Por quem os sinos gregos dobram? Osvaldo Coggiola



Baixar 5.43 Mb.
Página1/37
Encontro14.03.2020
Tamanho5.43 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   37


POR QUEM OS SINOS GREGOS DOBRAM?

Osvaldo Coggiola

A crise econômica e a revolta social e política na Grécia expressam a falência da união capitalista da Europa no seu elo circunstancialmente mais fraco, e a profundidade da crise capitalista mundial. As formas da revolta grega, o rotundo (61,3 %) não à “troïka” (UE, BCE, FMI) no referendum de 5 de julho de 2015, e suas consequências políticas, afundam suas raízes na história contemporânea da Grécia, e possuem uma projeção não só europeia, mas mundial. As belles âmes que propõem como solução para a “tragédia grega” um substancial desconto na sua impagável dívida, como também o faz o FMI, em nome do débito que o mundo contraiu historicamente com a filosofia e a ciência experimental da Grécia Antiga, suposta “mãe do Ocidente”, na melhor das hipóteses, e ainda na melhor das intenções, não sabem do que estão falando.






Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   37


©historiapt.info 2019
enviar mensagem

    Página principal