Pnld2021 Humanitasdoc vainfas V3 001a256 pr 001. pdf


  Qual é a importância do estudo do passado da Terra e dos seres que a habitam para a vida atual e futura?  2



Baixar 50.75 Mb.
Pdf preview
Página5/334
Encontro11.07.2022
Tamanho50.75 Mb.
#24207
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   334
Humanitas.doc - Volume 3
 1 
Qual é a importância do estudo do passado da Terra e dos seres que a habitam para a vida atual e futura?
 2 
Visite um museu geológico, arqueológico ou paleontológico de seu município ou sua região e escreva um 
relatório de vinte linhas sobre o acervo e sua importância. Caso não haja um nas imediações, faça uma 
breve pesquisa em museus virtuais dessas áreas e escreva um breve comentário sobre algum vestígio 
fóssil que tenha sido encontrado no Brasil e a importância dessa descoberta.
Gerson Gerloff/Pulsar Imagens
Daniel Cymbalista/P
ulsar Imagens
Acima, crânio fossilizado exposto no Museu Municipal Padre Daniel 
Cargnin, em Mata (RS); à direita, rocha com vários exemplares 
fossilizados incrustados de 
Mesosaurus, um pequeno réptil, exposta 
em 2019 no Museu de Geociências da Universidade de São Paulo, 
em São Paulo (SP).
30
Antes do século XV, predominava na 
Europa uma explicação do mundo físi-
co influenciada por uma visão mítica, 
mágica e teológica da realidade. Se-
gundo relata a historiadora Laura de 
Mello e Souza em O diabo e a Terra de 
Santa Cruz, no século XIV a realidade 
da Terra para os habitantes letrados 
da Europa ocidental limitava-se a cin-
co zonas climáticas, três continentes
três mares e doze ventos. A Ásia orien-
tal e a África ao sul do Saara faziam 
parte do imaginário. Acreditava-se 
que ali estariam localizados o Paraíso 
Terrestre; o Reino de Preste João, des-
cendente dos reis magos e inimigo dos 
muçulmanos; o país de Gog e Magog, 
composto de tribos israelitas; etc.
Diferentemente dessa visão fas-
cinada pelo extraordinário, porém, a 
carta do escrivão da frota de Pedro 
Álvares Cabral, o português Pero Vaz 
de Caminha (1450-1500), endereçada 
ao rei dom Manuel, faz uma descrição 
da terra e dos habitantes encontrados 
na América voltada aos usos que deles 
poderiam ser feitos.
“Eles [os indígenas] não lavram, nem criam. Não há aqui boi, nem vaca, nem 
cabra, nem ovelha, nem galinha, nem qualquer outra 
alim‡ria
, que costumada 
seja ao viver dos homens. Nem comem senão desse inhame, que aqui há muito, 
e dessa semente e frutos, que a terra e as árvores de si lançam. [...]
Pelo sertão nos pareceu, vista do mar, muito grande, porque, a estender olhos, não podíamos ver 
senão terra com arvoredos, que nos parecia muito longa. Nela, até agora, não pudemos saber que 
haja ouro, nem prata, nem coisa alguma de metal ou ferro; nem lho vimos. Porém a terra em si 
é de muito bons ares, assim frios e temperados como os de Entre Douro e Minho [...]. E em tal 
maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo, por bem das águas que tem. 
Porém o melhor fruto, que nela se pode fazer, me parece que será salvar esta gente.
CAMINHA, Pero Vaz de. Carta ao rei dom Manuel, de 1
o
de maio de 1500. Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca 
Nacional. Disponível em: http://objdigital.bn.br/Acervo_Digital/livros_eletronicos/carta.pdf.
Acesso em:10 jun. 2020.
 1 
Observe o mapa-múndi do século XV e responda: Que aspectos dele podem ser associados à observa-
ção empírica e à formulação de hipóteses baseada em evidências? 

Baixar 50.75 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   334




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal