-se dos conheci-

mentos que adquiriu nesta atividade.

Linguagem_Interacao_LP_V3_PNLD2018_258a284_U4_C7.indd   284

26/05/16   10:20



285

UNIDADE 4  MUNDO DO TRABALHO (II)

Dissertação 

em prosa


PRIMEIROS PASSOS

O texto a seguir foi publicado no dia seguinte ao da realização da prova de 

redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015. O tema da proposta 

de redação — A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira 

— mobilizou a opinião pública, conforme você poderá observar ao ler o texto. 


Baixar 39.74 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   188   189   190   191   192   193   194   195   ...   273




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal