Pnld2021 Humanitasdoc vainfas V3 001a256 pr 001. pdf


ORIENTAÇÕES ESPECÍFICAS |



Baixar 50.75 Mb.
Pdf preview
Página306/334
Encontro11.07.2022
Tamanho50.75 Mb.
#24207
1   ...   302   303   304   305   306   307   308   309   ...   334
Humanitas.doc - Volume 3
ORIENTAÇÕES ESPECÍFICAS |
235
Conversa de cientistas 
p. 108 
As atividades propostas nessa seção contribuem para 
que seja mobilizada a competência específica de Ciências 
Humanas e Sociais Aplicadas 1 e a habilidade EM13CHS101, 
além de mobilizar a habilidade EM13CNT206 de Ciências 
da Natureza e suas Tecnologias.
1. O primeiro texto, assinado por uma equipe de cientistas que 
representa o IPCC, argumenta que há aquecimento global e 
que ele é antropomórfico, ou seja, é resultado da ação huma-
na no meio ambiente. O segundo texto, de José Bueno Conti, 
também afirma que há evidências de que a temperatura do 
planeta está subindo, mas as causas podem se referir tanto à 
ação humana predatória sobre a natureza quanto às dinâmi-
cas próprias da natureza do planeta. O terceiro texto, de Ri-
cardo Augusto Felício, por sua vez, refuta as hipóteses de que 
o aquecimento global é resultante de ações antropomórficas, 
contra-argumentando diretamente os estudos do IPCC. 
2. O autor José Bueno Conti não descarta a evidência aponta-
da pelos cientistas do IPCC de que o aquecimento global tem 
razões antropomórficas. 
3. Espera-se que os estudantes possam argumentar, debater e 
tirar suas conclusões considerando os argumentos presentes 
em cada texto. É importante exercitar o juízo crítico, tentando 
estabelecer paralelos com a realidade que os cerca e com os 
conhecimentos que já tem a respeito do debate sobre o aque-
cimento global e o meio ambiente na contemporaneidade. 
O desenvolvimento sustentável 
como meta 
p. 109 
Nesse tópico, procure apresentar aos estudantes as 
premissas básicas do desenvolvimento sustentável da lei-
tura dos gráficos. Procure estimulá-los a pensar na ideia 
central de que esses três elementos básicos são indisso-
ciáveis para alcançar um equilíbrio ecológico no planeta. 
Seguindo essa proposta, você pode pedir que apresentem 
e discutam exemplos de sua realidade e de seus conhe-
cimentos de práticas reais de sustentabilidade. Esse diá-
logo favorece a aplicação da habilidade EM13CHS306 e 
o trabalho com o Tema Contemporâneo Transversal Edu-
cação Ambiental. 
Acordos internacionais para a 
promoção de práticas 
sustentáveis 
p. 110 
Ao abordar a Conferência de Estocolmo com os es-
tudantes, você pode propor uma discussão sobre as di-
ferenças básicas entre os países no mundo em relação ao 
desenvolvimento econômico e social, elucidando as vá-
rias divisões e dicotomias consagradas (primeiro mundo, 
terceiro mundo; países do Norte e do Sul; entre outras) 
e, a partir daí, problematizar a posição do governo militar 
brasileiro perante a constatação da crise mundial na dé-
cada de 1970, destacando a associação da pobreza com 
o agravamento dos problemas. Uma possibilidade tam-
bém é pedir aos estudantes que analisem e comparem 
esse posicionamento em relação aos problemas e posi-
cionamentos atuais no contexto brasileiro, relacionando 
assim o conteúdo desse tópico ao propósito da habilida-
de EM13CHS305.
Em relação ao mapa “Mundo: Protocolo de Kyoto”, 
localizado na página 112, procure destacar os espaços 
no norte e suas especificidades na representação, ou se-
ja, o fato de que já lhes era indicada a redução dos gases 
do efeito estufa. Espera-se que os estudantes sejam ca-
pazes de relacionar esse fato com o nível de urbanização, 
de industrialização e consumo que se verifica no norte, 
de acordo com as indicações da habilidade EM13CHS106. 
Procure dialogar com os estudantes a respeito do papel 
institucional na discussão da pauta ambiental, fazendo 
a mediação de uma conversa que fomente a importân-
cia desses acontecimentos, e, ao mesmo tempo, estimu-
le a leitura crítica a respeito dos encaminhamentos e re-
sultados, conforme sugere a habilidade EM13CHS305.
Por fim, ao trabalhar com o mapa “Mundo: países que 
ratificaram o Acordo de Paris (2017)”, também na página 
112, procure mobilizar os estudantes para uma leitura 
comparativa entre essa representação cartográfica sobre 
o Acordo de Paris e a anterior, referente ao Protocolo de 
Kyoto. É possível perceber uma maior adesão ao acordo, 
a qual inclui o sul global. Por meio dessa comparação os 
estudantes irão exercitar suas capacidades interpretativas 
e comparativas entre os fenômenos representados, con-
forme propõe a habilidade EM13CHS106.
Questões em foco: O meio ambiente 
transnacional 
p. 113 
É interessante problematizar a Amazônia como um bioma re-
gulador da dinâmica climática do planeta, o que define sua 
suposta transnacionalidade, mas também o seu papel na di-
nâmica local, que abarca os diferentes povos que vivem nela e 
as outras formas de uso da terra. Os textos traçam dois con-
trastes: entre plano global e plano local e entre os países “ricos 
e pobres”, sugerindo que a questão ambiental se divide entre 
proteção da natureza, de um lado, e justiça social, do outro. 
Abre-se, assim, a possibilidade de uma leitura crítica da noção 
de desenvolvimento sustentável a partir disto: o que se verifi-
ca na prática? Prefira mediar essa atividade em aula coletiva, 
antes da realização do 
podcast em grupos. 
A atividade desenvolve a habilidade EM13CHS304 
ao propor aos estudantes analisar criticamente a atua-
ção dos governos tanto no contexto das convenções 
institucionais como pela identificação dos diversos agen-
tes e fatores que complexificam a questão ambiental 
em suas relações de poder. Gravar um podcast pode 
ajudar os estudantes a mobilizar os conhecimentos 
aprendidos reelaborando-os em outra linguagem, a de 
P4_V3_CIE_HUM_Vainfas_g21Sa_MP_193a256.indd 235
29/09/2020 19:44


236
um programa falado. Assim, os estudantes trabalham a 
competências geral 4, no que diz respeito ao uso de di-
ferentes linguagens, e a competência geral 5, ao utilizar 
as tecnologias para comunicar e exercer a autoria e o 
protagonismo juvenil. 
Entraves à sustentabilidade 
p. 113 
Você pode iniciar o trabalho com esse tópico promo-
vendo um debate com os estudantes sobre as contradi-
ções envolvidas na aplicação dos preceitos do desenvol-
vimento sustentável ao longo das últimas décadas. 
Procure fazer uma mediação favorável à identificação dos 
fatores que evidenciem tais contradições com exemplos 
do cotidiano, desafiando-os a validar a hipótese de que 
preservar os recursos naturais e humanos no universo da 
produção de mercadorias em massa seja objetivamente 
impossível. Com isso, é possível estabelecer conexões com 
a habilidade EM13CHS302.
Se possível, comente os sucessos e as limitações de 
exemplos concretos a esse respeito, como o fato de que 
uma das indústrias que recentemente aderiu a um movi-
mento sustentável é a da moda – algo com potencial im-
pacto positivo, considerando que a indústria têxtil é a se-
gunda mais poluidora do mundo, segundo dados 
apresentados no artigo “Qual é a indústria que mais polui 
o meio ambiente depois do setor do petróleo?”
, publicado 
na BBC Brasil em 2017 (disponível em: https://www.bbc.
com/portuguese/geral-39253994, acesso em: 18 set. 2020). 
O movimento, nomeado 
slow fashion (ou “moda lenta”), 
prega a diminuição do consumo e o exame criterioso por 
Baixar 50.75 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   302   303   304   305   306   307   308   309   ...   334




©historiapt.info 2022
enviar mensagem

    Página principal