Pnld2021 Humanitasdoc vainfas V3 001a256 pr 001. pdf


A R R A N J O U R B A N O : C O N D I Ç Õ E S S O C I A I S



Baixar 50.75 Mb.
Pdf preview
Página95/334
Encontro11.07.2022
Tamanho50.75 Mb.
#24207
1   ...   91   92   93   94   95   96   97   98   ...   334
Humanitas.doc - Volume 3
A R R A N J O U R B A N O : C O N D I Ç Õ E S S O C I A I S 
E N AT U R A I S
O arranjo urbano, isto é, a forma e as dinâmicas 
internas das cidades, tem profunda relação com o 
sítio, a situação, a vida social e a performance econô-
mica e política. A partir da emergência da socieda-
de industrial, o processo de urbanização e o arranjo 
urbano das cidades tornaram-se, na maior parte do 
mundo, reveladores do desenvolvimento do capita-
lismo. No seu processo de evolução, as cidades se 
apropriam dos elementos naturais e estabelecem 
relações com seu entorno.
Dois conceitos são de fundamental importância 
para compreender os arranjos urbanos. O primei-
ro diz respeito ao sítio urbano, representado pelos 
aspectos físicos da superfície na qual a cidade está 
localizada. As características do sítio, como o tipo de 
relevo ou clima, podem facilitar ou dificultar o cres-
cimento de uma cidade.
O segundo corresponde ao conceito de situa-
ção urbana, que representa a posição relativa que 
a cidade ocupa, levando em conta seu contexto 
regional. Tal situação é definida a partir das re-
lações que a cidade mantém com os elementos 
situados em seu entorno, como outras cidades, 
rodovias e portos.
As cidades também podem ser pensadas a par-
tir das funções urbanas que desempenham pri-
mordialmente: comercial, político-administrativa, 
portuária, religiosa, turística e industrial. Uma 
mesma cidade pode apresentar todas essas fun-
ções, mas algumas cidades se especializam na 
oferta de determinados serviços.
Com o avanço do processo de urbanização, as 
cidades passaram a se organizar em redes urba-
nas, sendo hierarquizadas a partir da extensão de 
sua área de influência. No Brasil, a extensão da 
área apresenta cinco níveis: metrópoles, capitais 
regionais, centros sub-regionais, centros de zona 
e centros locais.
Região de infl uência das cidades é uma publicação do IBGE sobre a rede urbana brasileira. 
A primeira versão foi publicada em 1972, e a de 2020 corresponde à quinta edição da 
pesquisa. Nela foram identifi cadas 15 metrópoles, 97 capitais regionais, 352 centros 
sub-regionais, 398 centros de zona e 4 037 centros locais.

Baixar 50.75 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   91   92   93   94   95   96   97   98   ...   334




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal